E V O L U Ç Ã O
 Casa Humanitária Dr. Albert Schweitzer

    ANO 08  - Nº 148           Edição de JULHO/2016
______________________________________________________


MÉDICOS SEM FRONTEIRAS


O QUE É SÍFILIS   Dra. Sheila Sedicias

Sífilis é uma doença sexualmente transmissível (DST) causada pela bactéria Treponema pallidum.

A sífilis é um mal silencioso e requer cuidados. Após a infecção inicial, a bactéria pode permanecer no corpo da pessoa por décadas para só depois manifestar-se novamente.

CAUSAS:  A sífilis é causada por uma bactéria chamada Treponema pallidum, que é geralmente transmitida via contato sexual e que entra no corpo por meio de pequenos cortes presentes na pele ou por membranas mucosas.

Só é contagiosa nos estágios primário e secundário e, às vezes, durante o início do período latente. Raramente, a doença pode ser transmitida pelo beijo, mas também pode ser congênita, sendo passada de mãe para filho durante a gravidez ou parto.

Uma vez curada, a sífilis não pode reaparecer – a não ser que a pessoa seja reinfectada por alguém que esteja contaminado.

Alguns fatores são considerados de risco para contrair sífilis. Confira:

  • Manter relações FATORES DE RISCO: sexuais desprotegidas com uma ou mais pessoas
  • Estar infectado com o vírus do HIV, causador da AIDS

SINTOMAS: A sífilis desenvolve-se em diferentes estágios, e os sintomas variam conforme a doença evolui. No entanto, as fases podem se sobrepor umas às outras. Os sintomas, portanto, podem seguir ou não uma ordem determinada. Geralmente, a doença evolui pelos seguintes estágios: primário, secundário, latente e terciário.

Sífilis primária

A sífilis primária é o primeiro estágio. Cerca de duas a três semanas após o contágio, formam-se feridas indolores (cancros) no local da infecção. Não é possível observar as feridas ou qualquer sintoma, principalmente se as feridas estiverem situadas no reto ou no colo do útero. As feridas desaparecem em cerca de quatro a seis semanas depois, mesmo sem tratamento. A bactéria torna-se dormente (inativa) no organismo nesse estágio.

Sífilis secundária

A sífilis secundária acontece cerca de duas a oito semanas após as primeiras feridas se formarem. Aproximadamente 33% daqueles que não trataram a sífilis primária desenvolvem o segundo estágio. Aqui, o paciente pode apresentar dores musculares, febre, dor de garganta e dificuldade para deglutir. Esses sintomas geralmente somem sem tratamento e, mais uma vez, a bactéria fica inativa no organismo.

Sífilis latente

Esse é o período correspondente ao estágio inativo da sífilis, em que não há sintomas. Esse estágio pode perdurar por anos sem que a pessoa sinta nada. A doença pode nunca mais se manifestar no organismo, mas pode ser que ela se desenvolva para o próximo estágio, o terciário – e mais grave de todos.

Sífilis terciária

Este é o estágio final da sífilis. A infecção se espalha para áreas como cérebro, sistema nervoso, pele, ossos, articulações, olhos, artérias, fígado e até para o coração. Aproximadamente 15 a 30% das pessoas infectadas não tratadas desenvolvem o estágio terciário da doença.

Sífilis congênita

A sífilis pode, ainda, ser congênita. Nela, a mãe infectada transmite a doença para o bebê, seja durante a gravidez, por meio da placenta, seja na hora do parto. A maioria dos bebês que nasce infectado não apresenta nenhum sintoma da doença. No entanto, alguns podem apresentar rachaduras nas palmas das mãos e nas solas dos pés. Mais tarde, a criança pode desenvolver sintomas mais graves, como surdez e deformidades nos dentes.

TRATAMENTO PARA SÍFILIS

O tratamento para sífilis deve ser orientado por um Infectologista e, normalmente, é feito com uma injeção de Penicilina nas nádegas, especialmente no caso de sífilis primaria ou secundária. Porém, quando o paciente tem alergia à Penicilina, o médico pode receitar antibióticos orais, como Azitromicina ou Amoxicilina, que devem ser tomados durante cerca de 2 semanas para combater a bactéria que causa a doença.

Já no tratamento da sífilis terciária o tratamento, geralmente, é feito em internamento no hospital para fazer antibióticos diretamente na veia. Embora os antibióticos sejam capazes de eliminar a bactéria que provoca a doença, não são capazes de reparar os danos provocados pela sífilis.

Após o tratamento, o médico pede um exame de sangue para garantir que o paciente está curado e já não se encontra infectado pela bactéria que causa a doença.

Tratamento para sífilis na gravidez

O tratamento para sífilis na gestante é semelhante ao da mulher não grávida, no entanto, apenas deve ser feito com antibióticos derivados da Penicilina, como Amoxicilina ou Ampicilina, uma vez que os outros antibióticos podem provocar malformações no feto.

Caso a gestante seja alérgica à Penicilina o médico poderá recomendar fazer o tratamento após a gravide ou utilizando Eritromicina oral durante 15 a 30 dias, dependendo da semana de gestação.

Tratamento para sífilis congênita

O tratamento para sífilis congênita deve ser orientada pelo pediatra e, normalmente, é iniciada logo após o nascimento com Penicilina diretamente na veia a cada 12 horas nos primeiros 7 dias de vida.

Com o início do tratamento para sífilis congênita, é normal que alguns recém-nascidos desenvolvam sintomas como febre, respiração rápida ou aumento da frequência cardíaca, que podem ser controlados com outros remédios como Paracetamol.

Cuidados durante o tratamento da sífilis

Durante o tratamento, ou logo após o diagnóstico da sífilis, o paciente deve ter alguns cuidados como:

·         Informar sua parceira ou parceiro para fazer o teste da doença e iniciar o tratamento, caso seja necessário;

·         Evitar o contato íntimo durante o tratamento, mesmo com camisinha;

·         Fazer o teste de HIV, pois existe grande risco de estar infectado.

Mesmo após o tratamento, o paciente pode voltar a pegar sífilis e, por isso, é importante continuar a utilizar a camisinha no contato íntimo para evitar ficar infectado com essa e outras doenças sexualmente transmissíveis.

Sinais de melhora da sífilis

Os sinais de melhora da sífilis surgem cerca de 3 a 4 dias após o início do tratamento e podem incluir diminuição do mal estar, redução das ínguas e cicatrização das feridas na região íntima ou mãos, por exemplo.

Sinais de piora da sífilis

Os sinais de piora da sífilis são mais comuns em pacientes que não fazem o tratamento da forma indicada pelo médico e incluem febre acima de 38ºC, dores articulares e musculares, diminuição da força muscular e paralisia progressiva.

Complicações da sífilis

As complicações da sífilis surgem principalmente em pacientes com sistema imune enfraquecido com HIV ou que não fazem o tratamento adequado, incluindo surgimento de meningite, hepatite, deformidade das articulações e paralisia.

Como identificar e tratar as infecções genitais mais comuns

Para identificar as infecções genitais mais comuns como candidíase, gonorreia, clamídia ou sífilis é importante entender quais são os sintomas que definem cada tipo de infecção para que o tratamento seja eficiente.

Normalmente, o ginecologista ou urologista, pede exame de sangue e colheita do corrimento, para prescrever o antibiótico ou anti-fúngico mais específico possível, para curar a infecção e eliminar rapidamente os sintomas como corrimento, dor durante o contato íntimo, feridas na região íntima ou dor ao urinar, por exemplo

Como tratar as infecções genitais mais comuns 

O tratamento das infeções genitais tanto no homem como na mulher deve ser orientado pelo médico e também pode ser feito com antibióticos, remédios antifúngicos e remédios antivirais, em forma de comprimidos ou pomadas, de acordo com o microrganismo causador da infecção. Geralmente, o parceiro também deve fazer o mesmo tratamento, mesmo que não apresente sintomas, e é recomendado o uso de camisinha durante todo o tratamento.

 

Obs.; É necessário que diante de qualquer sintoma procurar de imediato um profissional de saúde antes que o problema se torne mais grave e crônico.  A SÍFILIS TEM CURA.

____________________________

DIFERENÇA ENTRE A PSICOSE E A PSICOPATIA

Muitas pessoas acreditam que o psicopata é um psicótico (pessoa que apresenta um sofrimento mental). Talvez esta, seja uma dúvida que muitos tem, vamos tentar esclarecer. 

Psicopatia é o câncer da psiquiatria.

Antes de falar sobre definições: Psico quer dizer mente; Pathos, doença. O psicopata não é um doente mental da maneira como nós o vemos. O doente mental é o psicótico, que sofre com delírios, alucinações e não tem ciência do que faz, e vive uma realidade à parte. Portanto, a maldade existe, mas somos resistentes ao admitir que existem pessoas más.

Ao iniciar os estudos sobre à condição humana – esses dois transtornos de personalidade intrigavam: havia diferenças entre o  psicótico e o psicopata?

- O Psicótico – Esquizofrênico.

Culturalmente o esquizofrênico representa o estereotipo do “louco”, um indivíduo que produz grande estranheza social devido ao seu desprezo para com a realidade. A esquizofrenia é uma doença psiquiátrica que deve ser diagnosticada e tratada rapidamente. Ela se caracteriza por alterações no pensamento, no afeto e na vontade. Os principais sintomas são: delírios, alucinações e retraimento social. Delírios são ideias distorcidas, irreais, que o esquizofrênico percebe como reais. Dividem-se em manias persecutórios, ou seja, eles sentem estarem sendo perseguidos. Mania de grandeza e místicoreligiosos. De repente a pessoa cisma, por exemplo, que o FBI o está perseguindo. Tudo que ocorre a partir de então gira em torno dessa ideia delirante.

A psicose é uma distonia mental, ou seja, um estado anormal de funcionamento psíquico. O aspecto central da psicose é a perda do contato com a realidade, dependendo da intensidade da psicose. Num dado momento a perda será de maior ou menor intensidade. Os psicóticos quando não estão em crise, zelam pelo seu bem estar, alimentam-se, evitam machucar-se, têm interesse sexual, estabelecem contato com pessoas reais. Isto tudo é indício da existência de um relacionamento com o mundo real. A psicose propriamente dita começa a partir do ponto em que o paciente relaciona-se com objetos e coisas que não existem no nosso mundo. Por exemplo, a tristeza e a alegria assemelham-se à depressão e a mania, a dificuldade de recordar ou de aprender estão relacionada à demência e ao retardo mental, o medo e a ansiedade perante situações corriqueiras têm relações com os transtornos fóbicos e de ansiedade. Da mesma forma, outros transtornos mentais podem ser imaginados a partir de experiências pessoais. No caso da psicose não há comparações. 

- O Psicopata 

A Psicopatia não é loucura esses sujeitos ao contrário do que se pensa têm a real consciência do que estão praticando, e, sentem prazer, em praticar a maldade/perversão a quem cruza o caminho deles, sem remorso algum. Até profissionais da área, como os médicos psiquiatras, que já estão habituados a todas as armadilhas de quem tem esse tipo de transtorno, podem cair “nas graças deles”. Eles são os mestres da encenação; são os atores da vida real. 

A psicopatia ou mais tecnicamente, Personalidade Psicopática ou Sociopatia (segundo o CID.10. - Classificação Internacional de Doenças, da OMS), não é uma doença mental pois não demonstram qualquer sintoma para tal. 

Nos anos 60, o movimento norteamericano chamado anti-psiquiatria recomendou que os psicopatas fossem excluídos das classificações psiquiátricas. Dizia-se, na época, que a alteração do psicopata era de natureza moral e ética e, para problemas éticos, as soluções tinham que ser éticas (reclusão, encarceramento etc.), e não médicas. Há um amplo consenso entre profissionais de saúde mental que a sociopatia é intratável. Ao contrário da psicose, que é tratada com medicamentos adequados e psicoterapia própria para cada caso. 

Como perceber a psicopatia em uma pessoa, observando que ela pode se manifestar desde a infância: 

- Atitude aberta de desrespeito por normas, regras e obrigações sociais de forma persistente. 

- Estabelece relacionamentos com facilidade, é envolvente, fala daquilo que seu interlocutor “quer ouvir”, principalmente quando é do seu interesse.

- Baixa tolerância à frustração e facilmente explode em atitudes agressivas e violentas, principalmente quando é surpreendido ou descoberto em pequenos ou grandes delitos. 

- Incapacidade de assumir culpa ou se responsabilizar pelo que fez de errado, ou de aprender com as punições. 

- Tendência a culpar os outros ou defender-se com raciocínios lógicos - geralmente, tem uma inteligência acima da média -, porém, improváveis. 

- Possui um egocentrismo exacerbado. 

- Emoções superficiais, teatrais e falsas. 

- Falta de empatia com outros seres humanos, ausência de sentimentos de remorso e de culpa em relação ao seu comportamento. 

- Sente prazer em maltratar animais. 

- Uma pessoa geralmente cínica, incapaz de manter uma relação leal e duradoura, manipuladora e incapaz de amar.

- É exageradamente mentirosa, sem constrangimento ou vergonha, subestima a insensatez das mentiras, rouba, abusa, trapaceia, manipula dolosamente seus familiares e parentes, coloca em risco a vida de outras pessoas e, decididamente, nunca é capaz de se corrigir. 

Assim, muitos que estão integrados no meio político, nas polícias estaduais, nas forças armadas, no meio financeiro e no mundo corporativo, podem portar o caráter sociopático. Felizmente, apenas uma pequena parte dos sociopatas se transforma em criminosos violentos, estupradores e assassinos seriais. 

Portanto, o psicótico e o psicopata, são entidades bem distintas.

Existem estudos muito sérios, que mostram que existe uma “alteração” no sistema límbico do psicopata. Segundo a psiquiatra carioca, Dra. Ana Beatriz Barbosa, autora do livro – Mentes Perigosas - os psicopatas nascem com um cérebro diferente. Os seres humanos têm no chamado sistema límbico, uma estrutura cerebral que é responsável por nossas emoções. É uma espécie de central emocional, o coração da mente.

Em 2010, dois brasileiros, o neurologista Ricardo Oliveira e o neurorradiologista Jorge Moll, descobriram uma prova consistente dessa diferença no cérebro do psicopata, por meio da chamada ressonância magnética funcional, que mostra como o cérebro funciona de acordo com diferentes atividades. Nesse exame, mostraram imagens boas (belezas naturais, cenas de alegria) e outras chocantes (morte, sangue, violência, crianças maltratadas). Nas pessoas normais, o sistema límbico reagia de forma diversa, com alterações significativas, de acordo com as imagens vistas. Nos psicopatas, não havia diferença, mantinha-se inalterado, sem reações.

Assim, ficou provado que o sistema límbico dos psicopatas, simplesmente não funciona. O pôr do sol ou uma criança sendo espancada, não geram reações. Da mesma forma, não há repercussão no corpo. Eles não têm taquicardia, não suam de nervosos. Enfim, não apresentam reações físicas diante de visões chocantes ou belas.    Por Fernando Vieira Filho

Resumindo:  Muito se confunde, entre os leigos, a psicopatia com os transtornos psicóticos. Contudo, fixar essa diferença pode ser importante para o efeito de se aferir, por exemplo, a imputabilidade penal. 

Portadores de transtornos psicóticos são aqueles que, em surto, rompem com a realidade, não conseguindo separar o real do imaginário. É o caso do matemático John Nash, que deu origem ao filme “Uma Mente Brilhante”, estrelado por Russel Crowe. É importante esclarecer, porém, que os pacientes psicóticos, quando medicados, podem permanecer estáveis, levando uma vida saudável. 

A psicopatia, por outro lado, é um transtorno da personalidade, cujo portador apresenta como principal característica um padrão global de desrespeito e violação dos direitos alheios. Costuma se manifestar na infância ou no começo da adolescência, e progride na idade adulta, mas o diagnóstico só pode ser fechado a partir dos 18 anos de idade. 

Diferentemente do psicótico, o psicopata não rompe com a realidade: sabe exatamente o que faz e planeja meticulosamente como fazer, no propósito de não ser pego. A manipulação é uma das principais características da psicopatia, normalmente aliada à ausência de empatia. Buscando alcançar o que querem, os psicopatas manipulam e enganam as pessoas, não conseguindo, em nenhum momento, colocar-se no lugar do outro.

Diante de tais considerações, conclui-se que se um transtorno psicótico pode eventualmente induzir inimputabilidade penal do agente, tratamento distinto deve ser conferido ao psicopata. Este, conforme salientado, tem a capacidade de extrair a possível ilicitude de um ato.

___________________________


ANEMIA FALCIFORME

ALERTA NO BRASIL PARA DOENÇA QUE ATINGE 3.500 RECÉM-NASCIDOS POR ANO

O dia 19 de junho foi o Dia Mundial de Conscientização sobre a  Doença Falciforme, estabelecido pela ONU (Organização das Nações Unidas), uma data para alertar sobre uma das doenças hereditárias que mais afeta pessoas no Brasil. Em uma ação de conscientização, o Instituto Espaço de Vida, em parceria com a FENAFAL (Federação Nacional das Associações de Pessoas com Doenças Falciformes), promove campanhas de informação e orientação às pessoas com doença falciforme, aos seus familiares e à sociedade durante toda a semana que marca o dia mundial.

Dados do Ministério da Saúde apontam que 3.500 crianças nascem com a doença por ano e cerca de 200 mil apresentam o traço falciforme, ou seja, possuem apenas um gene da doença e não desenvolvem os sintomas relacionados. “A doença é mais comum na população afrodescendente, porém, como há muita miscigenação racial no Brasil, pode ocorrer em indivíduos com qualquer cor de pele”, informa Dra. Clarisse Lobo, hematologista do Hemório.

De acordo com o Coordenador Geral da FENAFAL, Altair Lira, a principal característica da Doença Falciforme é a alteração do glóbulo vermelho do sangue (hemácias). “Essas células alteradas tomam a forma de foice e não circulam facilmente pelos vasos sanguíneos, provocando diversas alterações no organismo”, explica. “Um dia como este se torna importante pela tentativa de impactar a sociedade para conhecer e lutar por políticas públicas para atender as pessoas com a doença falciforme no Brasil e no mundo. São 600 mil novos casos da doença todos os anos”, conclui.

Diversas cidades do país receberam informativos sobre a campanha com o alerta à doença.



 Sintomas

A doença falciforme se manifesta, geralmente, a partir dos três meses de idade, mas já pode ser diagnosticada na primeira semana de vida através da triagem neonatal, mais conhecida como teste do pezinho.  Os sintomas podem variar. Entre eles estão:

- Anemia crônica: causada pela rápida destruição dos glóbulos vermelhos;

- Icterícia: cor amarelada na  pele e mais visivelmente no “branco dos olhos”;

- Síndrome mão-pé: inchaço muito doloroso na região dos punhos e tornozelos. São mais frequentes até os dois anos de idade;

- Crises dolorosas: principalmente em ossos, músculos e articulações. 

 Tratamento

O hematologista Rodolfo Cançado, da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, explica que o tratamento tem como principal foco a prevenção das situações que podem modificar a forma das hemácias. “Entre os cuidados necessários estão o tratamento rápido de infecções, manter o calendário de vacinação em dia, evitar desidratação e atividades físicas muito intensas”, elenca o médico.

 Para as dores são usados tratamentos de hidratação e analgésicos. As demais complicações exigem um tratamento mais específico.

 A manifestação mais frequente da doença é a anemia falciforme. “Ela deve ter acompanhamento médico e de uma equipe multidisciplinar, tendo sempre em evidencia os cuidados especiais”, alerta Christine Battistini, fundadora do Espaço de Vida.

Sobre o Instituto Espaço de Vida

A idéia do Espaço de Vida é que pacientes e médicos bem informados resultam em qualidade de vida, mesmo depois do diagnóstico de doenças dos mais diversos tipos. O Instituto surgiu da história de sua fundadora, Christine Battistini, ao enfrentar o câncer de mama. “Durante o período de diagnóstico foi difícil encontrar informação consistente e atualizada voltada à pacientes. As orientações eram desencontradas e escassas na comunidade brasileira”, explica Christine. O conteúdo principal do Instituto sobre doenças, como câncer de mama, câncer renal, metástase óssea e acromegalia, é apresentado em tópicos de saúde, que explicam desde

o surgimento da enfermidade até seu tratamento, com vídeos e entrevistas exclusivas de especialistas para cada tema (realizadas pelo próprio Instituto). Acesse www.espacodevida.org.br 

Sobre a FENAFAL

Criada em 2001,  a Federação Nacional das Associações de Pessoas com Doenças Falciformes (FENAFAL) tem como principal missão auxiliar as associações estaduais e municípios para que as mesmas possam atender as necessidades das pessoas com doença falciforme. Hoje conta com 45  associações em 24  estados do país para articular as reivindicações de quem sofre com a doença.


__________________________


Auto-Hemoterapia: A Cura Pelo Sangue. A Verdade da Mentira

Dr. Luis Moura

Auto-Hemoterapia

A Auto-Hemoterapia é um a técnica terapêutica (eficaz, simples e barata) em que consiste em retirar uma determinada quantidade de sangue da veia de um paciente e injetá-la (essa mesma quantidade de sangue 5ml,10ml,20ml…) no músculo do mesmo.

A Hemoterapia é uma atividade realizada por médicos, altamente complexa, em evolução constante. Engloba áreas como onco-hematologia, imunologia, estudo das doenças transmissíveis pelo sangue, transplantes de órgãos, aféreses terapêuticas e transfusionais, dentre outras. O Serviço de Hemoterapia caminha lado a lado com essa evolução e conta com profissionais altamente qualificados e atualizados, buscando, através de medicina baseada em evidências, as soluções mais avançadas para suporte hemoterápico. Atuando há mais de 50 anos neste processo, busca sempre crescer e incorporar novas tecnologias para garantir ao paciente um suporte hemoterápico de qualidade. A Hemoterapia foi pioneira na utilização de métodos de biologia molecular para detecção de ácidos nucléicos do HIV e Hepatites B e C (testes NAT) na triagem sorológica de doadores de sangue.

Desta forma, o sistema imunitário irá despertar e estar alerta para aquilo que ele considera um ataque externo a combater. Porque enquanto houver sangue no músculo, ele será entendido pelo sistema imunitário como um corpo a combater e como tal serão criadas novas cargas de macrófagos que vão dos 5% (normais) aos 22% num espaço temporal de médias de 5 dias:  

(Em citologia, chamam-se macrófagos às células de grandes dimensões do tecido conjuntivo, ricos em lisossomas, que fagocitam elementos estranhos ao corpo. Os macrófagos derivam dos monócitos do sangue e de células conjuntivas ou endoteliais. Intervêm na defesa do organismo contra infecções. Também são ativos no processo de involução fisiológica de alguns órgãos. É o caso do útero, que, após o parto, sofre uma redução de volume, havendo uma notável participação dos macrófagos nesse processo.

Esta técnica é muito simples e que qualquer pessoa em qualquer sítio ou circunstância a poderá realizar desde que saiba encontrar uma veia adequada e retirar dela sangue e injetá-la no músculo do braço, da coxa ou nas nádegas. E para isso só precisa de uma seringa, de um elástico e de um par de mãos.

Esta técnica após realizada, criará um estímulo imunológico poderosíssimo na pessoa onde a mesma foi aplicada!

Se esta técnica fosse mais divulgada, ela poderia salvar milhões de vidas em locais de poucos recursos ou em situações de acidentes ou doenças em zonas isoladas.

Alguns (bons) médicos, utilizam esta técnica antes de cada operação, para evitarem (da forma natural) as infeções pós-operatório. O que tem resultado muito bem!

Outros médicos (institucionalizados pelo sistema) nunca irão aceitar as evidências mesmo que elas lhe caiam no colo. Irão muitas fezes dizerem que tal paciente melhorou ou até se curou por auto-sugestão ou por mirração espontânea:  Ou seja, acreditou tanto no remédio que lhe foi aplicado que se auto-curou. Mas em boa verdade, a razão da sua negação é outra: Porque a única coisa que aprenderam na faculdade de medicina, foi a passar receitas de medicamentos e/ou cortar partes do corpo humano. E porque também não têm qualquer benefício financeiro em receitar algo natural como aauto-hemoterapia, irão se portar como uma empresa farmacêutica: Onde não há hipótese de lucro, não há esforço nem estudo.

Mas como já sabemos, a matéria prima da auto-hemoterapia, é o sangue, que é uma substância natural. Logo não é possível ser panteteado. Logo nenhuma empresa farmacêutica investirá um centésimo para promover ou desenvolver qualquer ato no sentido de promover esta técnica “milagrosa” preparada de antemão pelo Criador. Quando ele nos criou com sangue, preparou o sistema imunitário para reagir a esta técnica e deu sabedoria aos homens para a usarem.

E se perguntarem… as farmacêuticas não têm razões para promoverem a auto-hemoterapia. Ma os governos têm! Porque não o fazem?

Pela mesma razão que não promovem as curas naturais, as terapias alternativas e os produtos nutricionais. Pelo conluio (impróprio) que têm com as farmacêuticas que são muito poderosas e financiadoras de muitas ações nos sistemas de saúde pública.

Para mais informações acerca desta maquiavélica parceria, leia o livro:

As curas naturais que eles não querem que vocês saibam.

E a sua vida e sua saúde nunca mais serão as mesmas!

Doenças ou maleitas em que foram testadas a auto-hemoterapia com muitos bons resultados:

Colesterol, pneumonia, arteriosclerose, Esclerodermia, asma bronquial, psoríase, alergias cutâneas, doença de crohn, lúpus, artrites reumatoides, miastenia grave, Cistos nos ovários,mioma, cancro/câncer, entre outras.

Quais as dosagens da Auto-hemoterapia

A Auto-Hemoterapia é um a técnica terapêutica em que consiste em retirar uma determinada quantidade de sangue da veia e injetá-la (essa mesma quantidade de sangue 5ml,10ml,20ml…) no músculo.

Desta forma, o sistema imunitário através da Auto-Hemoterapia, irá despertar e estar alerta para quilo que ele considera um ataque e,terno a combater. Porque enquanto houver sangue no músculo, ele será entendido pelo sistema imunitário como um corpo a combater e como tal serão criadas novas cargas de macrófagos que vão dos 5% aos 22% num espaço temporal de médias de 5 dias.

Esta técnica é também utilizada em medicina veterinária

Auto-hemoterapia em casos de Câncer/Cancro (prevenção e tratamento)

Os casos de câncer/cancros tendem em aumentar com o decorrer da idade. Quanto mais velho se é, mais probabilidades temos de que a Timos comece a atrofiar.

No caso das mulheres, para além do atrofiamento do Timos, é as consequências derivadas da toma da pílula ou de outros anticoncecionais que sendo baseado em hormonas sintéticas, acabam por “travar” a ação do sistema imunitário. Mas ao usar a auto-hemoterapia em simultâneo, o mal causado pelos primeiros se desvanece mantendo a possibilidade (do câncer/cancro da mama e de outros órgãos) mas afastada.

 

É difícil compreender o rumo da vida em alguns momentos. Mas de uma coisa não se pode esquecer: Nada é a toa. às vezes, o melhor parece ser o pior, e o certo aparenta ser errado, mas tudo faz parte, tudo contribui ao crescimento e tem um porquê.
Viver vai muito além de explicações e ultrapassa todo e qualquer entendimento.



TPM - mito ou verdade?

A ciência ainda não conhece as causas da síndrome. Mas já se sabe que ela tem 150 sintomas

Fúria domada - Mudanças de hábitos e uso de medicamentos possibilitam o controle da tensão pré-mestrual

Já houve um tempo em que as alterações de humor e os desconfortos apresentados pelas mulheres antes do período menstrual eram rotulados como problemas psiquiátricos. Até hoje não raro essas manifestações são interpretadas como capricho ou mera desculpa para faltar ao trabalho. Felizmente, para as cerca de 18,5 milhões de brasileiras de 14 a 49 anos que sofrem de Tensão Pré-Menstrual (TPM), esse quadro está mudando. A medicina já possui uma boa compreensão do problema e dispõe de recursos bastante eficazes para transformar aqueles dias infernais em um período mais tranqüilo e equilibrado.

Na hora de escolher suas vítimas, a TPM não escolhe cor, religião, classe social ou profissão.
O que se sabe é que a média de idade de início da TPM é por volta dos 20 anos de idade, e a tendência é que ela vá se agravando ao longo dos anos.

As mulheres mais sujeitas a este problema são aquelas que sofrem de algum episódio depressivo ou possuem algum parente com problemas de humor, assim como aquelas que tiveram depressão pós-parto. Outras causas médicas apontadas como agravantes da TPM são anemia, distúrbio autoimune, hipotireoidismo, diabetes, epilepsia, endometriose, síndrome da fadiga crônica e doenças do colágeno.
A causa da TPM, em si, não é conhecida, mas pelas características está intimamente relacionada à elevação do estrogênio na fase pré-menstrual ou a queda da progesterona. Contudo, esses dois fatores não são os únicos envolvidos: esses hormônios podem afetar as neurotransmissões e aí então causar os sintomas psiquiátricos. Pode também afetar os receptores fora do Sistema Nervoso Central, provocando os diversos outros sintomas.

Um dos aspectos que mais instigam os cientistas é justamente esse: a identificação das causas desse turbilhão. Não há uma única alteração que explique as modificações, afirma a ginecologista Mara Diegoli, coordenadora do Centro de Apoio à Mulher com TPM do Hospital das Clínicas de São Paulo. O que se sabe até agora é que a síndrome é causada por vários fatores.

A oscilação hormonal do ciclo menstrual é um deles. Ao longo do mês, os níveis de estrógeno e progesterona - hormônios femininos - se alteram. Durante a menstruação, os dois estão em baixa concentração. Logo depois, o nível de estrógeno sobe até atingir níveis máximos por volta do 14º e 15º dias do ciclo.

É nesta fase que ocorre a ovulação. A partir daí, sua produção diminui até níveis muito baixos cerca de dois dias antes da menstruação. Mas é quando o estrógeno cai que se eleva a fabricação da progesterona. E é exatamente pelo fato de que a TPM se manifesta a partir do 14º, 15º dia do ciclo que se crê que a progesterona esteja relacionada à síndrome.

Para os especialistas, a oscilação hormonal é uma das vilãs do problema. Na metade do ciclo menstrual, inicia-se a produção de progesterona, que se estende até a menstruação. Nessa fase, o nível de estrógeno cai até desaparecer um ou dois dias antes de a mulher menstruar. "Como os sintomas da TPM surgem por volta do 14º dia, acredita-se que a progesterona esteja relacionada com a síndrome', explica Mara Diegoli, coordenadora do Centro de Apoio à Mulher com TPM do Hospital das Clínicas de São Paulo. O papel que cabe à progesterona, porém, é de mero coadjuvante. Ela não atua diretamente na gênese dos sintomas, mas em alguns mecanismos que provocam esses sinais. O hormônio, por exemplo, estimula a ação de enzimas que atacam a serotonina, neurotransmissor (substância responsável pela transmissão de informação entre neurônios) envolvido no processamento das emoções e do comportamento.

O tratamento da TPM varia entre mudança de hábitos e medicações específicas.

Para sintomas leves, a orientação é dieta, exercícios físicos e relaxamento. Evitar cafeína, cigarro e álcool é indicado para quem sofre de ansiedade. Analgésicos e acupuntura são recomendados para as dores de cabeça. Já as formas mais severas de TPM e as que estão relacionadas a problemas como agressividade, depressão e choro fácil têm sido tratadas com antidepressivos leves. Por exemplo, a fluoxetina (princípio ativo do Prozac) em pequenas doses. O importante é que é possível vencer a síndrome. Não há razão para se conformar com o  sofrimento que a TPM causa, vamos buscar ajuda.

_____________________________________


DEUS NÃO SOBE EM PALANQUE

O laicismo começou a ser adotado primeiro no campo da Filosofia e depois no campo da Ciência. Por extensão, o princípio do laicismo passou a ser também aplicado à Política confundindo-se com o chamado liberalismo político, cujos princípios devem prevalecer numa sociedade verdadeiramente democrática.

O Liberalismo Político é a doutrina que visa estabelecer a liberdade política do indivíduo em relação ao Estado, porque defende os direitos inatos do homem; preconiza oportunidades iguais para todos; estabelece a separação entre a Igreja e o Estado; exige que a atividade estatal se restrinja à proteção da liberdade religiosa, liberdade da imprensa (direito de expressão), assim

como assegura o direito de propriedade individual (propriedade privada). Tais são as  características de um Estado democrático.

O nosso País, por esta razão, necessita consolidar a Democracia preservando a condição de Estado laico, e, para tanto, precisamos evitar todas as formas possíveis do estabelecimento de um governo teocrático, administrado por religiosos, para não retroagirmos à Idade Média. Se tal fato acontecer, a democracia “irá para o espaço, em nome de Deus”, como ocorreu no Afeganistão sob a liderança religiosa dos Talibãs. Essa é a razão de não ser nada saudável colocar Deus no centro da política, como justificativa para se cometer uma série de  arbitrariedades em nome Dele.

Da mesma forma que é indevida a intromissão estatal ao promover o ensino religioso nas escolas públicas, destruindo o grande ideal da República – o caráter laico do Estado, também é totalmente indevido fazer proselitismo político à custa da religião.

Neste sentido, não podemos esquecer que os conflitos políticos e religiosos ocorridos na História da Humanidade foram decorrentes, exatamente, do fundamentalismo religioso. Em boa sinonímia, fundamentalismo quer dizer: estar fundamentado, embasado em determinado princípio, podendo aplicar-se à ciência, política, religião ou filosofia.

No fundamentalismo religioso e político, porém, residem os maiores perigos. Isto porque os seus líderes procuram fundamentar-se apenas em algumas partes ou “interpretações”

convenientes, geralmente de suas doutrinas religiosas ou ideias políticas de modo exacerbado, alimentando o fanatismo. E podemos constatar no mundo atual que o fundamentalismo está sempre aliado à intolerância e ao desrespeito ao cidadão, pois seus fomentadores, na tentativa de conseguirem seus objetivos, passam por cima da ética e da moral sem nenhuma cerimônia.

Devemos ressaltar, no entanto, que qualquer religioso pode postular um cargo eletivo, mas nunca se intitular representante da religião que professe. O seu mandato é para servir ao povo e não à sua comunidade religiosa. Como todo cidadão, qualquer religioso também é inteiramente livre para escolher o seu candidato, e até mesmo filiar-se a um partido político.

Mas como o nosso país está contextualizado dentro de uma sociedade Cristã, não podemos esquecer que Jesus cumpriu a sua missão sem necessidade de portarias ou decretos, e não fundou nenhum partido político para exercê-la. Mesmo assim, com essa prudente forma de agir, acabou morrendo na cruz, devido à ambição política de Judas, a pretexto de acelerar a vitória do Evangelho. Eis porque Ele asseverou: “Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”. Com essa máxima Cristã, podemos concluir que Deus nunca subiu nos palanques políticos.   Gerson Simões Monteiro


____________________________

O que trazemos e o que levamos...

Você vem ao mundo sem coisa alguma. Assim, uma coisa é certa: nada lhe pertence. Você vem absolutamente despido, porém com ilusões. É por isso que toda criança nasce com as mãos fechadas, cerradas, acreditando que está trazendo tesouros, e aqueles punhos estão vazios.

E todos morrem com as mãos abertas. Tente morrer com as mãos cerradas, até o momento ninguém conseguiu. Ou tente nascer com as mãos abertas, ninguém conseguiu também.  Nada lhe pertence, então você está preocupado com qual insegurança? Nada pode ser roubado, nada pode ser tirado de você. 

Tudo o que você está usando pertence ao mundo. E um dia você terá que deixar tudo aqui. Você não será capaz de levar coisa alguma com você. “Será que estou no caminho certo?” 


Desenvolver-se significa mover-se a cada momento mais profundamente no princípio da vida; significa afastar-se da morte - não ir na direção da morte. Quanto mais profundo você vai para dentro da vida, mais entende a imortalidade dentro de você. Você está se afastando da morte: chega a um momento em que você pode ver que a morte não é nada, apenas um trocar de roupas ou trocar de casas, trocar de formas - nada morre, nada pode morrer. A morte é a maior ilusão que existe.   (Osho) 

___________________


QUERIDO DEUS

 

Querido Deus, eu agradeço por este dia.

Eu agradeço por ser capaz de ver e ouvir esta manhã.

Eu sou abençoado porque Você é o Deus do perdão e da compaixão. Você tem feito muito por mim e continua me abençoando.
Perdoe-me neste dia por tudo que eu tenha feito, dito ou pensado que não era agradecimento a Você.

Eu peço agora por Seu perdão.
Por favor, mantenha-me a salvo dos perigos e tormentas. Ajude-me a começar este dia com uma nova atitude de gratidão plena.
Deixe-me fazer o melhor a cada e todo dia para limpar a minha mente para poder ouvi-Lo.
Por favor, que minha mente possa aceitar todas as coisas

Não me deixe lamentar e queixar das coisas sobre as quais não tenho controle.
E esta é a melhor resposta quando eu estiver além do meu limite.
Eu sei que eu posso rezar. Você escuta o meu coração.
Continue a me usar para fazer a Sua obra.
Continue a me abençoar para que eu possa ser uma benção para os outros.
Mantenha-me forte para que eu possa ajudar os necessitados...

Mantenha-me de pé para que eu possa ter palavras de encorajamento para os outros.
Eu rezo para todos aqueles que perderam e não conseguem encontrar o Seu caminho.
Eu rezo para todos aqueles que são oprimidos e mal compreendidos.

Eu rezo por todos aqueles que não Te conhecem intimamente.

Eu rezo por todos aqueles que não se interessam por esta mensagem sem ao menos compartilhá-la com outros.
Eu rezo por aqueles que não acreditam.

Mas eu agradeço a Você porque eu acredito que Deus muda as pessoas e as coisas.
Eu rezo por minhas irmãs e irmãos. Pelas famílias e seus lares.

Eu rezo pela paz, amor e alegria em suas casas. Que eles quitem seus débitos e tenham todo alimento que necessitam. Eu rezo para que todos os olhos que leiam esta prece não saibam o que é problema, circunstância ou situação maior que Deus.
Toda batalha está em suas mãos para Você lutar conosco.
Eu rezo para que estas palavras possam ser recebidas no coração de cada um que a leia.

 

________________________________________________


"O salgueiro que se curva à tempestade frequentemente escapa melhor que o carvalho que resiste a ela; e assim em grandes calamidades, algumas vezes acontece de espíritos frívolos e levianos recuperarem sua elasticidade e presença de espírito mais rapidamente do que aqueles com caráter mais nobre."
 
                                                                                              
Dr. Albert Schweitzer
____________________________________

  
  
UM MOMENTO PARA OS JOVENS

CRACK A DROGA DA MORTE



Em meados dos anos 80, uma nova droga surgiu. Devido ao seu baixo custo e "barato" rápido e intenso, o crack rapidamente ganhou popularidade entre seus usuários, especialmente nas áreas urbanas mais pobres. Em duas décadas, o crack já tinha cobrado um alto preço, deixando problemas físicos e emocionais sérios não apenas em seus usuários, mas em comunidades inteiras e nos Estados Unidos como um todo.

Nesse post, explicaremos como o crack é produzido e que efeitos ele tem sobre o corpo.

O que é cocaína?

O crack é feito da cocaína, uma droga em pó derivada das folhas da planta de coca, cultivada principalmente na América do Sul. Apesar de a coca só ter ganho notoriedade nos Estados Unidos depois dos anos 80, ela é usada há séculos. Muitas gerações de índios sul-americanos mastigavam suas folhas para ganhar força e energia.

A cocaína foi extraída das folhas de coca pela primeira vez no século XIX. Naquela época, era usada para propósitos medicinais em bebidas, e a história é verdadeira: a Coca-Cola já teve cocaína em sua fórmula. No final do século XIX, a cocaína também era usada como anestésico e para prevenir sangramentos excessivos durante cirurgias. No século seguinte, as pessoas começaram a perceber que a cocaína era um narcótico viciante, e o uso da droga com finalidades não-medicinais tornou-se ilegal com a aprovação da Harrison Narcotics Tax Act (site em inglês), uma lei contra os narcóticos, em 1914.

A cocaína em pó forma a base da cocaína de base livre. A cocaína de base livre tem um ponto de fusão baixo, por isso pode ser fumada. Ela é feita através da dissolução da cocaína em pó em água misturada com uma solução alcalóide forte, como a amônia. Então, um solvente altamente inflamável, como o éter, é acrescentado, e uma base sólida de cocaína se separa da solução.

O crack é um tipo de base livre da cocaína ainda mais fácil de ser preparado.

Produzindo o crack

Por que "crack"? A palavra "crack" vem do som que a pedra de cristal faz quando é aquecida no cachimbo de crack. Esse som é causado pelo bicarbonato de sódio.

O crack também é feito da cocaína em pó, mas como sua produção não requer o uso de solventes inflamáveis, é menos perigoso de fazer do que a base livre. Para fazer crack, a cocaína em pó é dissolvida em uma mistura de água e amônia ou bicarbonato de sódio. A mistura é fervida para separar a parte sólida, e depois resfriada. A parte sólida é posta para secar e depois cortada em pequenos pedaços, ou "pedras".

As pedras de crack são brancas ou cor de canela e pesam geralmente de 1 a 5 gramas. Segundo a U.S. Drug Enforcement Agency (site em inglês), as pedras de crack contêm de 75% a 90% de cocaína pura.

O crack no corpo

A maioria dos usuários prefere fumar crack, apenas uma minoria usa a droga injetável. Para fumar o crack, o usuário coloca a droga em um pequeno cachimbo de vidro. Com um pedaço pequeno de palha de aço em um lado do cachimbo e, do outro lado desse filtro, a pedra. Quando a pedra é aquecida por baixo, produz um vapor ou fumaça. O usuário aspira esse vapor para dentro de seus pulmões. A partir daí, a droga é levada à corrente sangüínea.

Quando chega no corpo, o crack age em uma parte do cérebro chamada área tegmental ventral (VTA).

Lá, a droga interfere com um neuro-transmissor químico do cérebro chamado dopamina, que está envolvido nas respostas do corpo ao prazer. A dopamina é liberada por células do sistema nervoso durante atividades prazerosas, como comer ou fazer sexo. Assim que é liberada, a dopamina viaja através das lacunas existentes entre as células nervosas, fazendo uma sinapse, e se liga a um receptor em uma célula nervosa vizinha (também chamada neurônio). Isso envia um sinal àquela célula nervosa, que produz um sentimento bom. Em condições normais, assim que a dopamina envia esse sinal, ela é reabsorvida pelo neurônio que a liberou. Essa reabsorção acontece com a ajuda de uma proteína chamada transportador de dopamina.

O crack interrompe esse ciclo. Ele se liga ao transportador de dopamina, impedindo o processo normal de reabsorção. Depois de liberada na sinapse, a dopamina continua estimulando o receptor, criando um sentimento permanente de empolgação ou euforia no usuário.

Como o crack é inalado na forma de fumaça, ele chega ao cérebro muito mais rápido que a cocaína em pó. Ele pode chegar ao cérebro e criar um barato em 10 a 15 segundos, enquanto a cocaína em pó inalada leva de 10 a 15 minutos para surtir o mesmo efeito. O barato do crack pode durar de 5 a 15 minutos.

Efeitos colaterais do uso do crack

Ao mesmo tempo que cria uma sensação de alegria no usuário, o crack também deixa muitos efeitos significativos e potencialmente perigosos no corpo. As pessoas que o utilizam mesmo poucas vezes correm riscos de sofrer infarto, derrame, problemas respiratórios e problemas mentais sérios.

Ao percorrer a corrente sangüínea, o crack primeiro deixa o usuário se sentindo energizado, mais alerta e mais sensível aos estímulos da visão, da audição e do tato. O ritmo cardíaco aumenta, as pupilas se dilatam e a pressão sangüínea e a temperatura sobem. O usuário pode começar, então, a sentir-se inquieto, ansioso e/ou irritado. Em grandes quantidades, o crack pode deixar a pessoa extremamente agressiva, paranóica e/ou fora da realidade.

Devido aos efeitos no ritmo cardíaco e na respiração, o crack pode causar problemas cardíacos, parada respiratória, derrames ou infartos. Ele também pode afetar o trato digestivo, causando náusea, dor abdominal e perda de apetite.

Se o crack for inalado com álcool, as duas substâncias podem se combinar no fígado e produzir uma substância química chamada cocaetileno. Essa substância tóxica e potencialmente fatal produz um barato mais intenso que o crack sozinho, mas também aumenta ainda mais o ritmo cardíaco e a pressão arterial, levando a resultados letais.

Como as pessoas se viciam em crack?

A cocaína é uma substância altamente viciante. Pessoas que a utilizam podem tornar-se fisicamente e psicologicamente dependentes, ao ponto de não poder controlar seus desejos. Pesquisadores descobriram que macacos viciados em cocaína chegam a pressionar uma barra mais de 12 mil vezes para conseguir uma única dose da droga. Assim que conseguem, recomeçam a pressionar a barra para conseguir mais.

O crack e outras drogas viciantes alteram quimicamente uma parte do cérebro chamada sistema de recompensa. Como mencionado anteriormente, quando as pessoas fumam crack, a droga prende a dopamina nos espaços entre as células nervosas. A dopamina cria as sensações de prazer que obtemos em atividades prazerosas, como comer ou fazer sexo. Mas em usuários de crack, a dopamina continua estimulando essas células, criando um "barato", uma sensação de euforia que dura de 5 a 15 minutos. Então, a droga começa a perder efeito, deixando a pessoa desanimada e depressiva, resultando em um desejo de fumar mais crack para se sentir bem de novo.

O cérebro responde à overdose de dopamina criada pelo crack destruindo parte da dopamina, produzindo menos ou bloqueando os receptores. O resultado é que, depois de utilizar a droga por certo tempo, os usuários de crack se tornam menos sensíveis a ela, e precisam utilizar mais e mais para obter o efeito desejado. Conseqüentemente, eles não conseguem parar de usar a droga porque seus cérebros são "reprogramados", eles precisam da droga para funcionar corretamente. Quanto tempo leva para se viciar? Varia de pessoa para pessoa, e é difícil determinar um tempo exato, principalmente porque o vício físico está ligado ao vício psicológico.

Evidentemente, nem todo mundo reage da mesma forma ao uso prolongado. Há usuários que se tornam ainda mais sensíveis ao crack quanto mais o utilizam. Alguns chegam a morrer depois de utilizar uma pequena quantidade, devido a sua sensibilidade aumentada.

Em dólares

Os americanos gastaram um total de US$ 35,3 bilhões em cocaína no ano 2000.

Crise de abstinência

Quando uma pessoa viciada pára de utilizar o crack, há uma "crise". Ela enfrenta os sintomas da abstinência, que incluem:

* depressão
* ansiedade
* necessidade intensa da droga
* irritabilidade
* agitação
* exaustão
* raiva

Enfrentando o problema: tratamentos

O crack é uma droga altamente viciante, mas há tratamentos para quem a utiliza regularmente. Existem dois tipos principais de tratamento: medicação e terapia cognitiva ou comportamental. Em novembro de 2004 ainda não existiam medicamentos para tratar viciados em crack, mas o National Institute on Drug Abuse (Instituto Americano contra o Uso de Drogas - site em inglês) está pesquisando diversas opções promissoras. A droga Selegilina, usada para tratar o Mal de Parkinson, está sendo testada por sua capacidade de reduzir o metabolismo da dopamina. O Disulfiram, usado para tratar o alcoolismo, é outro candidato. A droga cria uma reação física negativa (náusea, vômitos, etc.) sempre que a pessoa viciada ingere álcool. Pesquisadores esperam que ela também possa ajudar viciados em cocaína. às vezes também são prescritos antidepressivos para tratar as mudanças de humor causadas pela abstinência.

Terapias comportamentais são atualmente o meio mais comum para tratar o vício do crack. Os pacientes podem ser ou não internados para o tratamento. Em 2002, 176 mil pessoas foram admitidas em centros de tratamentos por serem viciadas em cocaína. Admissões relacionadas ao crack representaram pouco menos de 10% de todos os internamentos em centros antidrogas em 2002.

Uma das terapias comportamentais mais populares é a autocontenção, que recompensa os viciados por ficarem livres das drogas, dando a eles cupons para realizar todo tipo de atividade, como entradas para o cinema e associação em academias de ginástica. Outro método é a terapia cognitiva comportamental, que ensina as pessoas a evitar ou lidar com situações em que elas podem se sentir tentadas a usar o crack. Pessoas com vícios graves, doenças mentais ou ficha criminal podem ficar em centros terapêuticos por um período de seis meses a um ano, no qual passam por reabilitação e aprendem a reintegrar-se à sociedade, livres de drogas.

Filhos do crack - mito ou realidade?

Em meados dos anos 80, quando o crack era um problema de saúde pública crescente, um outro problema relacionado surgiu: os chamados "filhos do crack". Em 1985, a Dra. Isa Chasnoff escreveu um artigo no New England Journal of Medicine (sitem em inglês) afirmando que os bebês expostos ao crack quando estavam no útero desenvolviam deficiências cognitivas permanentes. Logo, as imagens dos filhos do crack estavam em todos os meios de comunicação. Eles se tornaram agentes simbólicos da luta contra as drogas.

Desde então, muitos pesquisadores têm contestado a idéia dos filhos do crack. Um estudo realizado em 2004 pela Society for Research in Child Development (site em inglês) descobriu que a exposição à cocaína no período pré-natal não tinha afetado o desenvolvimento de uma criança com dois anos e sugeria que os efeitos nocivos descobertos previamente em bebês expostos à cocaína podem ter tido mais relação com cuidados pós-parto do que com a exposição à droga no útero.

Mas, apesar das descobertas recentes, os médicos concordam que o consumo de crack durante a gravidez é extremamente prejudicial. Bebês que são expostos ao crack ainda no útero geralmente nascem prematuros e são menores que os outros bebês. A exposição ao crack também pode contribuir para os atrasos no desenvolvimento cognitivo.

____________________________________


Jovem seja careta: diga não às drogas 

Maioria dos usuários de CRACK não morre devido à droga, e sim pela violência.

O Que é/

O crack é uma mistura de cloridrato de cocaína (cocaína em pó), bicarbonato de sódio ou amónia e água destilada, que resulta em pequeninos grãos, fumados em cachimbos ( improvisados ou não). É mais barato que a cocaína mas, como seu efeito dura muito pouco, acaba sendo usado em maiores quantidades, o que torna o vício muito caro, pois seu consumo passa a ser maior.
Estimulante seis vezes mais potente que a cocaína, o crack provoca dependência física e leva à morte por sua acção fulminante sobre o sistema nervoso central e cardíaco.

Quais são as reações do crack? O que ele provoca no organismo?

O crack leva 15 segundos para chegar ao cérebro e já começa a produzir seus efeitos: forte aceleração dos batimentos cardíacos, aumento da pressão arterial, dilatação das pupilas, suor intenso, tremor muscular e excitação acentuada, sensações de aparente bem-estar, aumento da capacidade física e mental, indiferença à dor e ao cansaço. Mas, se os prazeres físicos e psíquicos chegam rápido com uma pedra de crack, os sintomas da síndrome de abstinência também não demoram a chegar.  Em 15 minutos, surge de novo a necessidade de inalar a fumaça de outra pedra, caso contrário chegarão inevitavelmente o desgaste físico, a prostração e a depressão profunda.
Estudiosos como o farmacologista Dr. F. Varella de Carvalho asseguram que "todo usuário de crack é um candidato à morte", porque ele pode provocar lesões cerebrais irreversíveis por causa de sua concentração no sistema nervoso central.

O crack é uma droga mais forte que as outras?


Sim, as pessoas que o experimentam sentem uma compulsão ( desejo incontrolável) de usá-lo de novo, estabelecendo rapidamente uma dependência física, pois querem manter o organismo em ritmo acelerado. As estatísticas do Denarc ( Departamento Estadual de Investigação sobre Narcóticos) indicam que, em Janeiro de 1992, dos 41 usuários que procuraram ajuda no Denarc, 10% usavam crack e, em Fevereiro desse mesmo ano, dos 147 usuários, já eram 20%. Esses usuários, em sua maioria, têm entre 15 e 25 anos de idade e vêm tanto de bairros pobres da periferia como de ricas mansões de bairros nobres.

Como o crack é uma das drogas de mais altos poderes viciantes, a pessoa, só de experimentar, pode tornar-se um viciado. Ele não é, porém, das primeiras drogas que alguém experimenta. De um modo geral, o seu usuário já usa outras, principalmente cocaína, e passa a utilizar o crack por curiosidade, para sentir efeitos mais fortes, ou ainda por falta de dinheiro, já que ele é bem mais barato por grama do que a cocaína. Todavia, como o efeito do crack passa muito depressa, e o sofrimento por sua ausência no corpo vem em 15 minutos, o usuário   usa-o em maior quantidade, fazendo gastos ainda maiores do que já vinha fazendo. Para conseguir, então, sustentar esse vício, as pessoas começam a usar qualquer método para comprá-lo. Submetidas às pressões do traficante e do próprio vício, já não dispõem de tempo para ganhar dinheiro honestamente; partem, portanto, para a ilegalidade: tráfico de drogas, aliciamento de novas pessoas para a droga, roubos, assaltos, etc.  

O efeito devastador do crack na saúde do viciado, que vai definhando com a droga, não é a principal causa de morte desses usuários. No terceiro dia da série “Os mitos do crack”, o EXTRA mostra que mais da metade deles é vítima da violência: uma pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) sobre a causa de morte de quem consome a droga — a única feita até hoje no país sobre o tema — revela que 56,5% dos viciados são assassinados. A Aids, responsável por 26% dessas mortes, vem em segundo lugar. A overdose da chamada “droga da morte” mata menos de 9% dos usuários, de acordo com o levantamento.
— As pessoas que consomem o crack têm morrido mais das mortes violentas do que de qualquer doença grave. A proporção é muito maior do que na população geral. A vida fica mais curta porque, com a droga, o usuário tem que se relacionar com um mercado ilegal — explica o psiquiatra Ronaldo Laranjeira, do Departamento de Psiquiatria da Unifesp, responsável pela pesquisa.
O pesquisador acompanhou 131 dependentes da droga, internados entre 1992 e 1994, na Clínica de Desintoxicação em Álcool e Drogas do Hospital Geral de Taipas, no interior paulista. Os pacientes ou seus parentes foram ouvidos em 1996 e 1999. Nesse ano, 23 dos dependentes, ou quase 18% do total, já haviam morrido.
— O consumo do crack pode matar na primeira vez que a pessoa experimenta a droga, mas vemos que muitas pessoas morrem de questões secundárias. Brigam na rua, se envolvem com o crime ou ficam devendo dinheiro para o traficante — complementa Analice Gigliotti, chefe do Departamento de Dependentes Químicos da Santa Casa de Misericórdia.

As consequências do crack são imediatas, principalmente na aparência do usuário. De acordo com a psiquiatra Maria Tereza de Aquino, a mudança que se observa mais rapidamente é o emagrecimento.

— Um paciente meu emagreceu 20 quilos em uma semana. A perda de peso, num primeiro momento, é o que mais impressiona. Os dependentes ficam sem comer. Alimentam-se da droga — conta a psiquiatra da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.


Na boca, as marcas do vício

A destruição do crack também é visível pelas queimaduras na boca e pela deterioração dos dentes dos viciados. A cirurgiã-dentista Sandra Crivello, que trabalha com a reabilitação de dependentes químicos em São Paulo, explica que os usuários do crack são facilmente identificados pela boca.

— Há alguns sinais específicos. A boca, por exemplo, fica com marcas de queimaduras, já com a formação de calos esbranquiçados, após tantas lesões na mesma área — explica ela.

A rapidez e a intensidade dos efeitos do crack, segundo o psicólogo Pablo Roig, dono de uma clínica de reabilitação de dependentes químicos há 30 anos em São Paulo, são responsáveis pela decadência que a droga causa.

— Em questão de segundos, o crack age no cérebro do usuário. Quanto mais rápida é a droga, mais rápida é a dependência que ela cria. O crack tem uma capacidade destrutiva intensa. O usuário não o consome porque quer, mas porque precisa — explica, acrescentando que 30% dos que usam crack há mais de cinco anos acabam morrendo pelos efeitos da droga.
    Carolina Heringer e Paolla Serra


ALCOOLISMO NA ADOLESCÊNCIA

O inocente "drink" com amigos pode gerar sérios problemas na vida familiar, social, escolar e ocupacional


As estatísticas mostram que o álcool é de longe, a mais perigosa das drogas, responsável por 90% das internações em hospitais psiquiátricos, responsável, ainda, por 45% dos acidentes com jovens entre 13 e 19 anos e por 65% dos acidentes fatais. O Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas (CEBRID) diz que de 15.503 jovens entrevistados nas principais capitais do país, 53,2% consomem álcool e 6% são dependentes. Depois de beber, 11% envolvem-se em brigas e 19% faltam à escola.

Pelo fato do álcool estar tão próximo e acessível, ele deixa a impressão de que não causa mal algum. O álcool está inserido na cultura, presente nos lazeres e encontros adolescentes, presente dentro das casas, presente tanto na vida profana como no ritual religioso. Desse modo, consumir álcool pode parecer normal para o adolescente, sem muita censura ou orientação por parte dos pais.

Sabe-se que, nos EUA, no mínimo 65% dos adolescentes (entre 12 a 17 anos) já usaram álcool e 26% são consumidores regulares - faixa etária em que é proibido o uso de bebidas alcoólicas. No nosso país, embora tenha poder aquisitivo menor, apresenta índices semelhantes. Diz-se, por exemplo, que o consumo de álcool é maior do que de leite, nutritivo e bem mais barato do que as bebidas alcoólicas.

No Brasil, em torno de 71,42% das pessoas começam a usar bebida alcoólica antes dos 20 anos. A evolução do uso para o quadro de alcoolismo demora de 11 a 30 anos. Entre o início do uso na adolescência até a fase de configuração do quadro de alcoolismo e o tratamento, provavelmente essas pessoas se defrontam com sérios problemas na vida familiar, social, escolar e ocupacional.

Em outra pesquisa do CEBRID aponta que a faixa etária que apresenta maior índice de dependência de álcool entre homens (18,2%) é a de 18 a 24 anos. Essa é a idade que "vê menos risco em tomar um ou dois drinks por semana: 39,6% contra 42,2% em média".

A prevalência de casos de alcoolismo entre garotas também tem aumentado, bem como o envolvimento em acidentes de carro quando embriagadas. Isso significa que vem ocorrendo uma mudança de comportamento na última década: as garotas têm mais liberdade para freqüentarem locais e eventos onde se consome bebida alcoólica, antes mais restrita a adolescentes do sexo masculino. Aprendem, assim, a ter os mesmos comportamentos de consumo que os meninos.


Crise de identidade



A adolescência é uma fase caracterizada por mudanças rápidas no físico, no psicológico e no social, o que implica em uma crise de identidade. Por causa disso, é nesse período que o risco para o ingresso no uso de substâncias psicoativas se torna maior. Não apenas pelo fato de querer experimentar o novo, buscar novas emoções e desafios, mas também para encontrar nessas novas buscas as "respostas" para o seu viver.

Na elaboração de sua identidade, o adolescente percebe que o álcool pode amenizar momentos de angústias e interferir na busca do novo sentido de si mesmo. Porém, esse amenizar pode implicar num sentido de vida fragilizado. Geralmente, o adolescente percebe que quando consome álcool, teoricamente, as coisas ficam mais fáceis; contudo, não percebe que, inadvertidamente, pode transformar o consumo de álcool como parte da busca de seu sentido de vida - ou seja, tornar o consumo de álcool como ingrediente indispensável na resolução de sua crise.

A sociedade atual também contribui para esse envolvimento em seus diversos segmentos, apontando para caminhos mais direcionados para o material do que para e essência. Isso serve também para a mídia que, influenciando o comportamento social, na maioria das vezes aponta caminhos para a obtenção de objetos de consumo, menos preocupados com respostas que visam o crescimento interior.

Também, não é demais repetir um dado importante: não existe consumo de álcool sem risco. Não é necessário ser um alcoolista para se ter problema com bebida alcoólica.


HPV  E  A ADOLESCÊNCIA  - Aprenda a se Defender

 

Apesar do nome pouco conhecido, o vírus HPV está entre os maiores inimigos da saúde da mulher.
Sexualmente transmissível, é um dos causadores do câncer do colo do útero. Aprenda a se proteger dessa ameaça.
Uma linda noite romântica pode deixar como recordação mais do que doces lembranças. Se o casal não tiver o cuidado de usar preservativos, além do risco da gravidez indesejada, corre o perigo de contrair os vírus da Aids, hepatite B, herpes e o HPV, a sigla (em inglês) do vírus do papiloma humano.
Embora menos conhecido do que os outros, o HPV é capaz de fazer grandes estragos nos órgãos genitais e na saúde geral.
Aprenda a se proteger
Use preservativo nas relações sexuais (a menos que seja um relacionamento estável e monogâmico).
Depois de iniciar a vida sexual, não deixe de fazer o Papanicolaou todo ano, se possível associado à colposcopia.
Se você muda de parceiro com alguma freqüência, repita o Papanicolaou a cada seis meses.
Procure um médico na presença de corrimentos, ardores, coceiras, verrugas nos genitais ou dores durante a relação sexual e faça todos os exames que ele pedir.
Peça ao seu parceiro que faça o exame peniscopia para saber se possui o HPV e, se for o caso, fazer o tratamento necessário. Também é uma forma de prevenir a reinfecção.

Para se ter uma idéia, em 1990, uma em cada cinco mulheres que procuravam o ginecologista era portadora do vírus, em 2006 a estatística aumentou os casos de  três em cinco  mulheres.
Segundo cálculos do ginecologista Wagner J. Gonçalves,  entre 15% e 20% das mulheres de classe média com idade entre 15 a 35 anos e vida sexual ativa apresentam o HPV.
Na verdade, sua incidência é superior a de outras doenças sexualmente transmissíveis, como a sífilis e a gonorréia, o que faz o médico chamar a atenção para a possibilidade de uma epidemia!
A contaminação ocorre essencialmente durante as relações sexuais, pelo contato genital. A partir daí, o vírus se instala no interior de uma célula da vagina ou da vulva para conseguir sobreviver. Pode ficar ali, em estado latente, sem causar nenhum sintoma, ou então provocar lesões.
Os sinais mais característicos são pequenas verrugas que surgem na região dos lábios genitais. às vezes, ocasiona coceira, corrimento e ardência, além de dor ou desconforto nas relações sexuais.
Mas isso não é o pior. Sua simples presença no interior da célula pode atrapalhar o processo de divisão celular - como sabemos, as células do nosso organismo estão sempre se renovando e, para isso, elas têm que se dividir.
Ao prejudicar essa divisão, o HPV pode levar ao aparecimento de células defeituosas que dão origem a lesões pré-cancerosas. Estas, por sua vez, estão sujeitas a evoluir e virar um câncer, invadindo tecidos subjacentes e se espalhando pelo organismo.
Mais de 90% das vítimas de câncer de colo do útero possuem o HPV. Tipo de câncer feminino mais freqüente no Brasil, o tumor de colo uterino é muito comum em países subdesenvolvidos. "Leva anos para uma lesão inicial de HPV se transformar em câncer".
"Se a mulher fizer os exames preventivos conforme o recomendado, isto é, pelo menos uma vez por ano, o problema pode ser diagnosticado e tratado muito antes de evoluir para quadros mais graves", assegura a ginecologista e obstetra Beleza Terra.
Prevenir é fácil
O principal aliado da mulher para se prevenir é o Papanicolaou, que consiste na retirada, com uma espátula, de células da parede vaginal e do colo uterino para serem avaliadas no microscópio. É um exame importante porque permite suspeitar da presença do vírus antes de ele manifestar sintomas ou provocar feridas.
Como o HPV contamina células superficiais e intermediárias da pele e da mucosa, eventualmente algumas com tais modificações associadas à presença desse vírus podem ser captadas e identificadas. Nesses casos, o resultado indica uma lesão sugestiva de HPV.
O segundo aliado é a colposcopia, exame que permite observar a superfície do colo uterino com auxílio de um aparelho óptico e identificar pequenas feridas que não são vistas a olho nu. Sempre que uma lesão for encontrada, os especialistas recomendam fazer uma biópsia, a análise microscópica de células recolhidas do local. Se escapa do Papanicolaou, dificilmente o HPV passa pela biópsia.

A descoberta do vírus não é motivo para entrar em pânico. Afinal, algumas providências podem impedir a evolução das lesões e sua transformação em câncer. O tratamento é remover as áreas afetadas pelas lesões para estimular a recomposição local com tecido saudável.
Um dos principais métodos para fazer essa descamação da área danificada, de acordo com a Dra. Beleza Terra, é a aplicação de substâncias como o ácido metacresolsulfônico, o tricloroacético e a podofilina sobre a região.
Em geral, são necessárias quatro ou cinco aplicações com intervalos de uma semana para obter o resultado esperado. Já o fluorouracil, substância muito usada no passado, está sendo abandonada por afetar grandes extensões de pele. Paralelamente, o médico pode receitar pomadas para serem aplicadas em casa pela própria paciente.
É bom ficar claro que não há um medicamento específico contra o HPV. Quem barra esse agressor é o sistema imunológico da paciente. Por isso, o sucesso do tratamento depende muito da resistência orgânica.
Mas também há casos em que o tratamento demora a surtir efeito, não porque a mulher esteja com baixa resistência imunológica, mas por estar sendo recontaminada pelo parceiro durante a relação sexual.
O outro recurso para tirar as lesões é a cauterização. As células do local da ferida são destruídas por aparelhos que utilizam frio (criocoagulação), calor (diatermocoagulação) ou raios laser de alta freqüência. A vantagem da cauterização sobre outros métodos é que, em pequenas áreas, pode ser feita sem anestesia numa única sessão.
Vale a pena acrescentar que não são todos os tipos de HPV que podem disparar as reações que levam ao câncer. Como existem mais de 70 tipos diferentes, os HPV mais perigosos foram classificados em três grupos distintos: baixo risco (6, 11, 42, 43, 44); médio risco (31, 33, 35, 51 e 52) e alto risco (16 e 18).
Mas isso não quer dizer que todas as mulheres portadoras desses vírus, inclusive dos tipos que provocam maiores riscos, vão obrigatoriamente desenvolver um câncer. Mesmo nestes casos, as lesões que precedem o tumor podem ser tratadas antes da evolução maligna.
Quando o vírus não chega a provocar lesões, há controvérsias entre os médicos sobre as medidas a serem adotadas. Segundo o Dr. Wagner J. Gonçalves, boa parte se limita ao acompanhamento rigoroso da mulher, repetindo os exames a cada seis meses.
Outros defendem a prescrição de drogas imunoterápicas, para estimular o sistema imunológico da paciente. E há os que propõem uma descamação suave da vagina para diminuir a quantidade de vírus.
Seja como for, "a mulher com HPV precisa ser orientada para evitar a disseminação do vírus e, mesmo depois de concluído o tratamento, deve ter acompanhamento médico semestral com avaliação clínica, Papanicolaou e colposcopia por cerca de cinco anos, no mínimo", esclarece o Dr. Gonçalves.
É que, às vezes, o HPV fica em estado latente, esperando o momento certo, como uma queda de imunidade para atacar novamente. "Passado esse período, se o vírus não se manifestar, aí sim pode-se falar em cura", garante o ginecologista.

 

Camisinha é fundamental - Quando tiver contato sexual com quem você não tenha absoluta certeza use e exija a camisinha.


 

 "Jovem seja careta, diga não às drogas! Diga não às DSTS, à AIDS e a uma gravidez não programada! Use camisinha!!!"
___________________________________


                Aprender e refazer


Muitos Espíritos se sentem injustiçados após o fenômeno da morte física.
Incontáveis gastam um tempo incomensurável em atitudes de revolta.
Contudo, todos acordam um dia.
Libertam-se dos pesadelos em que se debatiam e se arrependem.
Choram sentidas lágrimas e reconsideram sua situação.
Identificam amigos que lhes estendem os braços, após romperem as teias de incompreensão em que se prendiam. Observam, porém, a sombra que ainda carregam no íntimo.
Identificam a luz de quem melhor soube viver no mundo e suspiram por merecer situação semelhante.
Sentem-se quais pássaros mutilados que sonham com altos voos pelo céu azul.
Reconhecem, finalmente, o valor da experiência física na qual lhes cabe refazer as próprias asas.
Retornam, então, aos antigos locais em que viveram e se iludiram.
No entanto, quase sempre tudo sofreu radical mudança.
Paisagens queridas se alteraram, facilidades sumiram e afetos abandonados evoluíram em outros rumos...
Personalidades do poder transitório, que abusaram do povo, assistem às privações das classes humildes. Verificam o martírio silencioso de quem se levanta a cada dia, para a contemplação da própria miséria.
Avarentos que rolaram no ouro regressam às paredes amoedadas dos descendentes.
Aí acompanham os mendigos que lhes recorrem inutilmente à caridade.
Anotam quanto dói suplicar migalhas de pão a corações endurecidos no orgulho.
Escritores que se faziam especialistas da calúnia e do escândalo tornam à presença de seus próprios leitores.
Examinam os entorpecentes e corrosivos mentais que produziram, impunes.
Pais e mães displicentes ou desumanos voltam aos redutos domésticos de seus rebentos desorientados. Observam, então, as raízes da crueldade ou da viciação por eles mesmos plantadas.
Malfeitores, que caíram na delinquência, socorrem as vítimas de outros criminosos.
Com isso, avaliam os processos de sofrimento com que supliciavam a carne de seus semelhantes.
Mas isso não basta compreender o equívoco cometido é muito pouco. Depois do aprendizado, é preciso retomar o campo de ação. Urge renascer e ressarcir, progredir e aprimorar, solvendo débito por débito perante a Lei.
Ciente dessa realidade, convém prestar atenção no modo como vivemos.
A reencarnação é uma bendita oportunidade de purificação e conquista de paz.
Constitui uma preciosa bolsa de trabalho e estudo, com amplos recursos de pagamento.
Assim, qualquer que seja a provação que nos assinale o caminho, evitemos reclamar.
Ao contrário, amemos e trabalhemos com ternura e dedicação.
Soframos, se necessário.
Mas sempre agradeçamos a Deus. 

_______________________________________



ANIVERSARIANTES DO MÊS DE JULHO


05 – Marly do Carmo Ferreira

08 – Iam Rodrigues Rosa de Oliveira

23 – Kátia Maria de Andrade de Oliveira

26 – Casa Humanitária Dr. Albert Schweitzer

30 – Rodrigo Azevedo S. Botelho


______________________________________

"A não-violência, em sua concepção dinâmica, significa sofrimento consciente. Não quer absolutamente dizer submissão humilde à vontade do malfeitor, mas um empenho, com todo o ânimo, contra o tirano. Assim, um só indivíduo, tendo como base esta lei, pode desafiar os poderes de um império injusto para salvar a própria honra, a própria religião, a própria alma e adiantar as premissas para a queda e a regeneração desse mesmo império."       Mahatma Gandy


 

____________________________________________      

  "
Nós, que já estamos disposto às mudanças de atitude, que desejamos que a Paz e o Amor se estabeleça entre nós, façamos a nossa parte, seja no esforço da nossa própria  transformação íntima, seja vivendo a solidariedade no mais alto grau, que é a caridade, colaborando assim, com a construção de um Mundo Novo e Melhor".

________________________________


Casa Humanitária Dr. Albert   Schweitzer

Faça-nos uma visita pela internet:

WWW.casahumanitaria.com

e-mail: casahumanitaria@casahumanitaria.com

Doações: Tel.: (22) 2774-5745 -  (22) 9224-1999 e (22) 9261-6767

_________________________________________


CENTRO DE FISIOTERAPIA CORRÊA

Fisioterapia  Traumato Ortopédica, Correção Postural, 
Terapia Alternativa,
 Fisioterapia Reumatológica e Acupuntura

Rodovia Amaral Peixoto nº 1030

Centro - Barra de São João - RJ

Tel.: (22) 2774-5745


___________________________________________________

Divida Tudo

Pegue seu "sorriso" e presenteie a quem

Nunca  teve um.
   Descubra uma "fonte" e banhe quem vive

na lama.
  Use sua "valentia" para dar força e ânimo

a quem não sabe lutar.
       Tenha "esperança" e viva em sua luz.
Descubra o "amor" e passe a conhecer o

mundo.
     Pegue um "raio de sol" e faça-o brilhar

onde reina a escuridão.
    Pegue uma "lágrima" e ponha-a no rosto

de quem nunca chorou.
Descubra a "vida" e ensine-a a quem não

sabe entendê-la.
   Pegue sua "bondade" e dê-a a quem não

sabe dar! 
  (Mahatma Gandhi)


________________________________________________

Homenagem do Jornalzinho Evolução aos amigos  pelo dia do amigo

A amizade é eternizada por nós mesmos, portanto para ser eterna só depende do querer que há dentro de cada um, pois não importa a distância, já que é impossível viver independente desses obstáculos que o destino coloca na vida de todos, assim nos separando. Uma boa amizade deve ser guardada no peito, lembrada com muito carinho, pois amigos são pessoas raras, pessoas que muitas das vezes contribuem para a nossa felicidade, para o nosso crescimento, para a nossa vida, até mesmo sem percebermos. E o que vale a pena é saber que são amigos muito importantes, mesmo estando ou não perto de nós com frequência. A Amizade não tem olhos só coração.

Parabéns amigo pelo seu dia!!!


         
__________________________________________

sao-francisco-de-assis



A VIDA DE SANTANA A VOVÓ DO CÉU

Desde
que a história não passou em nada extraordinário sobre a vida de Santa Anna, é seguro assumir que ela levou a vida de uma típica das mulheres judias de seu tempo. O que vemos em muitos dias atuais países do terceiro mundo talvez nos dê alguma lucidez e capacidade sobre a forma simples de vida da mulher hoje conhecida como Santa Anna.
Mulher nazarena que apesar de não ser mencionada nos Evangelhos, pela tradição da Igreja Católica seria a mãe da Virgem Maria e, portanto, avó materna de Jesus Cristo. De acordo com a tradição, era filha de Natã, sacerdote belemita, e de Maria, e foi a mais jovem de três irmãs bíblicas. Suas outras irmãs mais velhas seriam Maria de Cleofas, mãe de Salomé, e Sobé, mãe de santa Isabel, que geraria são João Batista. Casou-se com são Joaquim e por muitos anos permaneceu estéril, só dando a luz a Maria em avançada. Teria morrido pouco depois de apresentar Maria no Templo, consagrando-a a Deus, quando a filha contava apenas três anos de idade. Seu culto difundiu-se no Oriente, e no século VI o imperador Justiniano mandou erguer-lhe um templo em Constantinopla. Nos séculos seguintes a veneração expandiu-se também pela Europa

 
Em uma bula (1584) o papa Gregório XIII instituiu que sua festa seria comemorada no dia 26 de julho, mês que passou a ser denominado mês de Sant'Ana. Venerada como padroeira das mulheres casadas, especialmente das grávidas, cujos partos torna rápidos e bem-sucedidos, é também protetora das viúvas, dos navegantes e marceneiros.   

De acordo com a história antiga chamada o "Evangelho de Tiago", a Mãe de Maria, nasceu em Belém, onde, anos mais tarde, Jesus nasceu. Ela se casou com Joaquim de Nazaré, na Galiléia. O casamento deles foi abençoado de muitas maneiras. Eles se amavam muito e ao longo dos anos o amor só cresceu mais forte. O casal prosperou quando eles se mudaram para Jerusalém. A Joaquim, um pastor que possuía um grande rebanho de ovelhas, foi dado a tarefa de abastecer o templo de Jerusalém com suas ovelhas para Sacrifícios de seus rebanhos, que pastavam nas colinas próximas à cidade.

Infelizmente, depois de vinte anos de casamento, Ana e Joaquim não tinham crianças. Eles rezaram e rezaram e até prometeram dedicar a Deus qualquer criança que teriam. Ano após ano, eles entraram no Templo a interceder junto a Deus para ajudar. Mas nenhuma criança apareceu.    

Certa vez, quando Joaquim foi ao Templo para a festa da Dedicação, ele ouviu alguém o ridicularizando por não ser capaz de ser pai de um filho. Incomodado com a observação, ele saiu para a região montanhosa perto Jerusalém, onde os pastores e seus rebanhos estavam e clamou a Deus sobre seu desapontamento de tantos anos.
 

Mensagem do Anjo
Depois de muitos dias ali sozinhos, derramando a tristeza em seu coração um anjo apareceu a Joaquim de luz ofuscante. A visão assustava, mas o anjo disse:
”Não tenha medo. Vim para dizer-lhe que o Senhor ouviu suas orações. Ele sabe como você é bom e ele sabe o seu número de anos de tristeza por não ter filhos. O ALTÍSSIMO vai dar a sua esposa uma criança tal como o fez com Sarah, esposa de Abraão, e Anna, a mãe de Samuel. Sua esposa Ana lhe dará uma filha. Você deve chamá-la de Maria e dedicá-la ao SENHOR, porque ela vai ser preenchida com o Espírito Santo desde o ventre de sua mãe."
  

”Eu te darei um sinal”, continuou o anjo. "Volte para a Jerusalém. Você vai encontrar
sua esposa no Portão Dourado, e sua tristeza se converterá em alegria."
Enquanto isso, Ana, sem saber onde o marido tinha ido, ficou ansiosa e com medo. Ela também estava triste pois ela não tinha filhos e se sentia como se estivesse sendo punida por Deus. Entrando no jardim, ela notou alguns pardais construindo um ninho em uma árvore de louro, pois era primavera, e ela começou a chorar:
   

”Porque eu nasci, ó Senhor? As aves fazem ninhos para seus filhotes. Ainda não tenho meu próprio filho. Os animais da terra, os peixes do mar são frutíferos, mas eu não tenho nada. A terra produz frutos na época devida, mas não tenho nenhuma criança para segurar nos meus braços"  

De repente, o anjo do Senhor veio a ela e disse: "Ana, o Senhor ouviu a sua oração. Você deve conceber uma criança que o mundo inteiro Louvará. Vá para o Portão Dourado, em Jerusalém e encontre o seu marido"
   
Então, ela foi rapidamente para o portão da cidade. Na juventude, os dois se conheceram naquele local, e o abraçou, com alegria compartilhando a notícia que o anjo lhes tinham dado. Voltando para casa, Ana concebeu e teve uma filha, e chamou-lhe Maria.
Maria era um nome comum para as mulheres judias da época. O nome é derivado de Miriam, que era a Irmã de Moisés.  

Moisés libertou o povo judeu de sua longa escravidão para os estrangeiros como os gregos e os romanos que também escolheram esse nome para muitas de suas filhas, na esperança de que um novo Moisés viria encontrar outra Miriam ao seu lado.

ORAÇÃO A SANTA ANA
Senhora Santa Ana, fostes chamada pelo PAI a colaborar na salvação do mundo. Seguindo os caminhos da Providência Divina, recebestes São Joaquim por esposo. Deste vosso matrimônio, vivido em santidade, nasceu Maria Santíssima, que seria a Mãe de Jesus Cristo. 

Formando Vós, família tão santa, confiantes nós pedimos por esta nossa família. Alcançai-nos a todos as graças DIVINAS: aos Pais deste lar, que vivam na Santidade do matrimônio e formem seus filhos segundo o Evangelho; aos Filhos desta casa, que cresçam em sabedoria, graça e santidade e encontrem a vocação a que O SENHOR os chamou.   

E a Todos nós, Pais e Filhos, alcançai-nos a alegria de viver fielmente na Igreja de Cristo, guiados sempre pelo Espírito Santo, para que um dia após as alegrias e sofrimentos desta vida, mereçamos também nós chegar à casa do Pai, onde vos possamos encontrar, para juntos sermos eternamente felizes, no Cristo, pelo Espírito Santo.  Amém.

Há momentos em nossa vida que a gente se pergunta, por que é que as coisas são assim ?
São nesses momentos, que paramos para refletir sobre o real sentido das coisas, descobrindo assim as certezas e as incertezas da vida que a gente vem carregando desde de sempre. O interessante disso tudo, é que não é apenas questão de rever os princípios, mas é questão de rever a si mesmo, em quem você se tornou em como você interage com as pessoas, se perguntar por que as coisas são assim não adianta em nada se você não demonstra pra você mesmo o seu brilho, a sua força, a sua garra, o seu carisma, o seu alto astral, o seu vigor, sua juventude. Não basta apenas mostrar pra você mesmo, você deve agarrar isso com tudo, e provar pra todo mundo do que você é capaz e como você se dispõe a encarar seu medos e seus tropeços de cabeça erguida de peito aberto sem medo sem preceito sem esquecer de quem você realmente é de que como você realmente gostaria de ser.


 Você conhece as suas

NOSSA VIDA MENTAL

 

Nossa vida mental é o campo de nossa consciência desperta na faixa evolutiva em que o conhecimento adquirido nos permite operar.

Encarnados e desencarnados povoam o planeta Terra na condição de habitantes de um imenso edifício de vários andares, em posições horizontais diversas, de acordo com o estado consciencial de cada um, produzindo pensamentos múltiplos que poderão atrair, repelir ou neutralizar.

A mente transmite de dentro para fora as impressões da alma e recebe de fora para dentro as sensações da matéria, motivo pelo qual a alma reflete sua vontade, seu desejo, sua inteligência, sua memória e sua imaginação.

O pensamento desloca, em torno de nós, forças sutis ou campo vibratório, construindo paisagens ou formas e criando centros magnéticos ou ondas, com os quais emitimos a nossa atuação ou recebemos a atuação dos outros.

Os pensamentos são ondas de força que poderão alimentar, deprimir, sublimar, arruinar, integrar, induzir e desintegrar, razão por que, quem mais pensa, dando corpo ao que idealiza, mais apto se faz à recepção das correntes mentais invisíveis, nas obras do bem ou do mal.

É por esta razão que, quando vivemos e convivemos com criaturas idealistas, operosas, confiantes, otimistas e realizadoras, somos beneficiados, nutridos ou abastecidos de substância mental em grande proporção, favorecendo o nosso trabalho em forma de impulsos e estímulos que a nossa mente recolhe; ao passo que, quando vivemos e convivemos com criaturas desanimadas, pessimistas e amarguradas, nosso nível mental ou tônus mental fica sujeito a depressões e enfermidades.

Todos somos afetados pelas vibrações de paisagens, de pessoas e de coisas que nos cercam, e é por isso que, quando não nos habilitamos a conhecimentos mais altos e não exercitamos a vontade para sobrepor-nos às circunstâncias de ordem inferior, sofremos a imposição do meio onde vivemos e convivemos.

Princípios idênticos regem as nossas relações, uns com os outros; conversações alimentam conversações, pensamentos ampliam pensamentos, e é em função deste princípio que demoramos muito mais conversando com aqueles que se afinam com o nosso modo de ser e de proceder.

Quando estamos pensando, imaginando, desejando ou agindo, seja no mundo físico ou no mundo espiritual, nossa mente está sintonizada com todos aqueles que pensam, imaginam, desejam ou agem como nós, da mesma forma que a fonte está comandada pela nascente.

Daí a grande necessidade de constante renovação para o bem, orando e vigiando, trabalhando e servindo, aprendendo e amando, para que a nossa vida mental ou vida íntima se ilumine e aperfeiçoe, se realmente desejamos a companhia dos bons, dos sábios e dos justos, através do intercâmbio mental.        Ruy Gibim

              Obsessão – Domínio Magnético


Acerca dos fenômenos de obsessão, convém acrescentar algumas notas alusivas à dominação magnética, para compreendermos, com mais segurança, as técnicas de influência e possessão dos desencarnados que ainda padecem o fascínio pela matéria densa, junto dos companheiros que usufruem o equipamento fisiológico na experiência terrestre.

        Quem assiste aos espetáculos de hipnotismo, nas exibições vulgares, percebe perfeitamente os efeitos do fluido magnético a derramar-se do responsável pela hipnose provocada sobre o campo mental do paciente voluntário que lhe obedece ao comando.

        Neutralizada a vontade, o «sujet» assinala, na intimidade do cosmo intracraniano, a invasão da força que lhe subjuga as células nervosas, reduzindo-o à condição de escravo temporário do hipnotizador com quem se afina, a executar-lhe as ordenações, por mais abstrusas e infantis.

        Aí vemos, em tese, o processo de que se utilizam os desencarnados de condição inferior, consciente ou inconscientemente, na cultura do vampirismo.

        Justapõem-se à aura das criaturas que lhes oferecem passividade e, sugando-lhes as energias, senhoreiam-lhes as zonas motoras e sensórias, inclusive os centros cerebrais, em que o espírito conserva as suas conquistas de linguagem e sensibilidade, memória e percepção, dominando-as à maneira do artista que controla as teclas de um piano, criando, assim, no instrumento corpóreo dos obsessos as doenças-fantasmas de todos os tipos que, em se alongando no tempo, operam a degenerescência dos tecidos orgânicos, estabelecendo o império de moléstias reais, que persistem até à morte.

        Nesse quadro de enfermidades imaginárias, com possibilidades virtuais de concretização e manifestação, encontramos todos os sintomas catalogados na patogenia comum, … da simples neurastenia à loucura complexa e do distúrbio gástrico habitual à raríssima afemia (afasia motora é um transtorno neurológico caracterizado pela dificuldade em se expressar verbalmente, porém com a compreensão preservada).[)

        Eis por que, respeitando o concurso médico, através da clínica e da cirurgia, em todas as circunstâncias, é imprescindível nos detenhamos no valor da prece e da conversação evangélica, como recursos psicoterápicos de primeira ordem, no trabalho de desobsessão, em nossas atividades espíritas.

        O círculo de oração projeta o impacto de energias balsâmicas e construtivas, sobre perseguidores e perseguidos que se conjugam na provação expiatória, e a incorporação medianímica efetua a transferência das entidades depravadas ou sofredoras, desalojando-as do ambiente ou do corpo de suas vítimas e fixando-as, a prazo curto, na organização fisiopsíquica dos médiuns de boa-vontade para entendimento e acerto de pontos de vista, em favor da recuperação dos enfermos, com a cessação da discórdia, do desequilíbrio e do sofrimento.

        Assim sendo, enquanto a medicina terrestre aperfeiçoa os seus métodos de assistência à saúde mento-física da Humanidade, aprimoremos, por nossa vez, os elementos socorristas ao nosso alcance:

    • pela oração e pela palavra esclarecedora,
    • pela fé e pelo amor,
    • pela educação e pela caridade infatigável.

        Lembremo-nos de que o Evangelho, por intermédio do Apóstolo Paulo, no versículo 12, do capítulo 6, de sua carta aos Efésios, nos informa com justeza:

        — «Não somos constrangidos a guerrear contra a carne ou contra o sangue, mas, sim, contra os poderes das trevas e contra as hostes espirituais da maldade e da ignorância nas regiões celestes.»

        Não nos esqueçamos de que a Terra se movimenta em pleno Céu. E todos nós, em nossa carreira evolutiva, nas esferas que lhe constituem a vida, estamos subordinados a indefectíveis leis morais.   Francisco Chico Xavier INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS– Francisco Cândido Xavier

_______________________________________________________

Não Generalize Seus  DEFEITOS 


Você conhece as suas reais possibilidades? Você tem noção do que você é capaz? Há um método muito eficaz de autoconhecimento que eu sigo há algum tempo. Essa prática foi seguida por personalidades como Platão, Santo Agostinho e Benjamin Franklin. O método é absolutamente simples. Consiste em fazer um balanço diário dos seus erros e acertos do dia. Esse balanço é feito à noite, antes de dormir. 


É preciso se conhecer, saber de nossas virtudes e defeitos, de nossos dramas e anseios. Mas somos iniciantes no assunto (eu sou, você não é?). Temos que ter um grande cuidado para não generalizarmos nossos defeitos.

Você costuma falar mal de si mesmo? Você tem o hábito de dizer pra si mesmo e pros outros que você é ruim em tais e tais coisas? Não se rotule! Você pode ser impaciente para apertar um parafuso mas ter paciência com as pessoas; você pode ter medo de dirigir mas ter coragem pra enfrentar problemas; você pode ter vergonha de cantar ou dançar mas ser desinibido e comunicativo no seu ambiente de trabalho; você pode ser raivoso no trânsito mas ser um excelente membro familiar.

É ótimo conhecer a si mesmo justamente para aprendermos a lidar com essas características e não tirarmos conclusões generalizadas sobre nós mesmos. Não aceite tudo o que pensam ou dizem de você. O que seu pai ou sua mãe ou seu irmão ou marido diz sobre você é apenas opinião. Quem tem que saber de você é você.

Talvez você atribua certas dificuldades do seu caráter a maus tratos e dificuldades na infância, talvez você se ache traumatizado. Não interessa o que aconteceu na infância. Você pretende evoluir ou não? Se o que aconteceu no passado foi importante e grave na época em que ocorreu, hoje não é mais, hoje isso deve ser superado, você não é mais o mesmo daquele tempo. Quanta coisa você viveu e aprendeu de lá pra cá? Por que você incorporou esses maus tratos, essas dificuldades?

Você escolhe se quer manter essa opinião a respeito de você mesmo ou não. Você escolhe se quer se manter preso ao passado e aos problemas gerados no passado ou se você quer viver de outra maneira, sem querer de si mesmo uma perfeição que você não tem. Não exija de si mesmo uma santidade que você está longe de conquistar! Devemos tentar melhorar todos os dias. Mas sem esquecer que somos falíveis, que estamos engatinhando na evolução, que ainda temos emoções fortes e agressivas.

Se você generalizar seus defeitos será muito difícil superá-los. Não tente ser menos do que você é. Não se subestime por causa de alguns defeitos que você tem. Ao dar aos seus defeitos uma amplidão que eles não têm, ao generalizar os seus defeitos, você sabota a si mesmo. Você se torna o seu próprio sabotador! Você joga contra você mesmo! Não trabalhe contra as suas possibilidades.

Esses defeitos que você percebe em você (e ainda bem que você já é capaz de perceber), esses defeitos não atingem todos os setores da sua vida, não são defeitos completos. Afinal, você deve estar trabalhando em cima deles há várias reencarnações. Se você der a eles mais importância do que eles têm, a sua tendência é repetir padrões de erros já cometidos em outras vidas. Sua reencarnação atual não passará de uma repetição de sua última passagem pela matéria.

Se você procura conhecer a si mesmo, você entra em contato com muitas falhas a serem corrigidas. Ótimo. É trabalho pra você. Mas você também tem que entrar em contato com o seu lado nobre! Exalte suas qualidades, viva e desenvolva suas potencialidades. Jogue a seu próprio favor.

Reforma íntima sem sofrimento

 

Você acha importante a reforma íntima? Compreende mais ou menos o que ela exige de você? Sim, porque há algumas exigências que você deve observar. Mas isso também não quer dizer que você terá que mudar tudo, começar tudo de novo. Afinal, estamos falando de reforma, não de construção. Não se trata de começar do zero, mas de aproveitar a base construída por você através de inúmeras reencarnações. Sobre esta base são efetuados alguns ajustes. Saem algumas partes, outras são acrescentadas.

Talvez nada seja tão imprescindível para a reforma íntima quanto o gosto de aprender, a aceitação de que somos aprendizes, que estamos aqui para aprender e que o aprendizado se oferece para nós todos os dias. Basta aceitá-lo, observá-lo e apreendê-lo. É preciso ter coragem para mudar conceitos, para se dar conta de que algumas opiniões que juntamos pelo caminho simplesmente não têm mais serventia, e devem ser abandonadas.

Dessa disposição para aprender surge a descoberta de que o principal foco de aprendizado é você mesmo. Você deve se conhecer. Você deve conhecer a si mesmo mais do que a qualquer coisa. Você é um universo a ser explorado. Suas emoções e sentimentos oferecem um riquíssimo e fascinante campo de pesquisa. Também aqui é preciso ser corajoso. Corajoso para enfrentar os aspectos mais sombrios de si mesmo. Enfrentar por meio de uma fria e detida observação, análise e avaliação. Mas sem julgamento, sem condenação.

Se você conseguir conhecer e compreender melhor a si mesmo, provavelmente mudará uma série de hábitos. Sem muito esforço, sem sofrimento. Pois você irá notar que muitos de seus costumes e pontos de vista atuais não são verdadeiramente seus. Foram adotados por você em algum momento; ou por desconhecimento de algo melhor, ou por imitação de alguém que você admirava, ou como exigência da sociedade. Você automatizou um monte de comportamentos que não têm nada a ver com você, com o que você realmente quer, com o que você realmente acredita.

Você não se tornará um modelo de perfeição se conseguir realizar isso. Vai continuar sendo humano. Com algum esforço, ficará dez por cento melhor do que é hoje. Você acha pouco? Esses dez por cento são suficientes pra fazer a diferença. Num concurso público, a diferença entre um classificado e um desclassificado é muito, muito menor que isso. E essa diferença decide uma carreira e tudo o que ela acarreta.

Você não irá se livrar dos erros que já cometeu e provavelmente cometerá outros erros. Perdoe-se. Você precisa se perdoar pelos erros cometidos. Isso lhe dará mais coragem e humildade para lidar com os erros que ainda estão por vir. Aceite-se, ame-se. Permita-se começar de novo.

A maneira mais eficaz de evitar erros e promover acertos é estar sempre ligado, sempre comprometido consigo mesmo. Sempre alerta, vigiando, controlando e orientando seus pensamentos.  Você lembra que tudo começa pelo pensamento? Sei que não preciso dizer, mas é bom reforçar. Tudo o que existe nasceu de um pensamento. Tudo. Todos os ideais, toda a tecnologia, todo o progresso material, tudo é pensamento colocado em prática.

Tenha bons pensamentos, reeduque sua mente, ensine sua mente a pensar. Adquira o hábito de orar. Com ou sem palavras. É a maneira que temos de nos conectarmos com o que há de mais elevado. Não é preciso dizer, também, que só oração não basta; é preciso trabalho, muito trabalho. Fazer de cada dia um dia produtivo; de cada hora uma hora útil. Se for útil a mais alguém além de você, melhor ainda.

Um cuidado que devemos ter é não querer que todos mudem conosco, que todos sigam nosso exemplo. Você sabe, cada um tem o seu tempo. Por isso é necessário ser tolerante. E gostar de si mesmo. Acho que nada é mais urgente do que amar a si mesmo. Aceitar que erramos, que nossa trajetória contém erros e acertos. Valorize sua história. Respeite sua história evolutiva. Mesmo seus maiores erros pareceram a melhor alternativa, quando você os cometeu.


O ESPIRITUALISMO E A SAUDADE

 O espiritismo é uma doutrina consoladora, por nos demonstrar a continuidade da vida após a separação terrena. Mas nós devemos reconhecer que o fato de sabermos que a vida continua não ameniza a saudade, pois é difícil superar o silêncio. Esse silêncio que dói e que não é preenchido por nada.

Talvez se tivéssemos em mente, se nos lembrássemos com frequência, que todos aqueles que amamos um dia vão partir da matéria, muitos deles antes de nós, talvez então os valorizássemos mais, talvez então notássemos mais as suas virtudes e menos os seus defeitos.

Mas isso também vale para quem, por algum motivo, esteja afastado dos seus. É claro que então a saudade ainda dói, mas ao mesmo tempo alenta, porque o reencontro não depende de que todas as pessoas estejam novamente no mesmo plano… Sem contar que hoje temos o auxílio inestimável da tecnologia. Não é a mesma coisa? Claro que não, mas pouco tempo atrás não existia, não havia esse consolo. Algum tempo atrás, quem imaginaria ver suas pessoas queridas pelo webcam, estando em praticamente qualquer lugar do mundo?

Uma coisa a ser evitada nos momentos de saudade é justamente pensar nela. Antes de deprimir-se, é melhor se manter ocupado com coisas úteis. Não há um monte de coisas que deixamos pra fazer quando tivermos tempo? Pois que se aproveite o espaço vazio deixado pela saudade para ocupar-se com essas coisas.

A palavra saudade só existe na língua portuguesa, e sua etimologia é a mesma da palavra solidão. E são realmente sentimentos que se confundem. Pois a solidão também pode ser aproveitada para coisas que em outras ocasiões e circunstâncias não seriam possíveis. É na solidão que entramos em contato com nós mesmos, com nosso universo interior. Na solidão podemos encontrar respostas seguras para as incertezas que alimentamos, e esse contato com nosso íntimo é que nos dá coragem para enfrentar as dificuldades da passagem pela Terra.

Quando estiver de braços com a saudade, não permita que ela se transforme numa prisão emocional, impedindo que você saiba aproveitar os dias que de repente ficaram mais compridos, impedindo que você domine o seu pensamento, que você domine as lágrimas, que você domine o desânimo que bate à porta ameaçadoramente.

Não! Todos os períodos da vida são importantes, nenhum se repete, com toda a certeza um dia a oportunidade de aprendizado e vivência desse momento da sua vida lhe será cobrado, e é bom que você tenha aproveitado. Seja útil, seja útil aos outros, aos que ficaram, seja útil a você!

E quando puder estar novamente ao lado das pessoas que ama, aproveite ao máximo, viva cada detalhe, cada momento; sabe-se lá quando terá outro abraço como esse? É triste? Talvez. Seria pior se não houvesse o reencontro nesta vida; pior ainda se não houvesse amanhã. Mas a vida é um dia depois do outro, cada um deve ser aproveitado ao máximo, com saudade ou sem saudade. Quanta oportunidade um dia nos oferece! Que o vazio da ausência seja preenchido com bons pensamentos e atividades construtivas.

E que se aproveite essa oportunidade de aprendizado para, no decorrer dessa vida e pela eternidade, darmos o devido valor às coisas simples, que não exigem nada de extravagante para serem feitas, basta a presença daqueles que amamos.

AS DIFICULDADES FAMILIARES

Você valoriza o seu grupo familiar? Você gostaria de ser mais reconhecido, respeitado, admirado por seus familiares?  Você sabia que é muito mais comum do que se pensa uma pessoa ser mais valorizada por estranhos do que dentro do próprio lar?

Há uma passagem no evangelho em que avisam Jesus de que sua mãe e seus irmãos estavam lá fora esperando por ele, e Jesus, apontando para os que o rodeavam, diz que estes são sua mãe e seus irmãos. É claro que com isso Jesus quis dizer que sua família são aqueles que o seguem, que cumprem a Lei de Deus. Mas não dá pra negar que seus irmãos de sangue não o seguiam. Noutra passagem, ele diz que “ninguém é profeta em sua terra; um profeta só é desprezado em sua terra e em sua própria casa”.

Além da intimidade familiar, que faz com que não se perceba com clareza o que seus membros têm de diferente, de valoroso, há que se considerar a questão da reencarnação. Os mecanismos que regem a reencarnação fazem com que cada nova passagem pela Terra sirva de tentativa de resgate de erros do passado do espírito imortal. Cada reencarnação oportuniza que antigos desafetos renasçam juntos, que velhos inimigos convivam sob o mesmo teto, que ódios e diferenças milenares se transformem, se harmonizem.

Isso não é exceção, isso é a regra. Exceção é o lar em perfeita harmonia, onde seus componentes são reunidos para o cumprimento de uma missão. Isso é raro. O normal é que seus pais, seus irmãos, seu cônjuge, seus filhos e muitos outros menos próximos sejam  espíritos interligados por débitos cármicos importantes.

É bom ter consciência disso. É um ponto a seu favor ter sempre em mente que isso não acontece só com você. Você não é uma vítima do universo. Todas as famílias têm seus problemas, umas mais, outras menos. Aquelas que parecem perfeitas são apenas mais discretas, não deixam transparecer suas divergências e dificuldades. Nos momentos de crise familiar, lembre-se de que você está tendo uma grande oportunidade de harmonização com antigos desafetos. Recorde-se de que você está tendo a chance de crescer espiritualmente, superando uma barreira que pode estar lhe atrasando há muitos séculos. Não se esqueça de que a Vida está lhe oferecendo ocasião de vencer seus próprios pontos fracos.

A ordem do universo é perfeita. Para que sua vida acompanhe essa perfeição, é necessário que você se harmonize com as Leis cósmicas. E essa harmonização deve começar a ser exercitada no lar, junto aos seus próximos mais próximos. O lar é o primeiro laboratório do espírito imortal. Na figura adorável de um filho, de um marido, de uma irmã, de um pai, pode estar oculto um dos nossos grandes problemas do passado, um dos grandes entraves para o nosso progresso espiritual. E não podemos nos dar ao luxo de desperdiçar reencarnação após reencarnação falhando nos mesmos pontos. Pois é sabido que vida após vida tendemos a cometer erros semelhantes, muitas vezes com os mesmos seres, apenas revestindo personagens diferentes.

Você é a melhor versão de si mesmo. O espírito imortal nunca regride. Isso quer dizer que nunca você esteve em tão boas condições de superar a si mesmo, de vencer suas fraquezas. Aproveite as dificuldades do lar para consolidar sua reforma íntima. Exercite suas qualidades. Acredite em si mesmo. E, acima de tudo, não se ache vítima. Tenha certeza de que, se hoje você padece nas mãos de seus familiares, no passado você deve ter feito a eles algo muito pior. É fácil? Nem sempre. Mas o amor consegue tudo, e somos feitos para o amor….


“ A luta em família é problema fundamental da redenção do homem na Terra. Como seremos benfeitores de cem ou mil pessoas, se ainda não aprendemos a servir cinco ou dez criaturas? Esta é indagação lógica que se estende a todos os discípulos sinceros do Cristianismo”.


Porque Jesus falava por parábolas?


Disse-vos isto por parábolas; chega, porém a hora em que não vos falarei mais por parábolas, mas abertamente vos falarei acerca do Pai
. João (16: 25)

Estamos  vivenciando isto com o Espiritismo. Este veio para desmistificar! Fala de forma muito clara, sem nenhum subterfúgio, fala direto à razão. É a fé raciocinada!


O espiritismo não impõe, não condena, não julga... a Doutrina Espírita educa as consciências. Quando educamos, a criatura tem o livre-arbítrio de aceitar ou não aceitar, de fazer ou não fazer.


O homem tem a certeza que se ele seguir os preceitos espíritas estará fazendo o bem a ele e caso contrário, a sua consciência o cobrará posteriormente.


às vezes, a criatura fica obscurecida, porque cai nas viciações, mas sua consciência está lhe avisando... No dia em que a dor bater a criatura irá lembrar de todos aqueles momentos e ensinamentos que ele recebeu.


Portanto o Espiritismo vem arrancar esse véu, obscuro e convidar os indivíduos a seguirem o mesmo caminho mostrado por Jesus. O caminho é o mesmo de antes! É mais um convite do Mestre, porque o Espiritismo é presidido por ele mesmo... é a terceira revelação.


Disse Jesus: “(...) eu não vos deixarei órfãos, lhe enviarei o consolador prometido, o Espírito de Verdade que vos falará (...)”


O Espiritismo faz um convite direto e nos mostra que não existe outro caminho senão o da transformação moral.


Não existe nada mágico ou milagre que promova a nossa cura sem esforços contínuos. Basta querer, pois querer é poder. Quando queremos mudamos, porque nos esforçamos para mudar.


E os bons espíritos são tão misericordiosos conosco que eles não estão conosco nos incentivando pela nossa perfeição, porque se foste por essa maneira estaríamos perdidos!


O que seria de nós no mundo de provas e expiações, já que ninguém aqui é perfeito e todos erram? Mas eles estão conosco pelos nossos esforços.


Quando verdadeiramente nos esforçamos e isso está na intimidade de cada um, porque os espíritos não veem a aparência, eles não veem o exterior, eles não veem-nos fazendo coisas... eles observam como nós estamos fazendo tais coisas, vendo os nossos sentimentos. Observam os movimentos íntimos no coração quando realizamos uma ação.


Por isso que podemos dar tudo que temos ao pobre e não estar fazendo nada.


Então podemos estar divulgando o Espiritismo e não estar fazendo nada por você e nem pelo outro.


No Espiritismo, não basta a fala por si só. Quando alguém nos fala da Doutrina sem conteúdo sincero, sem vivência moral, o discurso fica “oco”, não penetra no coração...


Mas quando alguém nos fala do Espiritismo com alegria, com sinceridade de propósitos, com o desejo puro de auxiliar, a Doutrina toca as nossas almas, a não ser que estejamos endurecidos! Se estivermos abertos e predispostos a receber, receberemos! Não é divulgar o Espiritismo por divulgar, é senti-lo.


E o Espiritismo vem fazer este convite de mudança, não mais falando por Parábolas, mas indo diretamente à razão: mostrando-nos os caminhos certos e errados. Se optarmos por seguir um ou outro, seremos responsáveis pelas nossas escolhas.


Logo, somos nós que construirmos a nós mesmos! E essa construção precisa de uma base sólida, porque senão ruirá. E o Espiritismo provê essa base sólida, concreta da imortalidade da alma, da reencarnação, da lei de ação e reação nos convidando assumirmos a responsabilidade da nossa vida perante a consciência com Deus.


Muitos não consegue assimilar o Espiritismo e fazem uma base fraca, compreendem o Espiritismo de forma precária, acreditando que ser espírita é frequentar uma casa espírita; ou é crer nos princípios espíritas sem necessariamente vive-los; ou é realizar caridade por realizar; ou que é receber espíritos; ou acreditam que ser espírita é se engajar em um centro espírita para fazer um trabalho de caridade... ser espírita não é nada disso!


O verdadeiro espírita é o que se esforça por domar as suas más inclinações e que realiza sua transformação moral – é esse o verdadeiro espírita!


Este é o primeiro passo que devemos dar para sermos colaboradores divinos. E queremos começar pelo fim...


Não nos moralizamos, fazemos as coisas de forma atabalhoada e perturbada, atrapalhando assim o serviço do Senhor e atrapalhando os que querem colaborar de forma correta!


Basta termos sinceridade de coração, basta ter vontade de mudar e querer mudar que TODOS podem mudar.


Estamos no mesmo barco e ninguém aqui é melhor do que ninguém! Todos estão a caminho e ninguém aqui está dirigindo o barco, pois quem dirige o barco é Jesus.


Precisamos ter Ele como guia, porque é Ele que devemos nos espelhar e não nos falsos profetas encarnados e desencarnados.


Precisamos ter muito cuidado, porque muitas vezes tiramos a obra espírita pelos homens e nos equivocamos. O Espiritismo é muito grandioso e devemos utilizar o que Kardec fazia: passar
tudo pelo crivo da razão; sermos coerente; abraçarmos o ideal espírita com sinceridade; unirmo-nos verdadeiramente na fraternidade; trabalharmos não para a nossa causa, pelo nosso personalismo, para a vaidade tola dos homens, para o egoísmo, o orgulho, a ambição; NÃO!

Devemos entender que estamos abraçando um ideal superior que vem de Jesus! Este o convite que o mestre nos faz.  
Graça Maciel.


_________________________________



SANTA MARIA GORETH – Protetora dos Adolescentes


A Igreja, no dia 06 de julho, celebra a virgem e mártir que encantou e continua enriquecendo os cristãos com seu testemunho de "sim" a Deus e "não" ao pecado.

Nascida em Corinaldo, centro da Itália, era de família pobre, numerosa e camponesa, mas muito temente a Deus. Com a morte do pai, Maria Goreth, com os seus, foram morar num local perto de Roma, sob o mesmo teto de uma família composta por um pai viúvo e dois filhos, sendo um deles Alexandre.

Aconteceu que este jovem por várias vezes tentou seduzir Goreth, que ficava em casa para cuidar dos irmãozinhos. E por ser uma menina temente a Deus, sua resposta era cheia de maturidade: "Não, não, Deus não quer; é pecado!" Santa Maria Goretti, certa vez, estava em casa e em oração, por isso quando o jovem, que era de maior estatura e idade, tentou novamente seduzi-la, Goreth resistiu com mais um grande não.

A resposta de Alexandre foram 14 facadas, enquanto da parte de Goreth, percebemos a santidade, na confidência à sua mãe: "Sim, o perdoo... Lá no céu, rogarei para que ele se arrependa... quero que ele esteja junto comigo na glória eterna".

O martírio desta adolescente, de apenas 12 anos, foi a causa da conversão do jovem assassino, que depois de sair da cadeia esteve com as 400 mil pessoas, na Praça de São Pedro na ocasião da canonização dessa santa, e ao lado da mãe dela, que o perdoou também. Santa Maria Goreth manteve-se pura e santa por causa do seu amor a Deus, por isso na glória reina com Cristo. Santa Maria Goreth, rogai por nós!

 

Oração a Santa Maria Goreth Oh! Santa Maria Goreth, que, reforçada pela graça de Deus, não hesitou, mesmo na idade de onze para lançar teu sangue e sacrifício da própria vida para defender a tua pureza virginal, olhai graciosamente sobre a infeliz raça humana, que se desvia muito longe do caminho da eterna salvação.

Ensina-nos a todos, e especialmente a juventude, com coragem e presteza que devíamos fugir por amor de Jesus de tudo o que possa ofender ou manchar as nossas almas com o pecado.

Obtenha para nós a partir de nosso Senhor vitória na tentação, conforto nas tristezas da vida, e a graça que fervorosamente imploro-te (insira aqui intenção), e possamos desfrutar um dia da imperecível glória do céu. Amém.



A TRISTEZA COMO CURTO CIRCUITO DA ALMA

“Adormeci e sonhei que a vida era alegria; despertei e vi que a vida era serviço; servi e vi que o serviço era uma alegria.” – Rabindranath Tagore

 

A tristeza enquanto emoção pode ser entendida como um padrão vibratório dissonante do ser. Dada sua natureza subjetiva cada consciência vivencia esse padrão de forma diferente, daí a enorme dificuldade em conceitua-la de forma geral.

Diante da infinita multiplicidade da experiência humana, falo da perspectiva própria e como todo ponto de vista, esta é a vista de um único ponto.

Em um sistema elétrico normal a energia sai do gerador, passa por uma resistência (uma TV por exemplo) e volta para receptor. Quando esta energia vai e volta sem encontrar resistência, como no caso de fios desencapados se tocarem, temos um curto-circuito. Sem resistência a energia do gerador volta com a mesma intensidade, ocorre um aumento súbito de tensão no receptor do gerador, daí tem-se uma dissipação do calor, ou como a enxergamos, uma explosão.

Para fins de comparação, consideramos o ser humano como uma usina hidrelétrica, cuja geração de energia depende de fatores como o fluxo de água, a abertura das comportas, e a qualidade das bobinas. As águas são as energias externas que ingerimos como a respiração, ingestão de alimentos e impressões do meio à sua volta. Assim como a usina, o ser é incapaz de armazenar energia psíquica, aquilo que é produzido será utilizado imediatamente ou perdido.

Tal qual um gerador elétrico o ser humano produz energia para sua interação com o Universo, em um sistema perfeito, energia gasta sempre no sentido da evolução na espiral, do desenvolvimento e expansão da consciência, para dentro e para cima. No entanto, não raro, o ser humano direciona toda a sua energia para si mesmo, isolando-se do Universo , para baixo e para fora, e tal qual na corrente elétrica a ausência de resistência, faz com que a energia gerada pelo sistema aumente subitamente gerando uma dissipação intensa, a tristeza.

Daí se depreende que uma das formas de combater a tristeza, é remover o curto circuito do sistema, redirecionando esta energia para uma resistência interna ou externa. Assim como a operação em fios de alta tensão não é segura e nem tão pouco fácil, trabalhar com nossas próprias emoções é muito difícil e nos machucamos com facilidade.

No entanto, tal qual o gerador de uma usina ou a tomada de uma casa basta redirecionar a energia que o curto termina, mas o curto circuito assim como a tristeza pode causar danos leves ou grandes estragos, porém, sem encerrar sua causa fica praticamente impossível combater suas consequências.

Uma das formas de encerrar um curto circuito é redirecionarmos a energia para o trabalho interno, a auto observação ou a meditação por exemplo, “encapamos” os fios soltos, ordenando o funcionamento interno e o fluxo da energia. A concentração exigida pela práticas internas pode facilmente exaurir o praticante que esta começando, causando um curto circuito ainda maior, uma alternativa é a prática da caridade.

Ao direcionar a energia ao próximo, removemos o estado de “curto-circuito” da alma. Atividades filantrópicas são poderosas neste sentido, desde uma reza por quem quer que seja ou o que quer que seja assim como atividades físicas, manuais, gestos simples mas poderosos, através dos quais a energia “presa” é liberada, conectando a alma a uma rede sutil muito maior do que nós, uma teia harmônica de energia infinita que esta sempre disposta a ceder, e também a receber.

Sejamos como a lâmpada, que por meio da resistência alcança a iluminação para si ao mesmo tempo em que mostra o caminho para o próximo, sem curtos circuitos.

P.S.: O Macrocosmo e o microcosmo tem seus próprios ciclos rítmicos e harmônicos. Que este seja o fim do sono, que esta seja uma nova Aurora !    Chay !


______________________________________

Timo: a chave da energia vital 

SONIA HIRSCH 

TIMO: a chave da energia vital



                                                                                                             

No meio do peito, bem atrás do osso onde a gente toca quando diz "eu", fica uma pequena glândula chamada timo. Seu nome em grego, thymos, significa energia vital. Precisa dizer mais? Precisa, porque o timo continua sendo um ilustre desconhecido. Ele cresce quando estamos contentes, encolhe pela metade quando nos estressamos e mais ainda se adoecemos. Essa característica iludiu durante muito tempo a medicina, que só o conhecia através de autópsias e sempre o encontrava encolhidinho. Supunha-se que atrofiava e parava de trabalhar na adolescência, tanto que durante décadas os médicos americanos bombardeavam timos adultos perfeitamente saudáveis com megadoses de raios X achando que seu "tamanho anormal" poderia causar problemas. Mais tarde a ciência demonstrou que, mesmo encolhendo após a infância, continua totalmente ativo: é um dos pilares do sistema imunológico, junto com as glândulas adrenais e a espinha dorsal, e está diretamente ligado aos sentidos, à consciência e à linguagem. Como uma central telefônica por onde passam todas as ligações, faz conexões para fora e para dentro. Se somos invadidos por micróbios ou toxinas, reage produzindo células de defesa na mesma hora. Mas também é muito sensível a imagens, cores, luzes, cheiros, sabores, gestos, toques, sons, palavras, pensamentos. Amor e ódio o afetam profundamente. Idéias negativas têm mais poder sobre ele do que vírus ou bactérias. Já que não existem em forma concreta, o timo fica tentando reagir e enfraquece, abrindo brechas para sintomas de baixa imunidade, como herpes (doenças auto-imunes). Em compensação, idéias positivas conseguem dele uma ativação geral de todos os poderes, lembrando a fé que remove montanhas.


O teste do pensamento
 

Um teste simples pode demonstrar essa conexão. Feche os dedos polegar e indicador na posição de o.k., aperte com força e peça para alguém tentar abri-los enquanto você pensa "estou feliz". Depois repita pensando "estou infeliz". A maioria das pessoas conserva a força nos dedos com a idéia feliz e enfraquece quando se pensa infeliz. (Substitua os pensamentos por uma bela sopa de legumes ou um lindo sorvete de chocolate para ver o que acontece...)

Esse mesmo teste serve para lidar com situações bem mais complexas. Por exemplo, quando o médico precisa de um diagnóstico diferencial, seu paciente tem sintomas no fígado que tanto podem significar câncer quanto abcessos causados por amebas. Usando lâminas com amostras, ou mesmo representações gráficas de uma e outra hipótese, testa a força muscular do paciente quando em contato com elas e chega ao resultado. As reações são consideradas respostas do timo e o método, que tem sido demonstrado em congressos científicos ao redor do mundo, já é ensinado na Universidade de São Paulo (USP) a médicos acupunturistas.

O detalhe curioso é que o timo fica encostadinho no coração, que acaba ganhando todos os créditos em relação a sentimentos, emoções, decisões, jeito de falar, jeito de escutar, estado de espírito... "Fiquei de coração apertadinho", por exemplo, revela uma situação real do timo, que só por reflexo envolve o coração. O próprio chacra cardíaco, fonte energética de união e compaixão, tem muito mais a ver com o timo do que com o coração - e é nesse chacra que, segundo os ensinamentos budistas, se dá a passagem do estágio animal para o estágio humano.

"Lindo!", você pode estar pensando, "mas e daí?" Daí que, se você quiser, pode exercitar o timo para aumentar sua produção de bem-estar e felicidade. Como? Pela manhã, ao levantar, ou à noite, antes de dormir. Fique de pé, os joelhos levemente dobrados. A distância entre os pés deve ser a mesma dos ombros. Ponha o peso do corpo sobre os dedos e não sobre o calcanhar, e mantenha toda a musculatura bem relaxada. Feche qualquer uma das mãos e comece a dar pancadinhas contínuas com os nós dos dedos no centro do peito, marcando o ritmo assim: uma forte e duas fracas. Continue entre três e cinco minutos, respirando calmamente, enquanto observa a vibração produzida em toda a região torácica. O exercício estará atraindo sangue e energia para o timo, fazendo-o crescer em vitalidade e beneficiando também pulmões, coração, brônquios e garganta. Ou seja, enchendo o peito de algo que já era seu e só estava esperando um olhar de reconhecimento para se transformar em coragem, calma, nutrição emocional, abraço. Ótimo. Íntimo. Cheio de estímulo. BENDITO TIMO.


__________________________________________________________________


O que acontece afinal com o nosso planeta?

  De repente, eis que o nosso mundo mais parece uma casa em completa desordem.  Tem-se a sensação de que um cataclisma moral se abateu sobre o Planeta Azul, ameaçando-o com o caos. Só se fala em crise, em fome, em miséria, em violência, em guerra, em escândalo, vazamento de óleo nos oceanos, desespero em famílias, desabamentos, enchentes, calamidades em terror e morte...

O pânico generalizou-se. O medo é a linguagem comum, está estampado em tudo. Sensualidade, prostituição e todo tipo de perversão desafiam a AIDS. O vício se mascara de virtude. Nunca se viu tanta contradição, tanto conflito. Nunca o espírito de pessimismo exerceu tanta influência, como agora, sobre o ânimo das pessoas.

Antes a escola era um templo iluminado do saber, escada do progresso intelectual do homem. Hoje é palco de crianças disparando armas, desrespeitando os professores e matando colegas, como temos visto em todos os noticiários.

O automóvel, peça do progresso e conforto da civilização, transforma-se em arma mortífera no trânsito caótico das cidades, fazendo com que as pessoas se transformem quando aos volantes. As religiões se digladiam na busca de prosélitos e de poder, falindo no seu papel principal de condutoras das almas para a grande reforma moral do planeta.

Afinal de contas, o que está acontecendo com a Terra? O que há com a nossa humanidade? E o bem, que é força emanante de Deus, por que não consegue sobrepor-se ao mal? Onde estão, enfim, os homens de bem, as almas boas comprometidas com a renovação do planeta? E Deus, por que não expurgar de uma vez a maldade do mundo? Como pode a paz coexistir com a violência? A esperança com o desespero? A alegria com o luto? A honra com a desonra? A felicidade com a desgraça? Eis o sentimento que domina no homem comum, o rio das indagações e questionamentos que transitam turvos, nas expectativas das pessoas normais, que seguem atentas aos acontecimentos do mundo.

O cristão verdadeiramente consciente não pode ignorar as causas nem os fins desse estado de ebulição que tumultua o planeta e os seus habitantes, dando a impressão de uma tragédia generalizada, arquitetada e conduzida pelas forças do mal empenhadas em sucumbir a humanidade. Ele sabe, antes de tudo, que estamos aqui em passagem, que esta é apenas uma das inumeráveis estações de estágio das almas que trafegam no trem da evolução – das paragens primitivas da vida para as regiões iluminadas da perfeição. Sabe, perfeitamente, que mal e bem são apenas efeitos, colheita, e não causa, de tudo aquilo que realizamos ou deixamos de realizar em cada um desses estágios, tendo em vista às nossas próprias necessidades de aprendizado e conscientização.

Para que se tenha conhecimento dos fatores reais que originam e movimenta toda essa onda de conflitos que compõem o noticiário diário do planeta, basta consultar os belíssimos ensinamentos constantes do Capítulo VIII de O Livro dos Espíritos, que trata da Lei do Progresso, no qual os espíritos nos dão uma versão lógica dos fundamentos do progresso e sua marcha irreversível, dos processos de degeneração dos povos, dos degraus da civilização, do progresso da legislação humana e da influência do Espiritismo sobre o progresso.

Na questão 783, Allan Kardec pergunta aos espíritos se o aperfeiçoamento da humanidade segue sempre uma marcha progressiva e lenta. Ao que eles respondem: “Há o progresso regular e lento que resulta da força das coisas. Mas quando um povo não avança muito depressa, Deus lhe suscita, de tempos em tempos, um abalo físico ou moral que o transforma”. É exatamente o que acontece nas sucessivas crises da humanidade, crises que se projetam de forma mais acentuada nas passagens de séculos, como nesta que estamos vivendo e que marca também o ingresso no novo milênio.

A sensação de pânico, o clima de perturbação coincidem com a interpretação que o próprio Kardec dá do fenômeno, no rodapé dessa mesma questão 783, onde escreve: ”O homem não percebe, freqüentemente, nessas comoções, senão a desordem e a confusão momentâneas que o atingem nos seus interesses materiais. Aquele, porém, que eleva o seu pensamento acima da personalidade, admira os desígnios da Providência, que do mal faz surgir o bem. A tempestade e a agitação saneiam a atmosfera depois de a ter perturbado”.E reforça ainda com essa afirmação na questão 786: “Quando tua casa ameaça ruir, tu a derrubas para a reconstruir de maneira mais sólida e mais cômoda. Mas até que ela esteja reconstruída, há perturbação e confusão em tua residência”.

A mesma explicação é dada por Emmanuel, ao analisar as crises do mundo no seu livro Encontro Marcado, psicografado por Chico Xavier: “Em verdade, o mundo se encontra em renovação incessante, qual sucede a nós próprios, e, nas horas de transformações essenciais, é compreensível que a Terra pareça uma casa em reforma, temporariamente atormentada pela transposição de linhas e reajustamento de valores tradicionais”.

Como vemos na lógica abalizada da Doutrina Espírita, que examina os fatos escoimados da ganga das paixões e das superstições, a crise global no planeta não deve ser vista como motivo de inquietação, rebeldia ou desânimo, mas como imperativo de mudança. Vamos ter que vencer e deixar para trás as zonas de turbulência formadas pelas nuvens espessas dos nossos próprios males para prosseguirmos mais livres e mais responsáveis, como diz Emmanuel, na viagem que empreendemos a bordo da nave terráquea na órbita irreversível do progresso moral, com acesso real à paz e à felicidade que todos almejamos.

__________________________________________________

Oração de Gandi


 O Jornalzinho Evolução está dando ênfase para Mahatma Gandy, o maior ecologista de todos os tempos.

 "Senhor, ajuda-me a dizer a verdade diante dos fortes e a não dizer mentiras para ganhar o aplauso dos fracos.
Se me deres fortuna, não me tires a razão.
Se me deres o sucesso, não me tires a humildade.
Se me deres humildade, não me tires a dignidade.
Ajuda-me a enxergar o outro lado da moeda, não me deixes acusar o outro por traição aos demais, apenas por não pensar igual a mim.
Ensina-me a amar o outro como a mim mesmo.
Não deixes que me torne orgulhoso se triunfo, nem cair em desespero se fracasso.
Mas recorda-me que o fracasso é a experiência que precede ao triunfo.
Ensina-me que perdoar é um sinal de grandeza e que a vingança é um sinal de baixeza.

Se não me deres o êxito, dá-me forças para aprender com o fracasso.
Se eu ofender as pessoas, dá-me coragem para desculpar-me e se as pessoas me ofenderem, dá-me grandeza para perdoá-las.
Senhor, se eu me esquecer de ti, nunca te esqueças de mim!".
         
(
Maratma Gandhi

_____________________________________________________

Conquistar e Conquistar-Se

Conquistar não é conquistar-se.
Muitos conquistam o ouro da Terra e adquirem a miséria espiritual.
Muitos conquistam a beleza corpórea e acabam no envelhecimento da alma.
Muitos conquistam o poder humano e perdem a paz de si mesmos.
Necessário que o espírito se acrisole na experiência e na luta, valendo-se delas
para modelar o caráter, senhoreando a própria vida.
Para possuirmos algo com acerto e segurança, é indispensável não sejamos
possuídos pelas forças deprimentes que nos inclinam sentimento e raciocínio aos desequilíbrios da sombra.
Indubitavelmente, todos podemos usufruir os patrimônios terrestres, nesse ou naquele setor do cotidiano, mas é preciso caminhar com sabedoria para que o abuso não nos
infelicite a existência.
É por isso que sofrimento e dificuldade, obstáculo e provação constituem para
nós preciosos recursos de superação e engrandecimento.
Todos os valores externos concedidos à personalidade, em trânsito no mundo,
são posses precárias que a enfermidade e a morte arrancam de improviso, mas todos os valores que entesouramos no próprio ser representam posses eternas que brilharão conosco,
aqui e além, hoje e amanhã...
Na esfera espiritual, cada criatura é aproveitada na posição em que se coloca e somente aqueles que conquistaram a si mesmos, nos reiterados labores da educação,
através do suor ou da lágrima, do trabalho ou da renúncia, são capazes de cooperar na extensão do amor e da luz, cujo crescimento na Terra exige, invariavelmente, o coração e o cérebro, as ações e as atitudes daqueles que aprenderam na lei do próprio sacrifício
a conquista da vida imperecível.
Reflete naquilo que te falam, antes de te entregares psicologicamente ao que se te diga...

Chico Xavier

___________________________________________

 O Verdadeiro Homem de Bem

O verdadeiro homem de bem é o que cumpre a lei de justiça, de amor e de caridade, na sua maior pureza. Se ele interroga a consciência sobre seus próprios atos, a si mesmo perguntará se violou essa lei, se não praticou o mal, se fez todo o bem que podia, se desprezou voluntariamente alguma ocasião de ser útil, se ninguém tem qualquer queixa dele; enfim, se fez a outrem tudo o que desejara lhe fizessem.
Deposita fé em Deus, na Sua bondade, na Sua justiça e na Sua sabedoria. Sabe que sem a Sua permissão nada acontece e se Lhe submete à vontade em todas as coisas.
Tem fé no futuro, razão por que coloca os bens espirituais acima dos bens temporais. Sabe que todas as vicissitudes da vida, todas as dores, todas as decepções são provas ou expiações e as aceita sem murmurar.
Possuído do sentimento de caridade e de amor ao próximo, faz o bem pelo bem, sem esperar paga alguma; retribui o mal com o bem, toma a defesa do fraco contra o forte, e sacrifica sempre seus interesses à justiça.
Encontra satisfação nos benefícios que espalha, nos serviços que presta, no fazer ditosos os outros, nas lágrimas que enxuga, nas consolações que prodigaliza aos aflitos. Seu primeiro impulso é para pensar nos outros, antes de pensar em si, é para cuidar dos interesses dos outros antes do seu próprio interesse. O egoísta, ao contrário, calcula os proventos e as perdas decorrentes de toda ação generosa.
O homem de bem é bom, humano e benevolente para com todos, sem distinção de raças, nem de crenças, porque em todos os homens vê irmãos seus. Respeita nos outros todas as convicções sinceras e não lança anátema aos que como ele não pensam.
Em todas as circunstâncias, toma por guia a caridade, tendo como certo que aquele que prejudica a outrem com palavras malévolas, que fere com o seu orgulho e o seu desprezo a suscetibilidade de alguém, que não recua à idéia de causar um sofrimento, uma contrariedade, ainda que ligeira, quando a pode evitar, falta ao dever de amar o próximo e não merece a clemência do Senhor.
Não alimenta ódio, nem rancor, nem desejo de vingança; a exemplo de Jesus, perdoa e esquece as ofensas e só dos benefícios se lembra, por saber que perdoado lhe será conforme houver perdoado.
É indulgente para as fraquezas alheias, porque sabe que também necessita de indulgência e tem presente esta sentença do Cristo: "Atire-lhe a primeira pedra aquele que se achar sem pecado."
Nunca se compraz em rebuscar os defeitos alheios, nem, ainda, em evidenciá-los. Se a isso se vê obrigado, procura sempre o bem que possa atenuar o mal.
Estuda suas próprias imperfeições e trabalha incessantemente em combatê-las. Todos os esforços emprega para poder dizer, no dia seguinte, que alguma coisa traz em si de melhor do que na véspera.
Não procura dar valor ao seu espírito, nem aos seus talentos, a expensas de outrem; aproveita, ao revés, todas as ocasiões para fazer ressaltar o que seja proveitoso aos outros.
Não se envaidece da sua riqueza, nem de suas vantagens pessoais, por saber que tudo o que lhe foi dado pode ser-lhe tirado.
Usa, mas não abusa dos bens que lhe são concedidos, porque sabe que é um depósito de que terá de prestar contas e que o mais prejudicial emprego que lhe pode dar é o de aplicá-lo à satisfação de suas paixões.
Se a ordem social colocou sob o seu mando outros homens, trata-os com bondade e benevolência, porque são seus iguais perante Deus; usa da sua autoridade para lhes levantar o moral e não para os esmagar com o seu orgulho. Evita tudo quanto lhes possa tornar mais penosa a posição subalterna em que se encontram.
O subordinado, de sua parte, compreende os deveres da posição que ocupa e se empenha em cumpri-los conscienciosamente
Finalmente, o homem de bem respeita todos os direitos que aos seus semelhantes dão as leis da Natureza, como quer que sejam respeitados os seus. Não ficam assim enumeradas todas as qualidades que distinguem o homem de bem; mas, aquele que se esforce por possuir as que acabamos de mencionar, no caminho se acha que a todas as demais conduz.

Quem acende uma luz se ilumina primeiro   
W. A. Cuin   
“Guardai-vos, não façais as vossas boas obras diante dos homens, com o fim de serdes vistos por eles; de outra sorte não tereis a recompensa da mão de vosso Pai, que está no céu.”  

O verdadeiro sentido da caridade, conforme entende Jesus, segundo O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, na questão 886, é a benevolência para com todos, indulgência para com as imperfeições alheias e o perdão das ofensas.   

O bem em qualquer circunstância sempre produzirá valorosos e oportunos resultados, não importando de que forma e maneira seja feito, mas revestido de humildade e desprendimento renderá ao benfeitor benefícios incalculáveis.  


É um engano acreditar que, ao fazer o bem, estamos apenas socorrendo quem o recebe, pois que aquele que acende uma luz é, sem dúvida, o primeiro a receber sua claridade. Um gesto de solidariedade, uma ação fraterna têm o poder de iluminar intensamente o coração generoso, irradiando seus raios na direção daquele que se pretende ajudar.  

Como uma usina geradora de energia, quem já tem a consciência de fazer o bem está sempre repleto de força e vigor, vivendo de forma muito mais saudável e dignificante. 

As formas de exercer a bondade são as mais variadas possíveis.  

No lar onde a doença pertinaz se instalou em algum familiar, fazer o bem é socorrê-lo com o máximo esforço, recorrendo a todos os recursos médicos possíveis, sem esquecer a paciência e a resignação diante dos desígnios divinos.  

Na família em que se verifica a existência de filhos seguindo pelas estradas sombrias das viciações tóxicas, fazer o bem é insistir em fazê-los enxergar o abismo que se lhes escancara aos pés, com persistência e determinação, lembrando que são livres para escolher a vida que desejam viver.  

Na comunidade que nos acolhe, fazer o bem é desenvolver ações sociais que possam criar oportunidades para que todos encontrem possibilidades de prosperidade e progresso. Amparar a criança carente, socorrer pais desempregados, oferecer assistência aos idosos sem recursos e se aproximar daqueles que perderam a razão de viver são atitudes de extremo valor.  

Nas nossas horas de folga, fazer o bem é destinar, sem desânimo, um pouco de tempo para prestar serviços voluntários em instituições de filantropia e de promoção humana que, com frequência, vivem com extrema carência financeira e de material humano, para o  
desenvolvimento de seus imprescindíveis programas de trabalho em favor de inúmeros necessitados.  

Obviamente, as sugestões apontadas são pequenos lembretes diante da imensidão dos problemas sociais que nos circundam, em que as pessoas, assim como nós mesmos, desejam uma vida de paz, de conforto e de serenidade.  

A esperança de viver uma vida melhor é anseio de todas as criaturas. Quando nos propomos a ajudar aqueles que seguem ao nosso lado, para que possam se aproximar ao máximo da concretização dos seus sonhos, sem dúvida, pela Lei de Causa e Efeito, de Ação e Reação, estamos criando condições e possibilidades para que os nossos sonhos também sejam realizados. “É dando que se recebe”, conforme nos ensinou Francisco de Assis. 

Quando alguém consegue vislumbrar as dificuldades dos irmãos de caminhada e se propõe a minorá-las, de acordo com as suas forças e disponibilidades, sem perceber, cria um canal de ligação com a Providência Divina, que identifica suas necessidades, dando a ele muito mais do que ele oferece, pois quem faz o bem é o primeiro beneficiado.  
Se já despertamos nossa consciência para os reais e imprescindíveis valores da vida, a estrada a seguir é a do bem, somente a do bem.

______________________________________

O QUE É A LIBERDADE?

A liberdade é a condição essencial do desenvolvimento, do progresso e da evolução do homem.      A lei de evolução, deixando-nos o cuidado de edificarmos, através dos tempos, a nossa personalidade, a nossa consciência e, portanto, nosso destino, deve nos fornecer os meios, assegurando-nos o exercício de nossa livre escolha entre o Bem e o Mal, visto que os méritos adquiridos constituem o preço de nossa elevação.

          O mesmo ocorre com as consequências dos atos, do encadeamento das causas e dos efeitos que recaem sobre nós. Daí a nossa responsabilidade, inseparável de nosso livre-arbítrio, sem o que o ser não seria mais que um joguete, uma espécie de marionete nas mãos de uma potência externa, por consequência, um ser desprovido de originalidade e sem grandeza.

          Tendo em vista a imensa trajetória que a alma deve realizar através do tempo e do espaço, ela deve possuir o livre exercício de suas faculdades, a inteira disposição das energias que Deus colocou nela, com os meios de as desenvolver. Que confiança poderíamos ter no futuro, se nós nos sentimos os joguetes cegos de uma força desconhecida, sem vontade, sem energia moral?   Léon Denis


 

25 de junho de 2016 , sete anos sem Michael Jackson!  


A morte de Michael Jackson: mais um alerta de mudança planetária.


 

O que teria acontecido àquele menino que encantava plateias, cantando Ben, acompanhado dos irmãos, no Jackson Five? A voz clara e cheia de harmonia envolvia o pequeno cantor em grande carisma. A comparação das imagens desse menino inocente, que despontava para o estrelato, com as últimas fotos, antes da sua retirada de cena da vida terrestre, aos 50 anos, leva-nos a duvidar que se tratasse da mesma pessoa.

Ele era uma criança negra, tinha nariz e cabelo próprios da raça, e com essa apresentação esbanjava vitalidade nos primeiros anos de juventude, mas foi se descaracterizando, aos poucos, a tal ponto que mudou a tonalidade da pele, tornando-se branco, e afilou cirurgicamente o nariz até se transformar em uma caricatura de si mesmo, um fantasma.
Se juntarmos tudo isso à paixão pela Terra do Nunca " a do Peter Pan (o menino que nunca cresceu) ", às possíveis preferências sexuais, não devidamente esclarecidas, chegaremos à conclusão que graves problemas psicológicos " e por que não dizer
psiquiátricos " acompanharam Michael Jackson ao longo de sua curta existência. Era uma alma inconformada com o corpo físico que escolhera antes do renascimento, sem rumo certo, por falta de orientação espiritual. 
Mas ao lado de uma vida pessoal conturbada, que não tivera o auxílio psicológico adequado, nem a devida orientação espiritual, vibrava a alma de um artista genial, que empolgava multidões e o levara ao estrelato mundial, como o rei do pop. Centenas de prêmios, mais de 100 milhões de cópias vendidas somente do álbum Thriller, atestam sua missão no cenário mundial. 
Como entender, no entanto, essas contradições da alma dos artistas? É Emmanuel quem nos esclarece: “Seu psiquismo é sempre resultante do seu mundo íntimo, cheio de recordações infinitas das existências passadas, ou das visões sublimes que conseguiu apreender nos círculos de vida espiritual, antes da sua reencarnação no mundo." E elucida mais ainda: “Na demasia de inconsideração pela disciplina, apesar de suas qualidades superiores, pode entregar-se aos excessos nocivos à liberdade, quando mal dirigida ou falsamente aproveitada. Eis por que, em todas as situações, o ideal divino da fé será sempre o antídoto dos venenos morais, desobstruindo o caminho da alma para as conquistas elevadas da perfeição." 
Chegamos à conclusão de que, fortalecido pela fé, Michael Jackson conseguirá, em futuras encarnações, superar as dificuldades de agora. Mas a sua morte física traz também no seu bojo um alerta emblemático às civilizações planetárias quanto à necessidade de mudança em seu estilo de vida. É imperioso abandonar o paradigma antigo " o do egoísmo " para construir de vez a civilização de paz com que todos nós sonhamos, fundamentada na fé, na esperança e na caridade. 
            
    
(artigo publicado na  FE de SP, edição 419)

_______________________

REENCONTRO DAS ALMAS AMIGAS

Homenageando os amigos pelo dia do amigo 20 de julho


Almas Enamoradas


Geralmente, é na juventude do corpo que temos despertado o interesse em buscar o sexo oposto para compartilhar dos nossos sonhos.

Quando encontramos a alma eleita, o coração parece bater na garganta e ficamos sem ação. Elaboramos frases perfeitas para causar o impacto desejado, a fim de não sermos rejeitados.

Então, tudo começa. O namoro é o doce encantamento.

Logo começamos a pensar em consolidar a união e nos preparamos para o casamento.

Temos a convicção de que seremos eternamente felizes. Nada nos impedirá de realizar os sonhos acalentados na intimidade.

Durante a fase do namoro é como se estivéssemos no cais observando o mar calmo que nos aguarda, e nos decidimos por adentrar na embarcação do casamento.

A embarcação se afasta lentamente do cais e os primeiros momentos são de extrema alegria. São os minutos mais agradáveis. Tudo é novidade.

Mas, como no casamento de hoje observa-se a presença do ontem, representada por almas que se amam ou se detestam, nem sempre o suave encantamento é duradouro.

Tão logo os cônjuges deixem cair as máscaras afiveladas com o intuito de conquistar a alma eleita, a convivência torna-se mais amarga.

Isso acontece por estarem juntos Espíritos que ainda não se amam verdadeiramente, que é o caso da grande maioria das uniões em nosso planeta.

Assim sendo, tão logo a embarcação adentra o alto mar, e os cônjuges começam a enfrentar as tempestades, o primeiro impulso é de voltar ao cais. Mas ele já está muito distante...

O segundo impulso é o de pular da embarcação. E é o que muitos fazem.

E, como um dos esposos, ou os dois, têm seus sonhos desfeitos, logo começam a imaginar que a alma gêmea está se constituindo em algema e desejam ardentemente libertar-se.

E o que geralmente fazem é buscar outra pessoa que possa atender suas carências.

Esquecem-se dos primeiros momentos do namoro, em que tudo era felicidade, e buscam outras experiências.

Alguns se atiram aos primeiros braços que encontram à disposição, para logo mais, sentirem novamente o sabor amargo da decepção.

Tentam outra e outra mais, e nunca acham alguém que consolide seus anseios de felicidade. Conseguem somente infelicitar e infelicitar-se, na busca de algo que não encontram.

Se a pessoa com quem nos casamos não é bem o que esperávamos, lembremo-nos de que, se a escolha foi feita pelo coração, sem outro interesse qualquer, é com essa pessoa que precisamos conviver para aparar arestas.

Lembremo-nos de que na Terra não há ninguém perfeito, e que nossa busca por esse alguém será em vão.

E se houvesse alguém perfeito, esse alguém estaria buscando alguém também perfeito que, certamente, não seríamos nós.

Os casamentos são programados antes do berço.

Assim, temos o cônjuge que merecemos e o melhor que as Leis Divinas estabeleceram para nós.

Dessa forma, busquemos amar intensamente a pessoa com quem dividimos o lar, pois só assim conseguiremos alcançar a felicidade que tanto almejamos.


________________

 Espiritualidade e consciência  
- por Wagner Borges -

Espiritualidade é um estado de consciência; não é doutrina, não!
É o que se leva dentro do coração.
É o discernimento em ação!
É o amor em profusão.
É a luz nas idéias e equilíbrio na senda.
É o valor consciencial da alegria na jornada.
É a valorização da vida e de todos os aprendizados.
É mais do que só viver; é sentir a vida que pulsa em todas as coisas.
É respeitar a si mesmo, para respeitar o próximo e a natureza.
É ter a plena noção de que nada acaba na morte do corpo, pois a consciência segue além, algures, na eternidade...
É saber disso – com certeza -, e não apenas crer nisso.
É viver isso – com clareza -, sem fraquejar na senda.
É ser um presente, para si mesmo, para os outros e para a própria vida.
Espiritualidade é brilho nos olhos e luz nas mãos.
E isso não depende dessa ou daquela doutrina; depende apenas do próprio despertar espiritual; depende do discernimento consciencial se unir aos sentimentos legais, no equilíbrio das próprias energias, nos atos da vida.
Ah, espiritualidade é qualidade perene; não se perde nem se ganha; apenas é!
É valor interno, que descerra o olhar para o infinito... para além dos sentidos convencionais. É janela espiritual que se abre, dentro de si mesmo, para ver a luz que está em tudo!
Espiritualidade é essa maravilha: o encontro consigo mesmo, em paz.
Espiritualidade é ser feliz, mesmo que ninguém entenda por quê.
É quando você se alegra, só pelo fato de estar vivo!
É quando o seu chacra* do coração se abre igual a uma rosa, e você se sente possuído por um amor que não é condicionado a coisa alguma, mas que ama tudo.
É quando você nem sabe explicar porque ama; só sabe que ama.
Espiritualidade não depende de estar na Terra ou no Espaço; de estar solteiro ou casado; de pertencer a esse ou aquele lugar; ou de crer nisso ou naquilo.
É valor de consciência, alcançado por esforço próprio e faz o viver se tornar sadio.
Espiritualidade é apenas isso: SER FELIZ!
Ou, como ensinavam os sábios celtas de outrora: SER UM PRESENTE!

Paz e Luz.


_______________________

Os Chakras e o Pai Nosso  



Para que esta energia de alta frequência possa ser percebida pela materialidade humana, tem que ser rebaixada — Como se faz com a energia elétrica de alta voltagem, que deve ser transformada (por um transformador) — para que possamos utilizá-la.

A oração do Pai Nosso é uma interessante sequência de afirmações e petições, que se inicia num nível vibratório de alta frequência, altamente mística, e vai decrescendo até frequências mais baixas, puramente éticas.
A oração do Pai Nosso é como um caminho, porque passa a energia dentro de um transformador. O transformador, no caso, é o corpo, com seus diversos níveis de troca de energia.

As trocas de energia no corpo fazem-se através de plexos nervosos, com ritmos vibratórios distintos, que se distribuem pelo corpo em locais denominados “chacras”.
A energia divina é chamada, pela invocação de Deus. Entra pelo alto da cabeça, e vai sendo progressivamente transformada, a cada chacra que passa, até atingir o nível vibratório do chacra básico (genital), onde se encontra nossa materialidade.
Traz, desta forma, Deus até nós!

Vamos acompanhar, passo a passo, essa transmutação da energia divina, para que tenhamos uma compreensão da grandeza desta oração que Jesus nos deixou.



Chakra Coronário - Chamado da energia

Pai nosso que estás nos céus.

Esta primeira afirmação consiste na chamada da energia do Alto, na entrada desta energia pelo alto da cabeça, através do plexo coronário, que, segundo os orientais, tem mil pétalas e gira com incrível velocidade.

Pai!

A prece se inicia com a chamada: - Pai Esta simples afirmação, identificando Deus como Pai, é de um extraordinário alcance. Ao chamarmos Deus de Pai, estamos nos identificando como Seus Filhos. Como Filhos, temos a potencialidade do Pai em nós. Nos identificamos com Deus em um nível energético extremamente elevado.
Neste momento captamos a energia do alto!

Nosso

Quando dizemos "Nosso", entendemo-nos como Irmãos de todos os seres. O Pai é Nosso; não é só meu, porque somos todos Irmãos.

Esta conceituação amplia a anterior. A energia contida nesta afirmação - Pai Nosso! - é possível explicar, mas é impossível a um ser humano comum sentir esta afirmação com total percepção de amor. A emoção contida na total compreensão desta afirmação, seria de tal magnitude, que destruiria o sistema nervoso de um homem comum.

A grande mística, Santa Terezinha, não conseguia dizer a oração do Pai Nosso: quando iniciava a oração, perdia os sentidos. Santa Terezinha, nesse momento, tinha percepção e consciência desta energia de altíssima freqüência. Freqüência que o organismo humano não tem estrutura para suportar.

Que estais nos céus

Deus que está em toda parte, que impregna tudo, que É! Este é o conceito que Deus transmitiu a Moisés, quando este perguntou-lhe quem Ele era. A resposta foi:
- "Sou aquele que É!"

Nesta primeira afirmação da oração, temos a identificação de Deus, e a chamada do "Nome de Deus".
"Aquele que É"! Jafé! Jeová ! Iod-Hé-Vau-Hé!
Nome que a boca humana não é capaz de pronunciar!

Explicar tais conceitos é possível; senti-los, entretanto, é totalmente impossível ao ser humano normal. Como se pode ver por este início, o que está escrito nos evangelhos transcende em muito a aparente simplicidade das palavras. A grandeza do Evangelho não está na letra morta, mas no espirito de quem o lê.
O Evangelho é vivo!



Chakra Frontal

Santificado seja o vosso nome.

Entender esta petição, temos que antes entender o que quer dizer "santificado".
Santificado que seja considerado Santo
Santo envolve o conceito de perfeição e de universalidade

Nome - nome não é como imaginamos, uma palavra que designa alguma coisa.
Nome é a vocalização ou a materialização de um ser ou objeto.
O Nome de Deus é impronunciável!
Segundo os judeus, esse Nome só era pronunciado em determinado dia, no âmago do Santuário do Templo, pelo Supremo Sacerdote. O nome é a excelência do ser ou do objeto.

O Nome de Deus é a essência de Deus - o próprio Deus!
Nesta petição mística, pedimos que Deus seja aceito por tudo e por todos, como a perfeita harmonia universal (Santo). Como sendo "aquele que É!
Que Deus seja a harmonia total, e que tudo e todos sejam o seu reino!

Aqui está expresso o conceito maior da unidade. Tudo e todos são Um! Este conceito não pode ser percebido pelos nossos sentidos.
Com esta petição mobilizamos a energia pela passagem no Chacra Frontal. A energia transformada, neste ponto, já permite uma certa compreensão, que muito se aproxima de uma inspiração, e que pode ser percebida através da região frontal ou do "terceiro olho"



Chakra Laríngeo

Venha a nós o vosso reino

Na petição anterior pudemos ter uma pequena inspiração do que seja o "eino de Deus" Nesta segunda petição mística, pedimos que este "reino" esta harmonia de todos e de tudo, venha a até nós.

O reino de Deus manifesta-se através do Verbo! "No inicio era Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus (João 1, 1).
O Verbo, o Logos, o Cristo, se manifestam pela palavra. Através da palavra é que podemos materializar a energia que vem de outros níveis.

Sabe-se hoje que o som é a energia vibratória que mais próximo se encontra da matéria. Com facilidade materializamos um som, fazendo vibrar a limalha de ferro em um placa, formando figuras.

O som e o Verbo manifestam-se através do Chacra Laríngeo, onde encontra-se nossa capacidade de expressão pela palavra.
O modo do Reino vir até nós é através do nosso Chacra Laríngeo. A conceituação expressa nesta terceira afirmativa movimenta o Chacra Laríngeo, pela passagem da energia divina por ele.

Na simbologia da Torre de Babel, podemos observar que a perda do reino (harmonia entre os homens), deu-se pela perda da possibilidade de expressão pelo homem. A perdição do homem foi pela perda da palavra, em conseqüência de sua presunção.
Notamos que, a cada descida da energia divina, fica-nos mais acessível o entendimento.



Chakra Cardíaco

Seja feita vossa vontade assim na terra como nos céus.

Claro que a vontade de Deus se fará sempre em todos os lugares! Independendo da nossa vontade e das nossas rogativas. Nossa vontade não é oriunda da mente racional, como muito pretensiosamente julgamos. A vontade é um impulso que parte de dentro do coração, que a mente transforma e adapta às suas necessidades.

Vemos no Evangelho que muitas vezes Jesus afirma este conceito – “Porque pensais assim em vossos corações”.
Que nossos corações aceitem e entendam a “Vontade de Deus”! Esta é a síntese da quarta petição.
Neste ponto a energia é transformada pela passagem pelo plexo do Chacra Cardíaco.

A petição é de que nosso coração tenha o entendimento desta Vontade. Que esta vontade seja aceita tanto em cima como embaixo (na terra como nos céus).
A afirmação adquire aqui uma conotação interessante. O Chacra Cardíaco é o chacra que fica no meio do corpo.
A figura de céu e terra, colocada neste ponto da oração, é de uma clareza e de uma beleza poéticas.

Podemos ver que a cada descida da energia, fica mais compreensível o entendimento, e mais clara a correlação com os plexos energéticos (chacras) do corpo humano.
Neste ponto encerram-se as 3 petições que são de conteúdos místicos, passando-se às 4 seguintes que são de conteúdo ético.



Chakra Umbilical

O pão nosso de cada dia dai-nos hoje.

As petições éticas são de mais fácil entendimento. A energia já se encontra em níveis vibratórios próximos à nossa consciência.
De uma forma poética, o pão está representando todas as nossas necessidades de sobrevivência neste mundo. Difícil achar forma mais clara de expressar tal abrangência.

“O pão nosso de cada dia dai-nos hoje” – não o pão do dia de amanhã: somente o de cada dia, a seu tempo.
Esta petição envolve não só a satisfação de nossas necessidades materiais, como também as psicológicas, pedindo que tenhamos confiança e fé de que o pão de amanhã será servido a seu tempo. Que não tenhamos ambição e ganância para acumular tesouros terrenos, que as traças e a ferrugem destróem.
A primeira petição ética é claramente a ativação do Plexo Solar, Umbilical ou do Estômago, que é representado pelo Chacra Umbilical.



Chakra Esplênico

Perdoa as nossas dividas, assim como nós perdoamos os nossos devedores.

Esta petição, que de inicio parece mística, é uma forte petição ética, como vamos ver a seguir. Nas nossas dívidas estão as nossas culpas. Quando temos culpa, ficamos vinculados a essa culpa de uma maneira quase física.

A culpa nos prende pela emoção. A emoção é diferente do sentimento; é acompanhada de manifestações físicas (calafrios, rubores, suores, arrepios). As emoções são percebidas através do abdome. Os vínculos obsessivos com entidades espirituais fazem-se através do Plexo Esplênico.

Como é possível perdoar nossas culpas? Seria injusto Deus perdoar uns e não perdoar outros. Não é Deus que perdoa nossas culpas, somos nós mesmos! Perdoamos na medida em que nos tornamos capazes de perdoar os nossos devedores. Quando conseguimos perdoar nossos devedores, desfazemos esse vínculo esplênico da culpa.
Perdoar os nossos devedores não é uma atitude mística, e sim ética.

Perdoar, ou não, os nossos devedores, é mais importante para nós do que para o devedor. Perdoar é uma atitude lógica, racional, e do interesse de cada um. Na medida em que perdoamos é que somos perdoados. Por mais que sejamos perdoado, só estaremos perdoados, quando nós mesmo nos perdoarmos!
Esta segunda petição ética é colocada de uma forma impressionante sobre o Plexo Esplênico, orientando a forma com que a energia tramita por este chacra.



Chakra Sacro

Não nos deixeis cair em tentação.

Esta petição tem características muito interessantes. Não se pede aqui para que não existam tentações. Também não se pede que não sejamos submetidos às tentações. Que existam! Que sejamos tentados! Que tenhamos força para não cairmos nelas!

Não podemos evitar as tentações da matéria, porque vivemos nela. Viver na matéria é a principal finalidade de nossa existência neste “eon”. Não podemos pedir que nos liberte do mundo! Pedimos que não fiquemos presos às tentações do mundo. Que saibamos viver no mundo sem ficarmos presos às coisas terrenas.

Com esta terceira petição ética chegamos com a energia divina até nossa materialidade terrena.
Nossos plexos Sacro e Genital (básico) são a parte do nosso corpo que nos põe em contato com o mundo material.
Neste ponto, temos mais uma interessante colocação desta prece, quando separa o chacra sacro do chacra básico. Há entre os estudiosos dos chacras aqueles que os consideram como um único chacra. Provavelmente com a intenção de que o número dos chacras sejam sete. Na prece, os chacras sacro e básico aparecem separados de uma forma bastante sutil, o que dá margem a interpretar os chacras como sete ou oito. A ultima petição pode parecer incluída nesta.



Chakra Básico

Livrai-nos do mal.

Esta ultima petição ética é de difícil interpretação. Ficou claro na petição anterior, que a tentação não é o mal.
O que seria este mal? Poder-se-ia entender o mal como sendo o caminho da satisfação dos sentidos, o mergulho do homem na sua materialidade. Sendo este caminho uma opção de fé e de vida. Alegam alguns magos negros que esta seria um opção divina. Já foi o próprio Deus que nos colocou os sentidos e nos proporcionou o prazer em satisfazê-los.

A doutrina de Jesus é clara em mostrar que é mesmo necessário que tenhamos nossos sentidos satisfeitos, até o momento em que tenhamos chegado ao fim do poço da jornada da satisfação destes sentidos. Para então reiniciarmos o caminho de volta a Deus. Como bem está demonstrado na parábola doFilho Pródigo.

O homem é sem duvida muito mais que a sua materialidade. A plena satisfação da materialidade não conduz o homem á felicidade. Este fato está sendo demonstrado de modo prático e claro, neste fim de ciclo pelo qual estamos passando. O homem vem tendo todas as suas necessidades satisfeitas pelo progresso da ciência e da tecnologia, sem que isto o torne mais feliz. Esta interpretação não faz sentido, não só nesta prece, como também não se sustenta por si mesma.

O verdadeiro mal também não consiste em se ser mau. A grande maioria dos que são maus, o são por defesa, por medo, ou por ignorância. “Deus faz nascer o sol todas as manhãs igualmente para os bons e para os maus”. Não se pode aceitar que exista um mal organizado, que se contraponha ao bem e à harmonia de Deus. Desta forma estaríamos aceitando um Deus que não seria onipotente. Não há dualidade entre bem e mal.
Fazer o mal gera uma reação externa, que se volta contra o próprio homem, criando agressões dos outros homens ou do meio.

Quanto mais adiantado o homem, fazer o mal gera uma desarmonia interna que o faz sofrer. O homem está no mundo para evoluir e crescer, na compreensão deste ciclo evolutivo. Sendo mau, vai de alguma forma movimentar forças que se voltarão contra ele, não com o intuito de puni-lo, mas de educá-lo na compreensão deste ciclo evolutivo. Desta forma, vemos que ser mau não é o verdadeiro mal.

Estas observações levam-nos a admitir que o verdadeiro mal está na inércia do homem.
O mal está em ser morno, não ser frio nem quente. O mal está em não usar os “talentos” com que fomos brindados.
O mal está em ficar parado! – Conforme foi dito pelo próprio Jesus.
Com esta ultima petição, se encerra esta maravilhosa oração.
A energia divina foi trazida até nós, rebaixada gradualmente através dos nossos vórtices de energia (chacras), vindo finalmente nos dar um impulso de vida. Impulso para que sigamos adiante!
Para que andemos!
Para que vivamos!
Por que vivendo, bem ou mal, certo ou errado, inevitavelmente estaremos cumprindo a Vontade de Deus que está em nós!

Amém!

Fonte: phenix nagual
Léa Cristina Ximenes

_______________________________________



Aniversário da Casa Humanitária 
Dr. Albert Schweitzer


Julho é o mês de comemoração para a nossa Casa, afinal há 26 anos era fundada uma Casa Humanitária para crianças, no meio do quase impossível, um local totalmente agreste, sem o mínimo de recursos, mas ali estávamos nós em nome de Jesus para edificar um lar para as crianças necessitados que precisavam de amor, carinho e atenção. Sob os olhos astutos de Dr. Albert Schweitzer alto  conhecedor das dificuldades da vida de  quem quer fazer sem recursos um lugar digno para servir de abrigo aos mais carentes. E, aí estamos nós há 26 anos,  com o nosso lema “sentir para melhor crescer”,  mostrando que o amor e a caridade não se dobram a obstáculos e não se curvam a vicissitudes. É uma marca eterna que sofre tempestades sem nunca se abalar para ruir. Parabéns Casa Humanitária Dr. Albert Schweitzer, sob os auspícios do nosso fundador Sr. José Carlos Machado Corrêa, obedecendo o comando do nosso patrono Dr. Albert Schweitzer.

Parabéns Casa Humanitária Dr. Albert Schweitzer, nós os amigos que estamos e sempre estaremos unidos para amar e servir sempre visando o melhor e crescimento do nosso intuito que é ver  o “sentir para melhor crescer"


Afinal são 27 anos de otimismo, renovação, compreensão, sabedoria, emoção, igualdade, conquista, equilíbrio, serenidade, realização, reflexão, amizade, solidariedade, fé, prosperidade, esperando sempre a junção de tudo isso para encontrarmos o sucesso que é ver nossos crianças  serem bem tratadas, alimentadas e felizes. PARABÉNS!!!


________________

O QUE É ESPIRITUALIDADE?

Uma mensagem maravilhosa que compartilho com todos que se permitirem conhecer e se deixar envolver na inspiração da Alma! 
Wagner Borges   
Espiritualidade é um estado de consciência; não é doutrina, não!
É o que se leva dentro do coração.
É o discernimento em ação!
É o amor em profusão.
É a luz nas idéias e equilíbrio na senda.
É o valor consciencial da alegria na jornada.
É a valorização da vida e de todos os aprendizados. 

É mais do que só viver; é sentir a vida que pulsa em todas as coisas.
É respeitar a si mesmo, para respeitar o próximo e a natureza.
É ter a plena noção de que nada acaba na morte do corpo, pois a consciência segue além, algures, na eternidade...
É saber disso – com certeza -, e não apenas crer nisso.
É viver isso – com clareza -, sem fraquejar na senda.
É ser um presente, para si mesmo, para os outros e para a própria vida.
Espiritualidade é brilho nos olhos e luz nas mãos.
E isso não depende dessa ou daquela doutrina; depende apenas do próprio despertar espiritual; depende do discernimento consciencial se unir aos sentimentos legais, no equilíbrio das próprias energias, nos atos da vida.
Ah, espiritualidade é qualidade perene; não se perde nem se ganha; apenas é!
É valor interno, que descerra o olhar para o infinito... para além dos sentidos convencionais. É janela espiritual que se abre, dentro de si mesmo, para ver a luz que está em tudo!
Espiritualidade é essa maravilha: o encontro consigo mesmo, em paz.
Espiritualidade é ser feliz, mesmo que ninguém entenda por quê.
É quando você se alegra, só pelo fato de estar vivo!
É quando o seu chacra* do coração se abre igual a uma rosa, e você se sente possuído por um amor que não é condicionado a coisa alguma, mas que ama tudo.
É quando você nem sabe explicar porque ama; só sabe que ama.
Espiritualidade não depende de estar na Terra ou no Espaço; de estar solteiro ou casado; de pertencer a esse ou aquele lugar; ou de crer nisso ou naquilo.
É valor de consciência, alcançado por esforço próprio e faz o viver se tornar sadio.
Espiritualidade é apenas isso: SER FELIZ!
Ou, como ensinavam os sábios celtas de outrora: SER UM PRESENTE!  Paz e Luz.



_________________________

LIVRE ARBÍTRIO

O livre-arbítrio representa a faculdade que cada um tem de eleger o seu  próprio caminho, cedendo ou resistindo às suas más ou boas tendências e às influências que recebe de Espíritos bons ou imperfeitos.
O livre-arbítrio é ilimitado na intenção de cada ser humano.
As ações que têm por objetivo externar essa intenção, não obstante, podem ser limitadas pela Vontade do Alto, consistindo no determinismo.
Se o livre-arbítrio atua nos atos, o determinismo atua nos fatos. O primeiro, pela ação do encarnado; o segundo, através das leis do Criador ou por intermédio de seus emissários, com vistas a garantir a evolução geral.
O determinismo nunca subtrai o livre-arbítrio da pessoa, mas pode influir em situações.
A má utilização do livre-arbítrio, portanto, por uma vontade fraca ou determinada para o mal, tem no determinismo um contraponto sempre que a Espiritualidade Maior assim o deseje.
O livre-arbítrio bem direcionado proporciona ao encarnado um estado de espírito de tranquilidade, seja no relacionamento com o próximo, seja ao lidar com as suas próprias dificuldades, como, por exemplo, no contexto das provas e expiações.
O mau uso do livre-arbítrio pode resultar em consequências desastrosas, tanto em relação à própria pessoa que o provoca como no tocante a terceiros.
Tanto é equivocada a ideia de que tudo ocorre no mundo e na humanidade só por livre-arbítrio quanto só pelo determinismo, havendo uma interação entre esses dois fatores.
Equívoco ainda maior é pensar que tudo ocorre por obra do acaso.
O livre-arbítrio impera no ser humano aos 16 anos de idade, quando se torna completamente responsável pelos seus atos e por eles responde diante do Criador.
Também a consciência, na visão espírita, tem significado diverso do colocado no texto em pauta.
Existe alma, sim: trata-se do Espírito reencarnado. E ele, sua mente, seu pensamento, sua vontade, está no comando efetivamente.
Da mesma forma, existe a consciência, voz secreta da alma que aprova ou desaprova nossos atos.
A consciência atua na pessoa em função do seu grau de entendimento entre o bem e o mal.
Atua, também, sob a influência de benfeitores espirituais.
É nesse sentido que Kardec faz constar em “O Livro dos Médiuns” (capítulo XXXI, X) a seguinte expressão:
“Todos os homens são médiuns, todos têm um Espírito que os dirige para o bem, quando sabem escutá-lo. Escutai essa voz interior, esse bom gênio, que incessantemente vos fala, e chegareis progressivamente a ouvir o vosso anjo guardião, que do alto dos céus vos estende as mãos. Repito: a voz íntima que fala ao coração é a dos bons Espíritos e é deste ponto de vista que todos os homens são médiuns.”
Livre-arbítrio e consciência, por isso mesmo, em vez de representarem zero na trajetória de cada um, significam elementos fundamentais no campo da reforma íntima para que atinja estágios mais avançados de desenvolvimento espiritual e moral
.    Abel Glaser

__________________

O que fazer para melhorar o cérebro ?  

Parte da entrevista da revista PODER, ao neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho, abaixo, quando lhe foi perguntado: 

O  que fazer para melhorar o cérebro ?  
Resposta:   Vc. tem de tratar do espírito. Precisa estar feliz, de bem com a vida, fazer exercício. Se está deprimido, reclamando de tudo, com a autoestima baixa, a primeira coisa que acontece é a memória ir embora; 90% das queixas de falta de memória são por depressão, desencanto, desestímulo. Para o cérebro funcionar melhor, você tem de ter alegria. Acordar de manhã e ter desejo de fazer alguma coisa, ter prazer no que está fazendo e ter a autoestima no ponto.

PODER: Cabeça tem a ver com alma?
PN: Eu acredito que a alma está na cabeça. Quando um doente está com morte cerebral, você tem a impressão de que ele já está sem alma... Isso não dá para explicar, o coração está batendo, mas ele não está mais vivo. Isto comprova que os sentimentos se originam no cérebro e não no coração.

PODER: O que se pode fazer para se prevenir de doenças neurológicas?
PN: Todo adulto deve incluir no check-up uma investigação cerebral. Vou dar um exemplo: os aneurismas cerebrais têm uma mortalidade de 50% quando rompem, não importa o tratamento. Dos 50% que não morrem, 30% vão ter uma sequela grave: ficar sem falar ou ter uma paralisia. Só 20% ficam bem. Agora, se você encontra o aneurisma num checkup, antes dele sangrar, tem o risco do tratamento, que é de 2%, 3%. É uma doença muito grave, que pode ser prevenida com um check-up.

PODER: Você acha que a vida moderna atrapalha?
PN: Não, eu acho a vida moderna uma maravilha. A vida na Idade Média era um horror. As pessoas morriam de doenças que hoje são banais de ser tratadas. O sofrimento era muito maior. As pessoas morriam em casa com dor. Hoje existem remédios fortíssimos, ninguém mais tem dor
.

PODER: Existe algum inimigo do bom funcionamento do cérebro?
PN: Todo exagero. Na bebida, nas drogas, na comida, no mau humor, nas reclamações da vida, nos sonhos, na arrogância, etc.
O cérebro tem de ser bem tratado como o corpo. Uma coisa depende da outra.
É muito difícil um cérebro muito bom num corpo muito maltratado, e vice-versa.

PODER: Qual a evolução que você imagina para a neurocirurgia?
PN: Até agora a gente trata das deformidades que a doença causa, mas acho que vamos entrar numa fase de reparação do funcionamento cerebral, cirurgia genética, que serão cirurgias com introdução de cateter, colocação de partículas de nanotecnologia, em que você vai entrar na célula, com partículas que carregam dentro delas um remédio que vai matar aquela célula doente que te faz infeliz. Daqui a 50 anos ninguém mais vai precisar abrir a cabeça.

PODER: Você acha que nós somos a última geração que vai envelhecer?
PN: Acho que vamos morrer igual, mas vamos envelhecer menos. As pessoas irão bem até morrer. É isso que a gente espera. Ninguém quer a decadência da velhice. Se você puder ir bem mentalmente ,com saúde, e bom aspecto, até o dia da morte, será uma maravilha.

PODER: Hoje a gente lida com o tempo de uma forma completamente diferente. Você acha que isso muda o funcionamento cerebral das pessoas?

PN: O cérebro vai se adaptando aos estímulos que recebe, e às necessidades. Você vê pais reclamando que os filhos não saem da internet, mas eles têm de fazer isso porque o cérebro hoje vai funcionar nessa rapidez. Ele tem de entrar nesse clique, porque senão vai ficar para trás. Isso faz parte do mundo em que a gente vive e o cérebro vai correndo atrás, se adaptando.
Você acredita em Deus?
PN: Geralmente depois de dez horas de cirurgia, aquele estresse, aquela adrenalina toda, quando acabamos de operar, vai até a família e diz:
"Ele está salvo".
Aí, a família olha pra você e diz:
"Graças a Deus!".
Então, a gente acredita que não fomos apenas nós, que existe algo mais independente de religião.

_______________________


ORAÇÃO NOSSA... Chico Xavier... Leia e reflita?

Senhor, ensina-nos: a orar sem esquecer o trabalho;
a dar sem olhar a quem;
a servir sem perguntar até quando;
chico_3a sofrer sem magoar seja a quem for;
a progredir sem perder a simplicidade;
a semear o bem sem pensar nos resultados;
a desculpar sem condições;
a marchar para frente sem contar os obstáculos;
a ver sem malícia;
a escutar sem corromper os assuntos;
a falar sem ferir;
a compreender o próximo sem exigir entendimento;
a respeitar os semelhantes, sem reclamar consideração;
a dar o melhor de nós, além da execução do próprio dever, sem cobrar taxa de reconhecimento.
Senhor, fortalece em nós a paciência para com as dificuldades dos outros, assim como precisamos da paciência dos outros para com as nossas próprias dificuldades.
Ajuda-nos para que a ninguém façamos aquilo que não desejamos para nós.
Auxilia-nos, sobretudo, a reconhecer que a nossa felicidade mais alta será invariavelmente, aquela de cumprir-te os desígnios onde e como queiras, hoje agora e sempre.   Chico Xavier

___________________________

DIAS DE SOLIDÃO

Tem dias em que *a gente se sente* *como quem partiu ou morreu.* Quando o poeta da música popular escreveu esses versos, explicitava na canção o sentimento que muitas vezes se apodera de nossa alma.

São aqueles dias onde a alma se perde na própria solidão, encontrando o eco do vazio que ressoa intenso em sua intimidade.

São esses dias em que a alma parece querer fazer um recesso das coisas da vida, das preocupações, responsabilidades e compromissos, para simplesmente ficar vazia.

Não há quem não tenha esses dias de escuridão dentro de si. Fruto algumas vezes de experiências emocionais frustrantes, onde a amargura e o dissabor nos relacionamentos substituem as alegrias de bem-aventuranças anteriores.

Outras vezes são os problemas econômicos ou as circunstâncias sociais que nos provocam dissabores e colocam sombras na alma.

A incompreensão no seio familiar, a inveja no círculo de amizades, a competição e rivalidade desmedida entre companheiros de trabalho provocam distonias de grande porte em algumas pessoas.

Nada mais natural esses dissabores. Jesus, sabiamente, nos advertiu dizendo que no mundo só encontraríamos aflições.

Tendo em vista a condição moral de nosso planeta, as aflições e dificuldades são questões naturais e, ainda necessárias para a experiência evolutiva de cada um de nós.

Dessa forma, é ilusório imaginarmos que estaríamos isentos desses embates ou acreditarmo-nos inatacáveis pela perversidade, despeito ou inferioridade alheia.

Assim, nesses momentos faz-se necessário enfrentar a realidade, sem deixar-se levar pelo desânimo ou infelicidade.

Se são dias difíceis os que estejamos passando, que sejam retos nosso proceder e nossas ações. Permanecer fiel aos compromissos e aos valores nobres é nosso dever perante a vida.

Os embates que surjam não devem ser justificativas para o desânimo, a queixa e o abandono da correta conduta ou ainda, o atalho para dias de depressão e infelicidade.

Aquele que não consegue vencer a noite escura da alma, dificilmente conseguirá saudar a madrugada de luz que chega após a sombra, que parece momentaneamente vencedora.

Somente ao insistirmos, ao enfrentarmos, ao nos propormos a bem agir frente a esses momentos, teremos as recompensas conferidas àquele que se propõe enfrentar-se para crescer.

Se os dias que lhe surgem são desafiadores, lembre-se de que mesmo Jesus enfrentou a noite escura da alma, em alguns momentos, porém, sempre em perfeita identificação com Deus, a fim de espalhar a claridade sublime do Seu amor entre todos 


ESCOLA DO CORAÇÃO

Emmanuel & Waldo Vieira

 

O lar, na essência, é academia da alma.

Dentro dele, todos os sentimentos funcionam por matérias educativas.

A responsabilidade governa.

A afeição inspira.

O dever obriga.

O trabalho soluciona.

A necessidade propõe.

A cooperação resolve.

O desafio provoca.

A bondade auxilia.

A ingratidão espanca.

O perdão balsamiza.

A doença corrige.

O cuidado preserva.

A renúncia liberta.

A ilusão ensombra.

A dor ilumina.

A exigência destrói.

A humildade refunde.

A luta renova.

A experiência edifica. 
Todas as disciplinas referentes ao aprimoramento do cérebro são facilmente encontradas nas universidades da Terra, mas a família é a escola do coração, erguendo entes amados à condição de professores do espírito.

E somente nela conseguimos compreender que as diversas posições afetivas, que adotamos na esfera convencional, são apenas caminhos para a verdadeira fraternidade que nos irmana a todos, no amor puro, em sagrada união, diante de Deus.

               ___________________________________________________


"PAI, COMEÇA O COMEÇO"!

 Quando eu era criança e pegava uma tangerina para descascar, corria para meu pai e pedia: - “pai, começa o começo!”. O que eu queria era que ele fizesse o primeiro rasgo na casca, o mais difícil e resistente para as minhas pequenas mãos. Depois, sorridente, ele sempre acabava descascando toda a fruta para mim. Mas, outras vezes, eu mesmo tirava o restante da casca a partir daquele primeiro rasgo providencial que ele havia feito.

Meu pai faleceu há muito tempo (e há anos, muitos, aliás) não sou mais criança. Mesmo assim, sinto grande desejo de tê-lo ainda ao meu lado para, pelo menos, "começar o começo" de tantas cascas duras que encontro pelo caminho. Hoje, minhas "tangerinas" são outras. Preciso "descascar" as dificuldades do trabalho, os obstáculos dos relacionamentos com amigos, os problemas no núcleo familiar, os retoques e pinceladas de sabedoria na imensa arte de viabilizar filhos realizados e felizes, ou então, o enfrentamento sempre tão difícil de doenças, perdas, traumas, separações, mortes, dificuldades financeiras, e, até mesmo, as dúvidas e conflitos que nos afligem diante de decisões e desafios.

Em certas ocasiões, minhas tangerinas transformam-se em enormes abacaxis......

Lembro-me, então, que a segurança de ser atendido pelo papai quando lhe pedia para “começar o começo” era o que me dava a certeza que conseguiria chegar até ao último pedacinho da casca e saborear a fruta. O carinho e a atenção que eu recebia do meu pai me levaram a pedir ajuda a Deus, meu Pai do Céu, que nunca morre e sempre está ao meu lado. Meu pai terreno me ensinou que Deus, o Pai do Céu, é eterno e que Seu amor é a garantia das nossas vitórias.

Quando a vida parecer muito grossa e difícil, como a casca de uma tangerina para as mãos frágeis de uma criança, lembre-se de pedir a Deus:

"Pai, começa o começo"! Ele não só "começará o começo", mas resolverá toda a situação para você.

Não sei que tipo de dificuldade eu e você estamos enfrentando ou encontraremos pela frente neste ano. Sei apenas que vou me garantir no Amor Eterno de Deus para pedir, sempre que for preciso: "Pai, começa o começo"!

__________________________________


Mensagem recebida por Chico Xavier     

Compadece-te da criança que surge ao teu lado.
O dia começa ao amanhecer.
Pai, mãe, irmão ou amigo, ajuda-a com teu coração, se pretendes alcançar a terra melhor.

Lembra-te das vozes amigas que te induziram ao bem, das mãos que te guiaram para o trabalho e para o conhecimento.
Por que não amparar, ainda hoje, aqueles que serão, amanhã, os orientadores do mundo?
Em pleno santuário da natureza, quantas árvores generosas são asfixiadas no berço? Quanta colheita prematuramente morta pelos vermes da crueldade?
A vida é também um campo divino, onde a infância é a germinação da humanidade.
Já meditaste nas esperanças aniquiladas ao alvorecer? Já refletiste nas flores estranguladas pelas pedras do sofrimento, ante o sublime esplendor da aurora?
Provavelmente dirás — “como impedirei o sofrimento de milhares”?
Ninguém te pede, porém, que te convertas num salvador apressado, cheio de ouro e de poder.
Basta que abras o teu coração, com as chaves da bondade, em favor dos meninos de agora, para que os homens do futuro te bendigam.
Quando a escola estiver brilhando em todas as regiões e quando cada lar de uma cidade puder acolher uma criança perdida — ninho abençoado a descerrar-se, carinhoso, para a ave estrangeira — teremos realmente alcançado, com Jesus, o trabalho fundamental da construção do reino de deus.          Chico Xavier


____________

A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo.  

Não há mais caminho fácil para a liberdade em lugar algum, e muitos de nós temos que atravessar o vale das sombras da morte de novo e de novo antes de alcançarmos o topo da montanha de nossos desejos.
Nelson Mandela


______________________

A VIDA COMO DEUS NOS CONCEDEU

 

 Jaime Facioli

O homem em evolução tem pela frente obstáculos que não imagina a nossa vã filosofia. É o crescimento natural junto da família, o aprendizado com os costumes de cada dia. O curso primário, o secundário, a preparação para os cursos médios, as faculdades, as pós graduações e no meio desse caminho de aprendizado o trabalho, elemento valorizador dos filhos de Deus diante da Lei de Progresso.  

 Todavia, sempre assalta a consciência dos filhos da Providência Divina qual das provas é a mais difícil de ser vivida para se tornar um bom cristão. Sem contradita, imaginamos que diante de tantas provas, uma se destaca com maior clareza perante a realidade do dia a dia.

 Sendo o homem criado simples e ignorante sob os auspícios das questões 133 e 804 de "O Livro dos Espíritos", parece óbvio demais que a criação pelo criador não se deu ao mesmo tempo. Por essa razão, cada uma de suas criaturas tem um desenvolvimento diferenciado no caminho de sua evolução. Logo, seus pensamentos, seus ideais e mesmo os projetos de vida de cada um encontra oposição no meio onde vivem, nascendo assim as dissidências.

 E que lugar é esse onde o ser humano passa a maior parte de sua existência terrena é a pergunta que nos propõe a nossa inteligência. É família. No seio da família, é a nossa oficia de trabalho. Não por outra razão, com honrosas exceções, é nesse arraial que nos encontramos nas mais duras provas de amor, de fraternidade, de solidariedade para viver a vida de um bom cristão.

 Não raro, ouve-se dizer que na família existe uma "ovelha negra", depreciativo que atribuímos aos filhos ou componentes do clã desalinhados com a ideologia da família. Óbvio que esquecemo-nos de que eles também são filhos de Deus e que carecem de uma doze maior do verdadeiro amor cristão, compreensão, tolerância e ensinamento pelos mais adiantados nos ensinamentos da vida.

 Lamentavelmente, o que se ouve são queixas e reclamações da família, dos filhos, da esposa, marido, parentes e vizinhos. Sempre temos em mira um detrator eleito para as nossas mais acerbas críticas, sem nos darmos conta de que aí está o objeto que se faz portador da nossa mais pura caridade.

 O Senhor da Vida os colocou perto de nós para que sejamos seus auxiliares na educação de nosso irmão, partícipe da grande família universal. Que privilégio recebemos das mãos do Criador. Ser auxiliar da Divindade no desenvolvimento de nossos irmãos menores. Certamente essa foi uma das razões porque no ato dos apóstolos consta a tertúlia do homem de Nazaré exortando-nos: "Vós sois Deuses, tudo o que faço, vós podeis fazer e muito mais".

 Sabendo que Deus é Onipotente, Onipresente e Onisciente, nossa convicção é absoluta de que o Senhor da Vida sabe o que faz e nos coloca juntos no mesmo seio familiar com o objetivo de vivenciarmos o mais puro amor.

 Vale lembrar que o nosso lar não é composto somente de almas inimigas em fase de recuperação. A dosimetria da Providência Divina nos concede também nessas oportunidades o anjo bom, um amigo espiritual, uma alma generosa que servirá de balizador para o bom combate do dia a dia.

 Por isso dizer que muitos espíritos em nossa casa reencarnam como missão e não para ajustes de contas com adversários. É o amor em ação. Assim, é nesse sítio dos acontecimentos que temos a nossa evolução medida em grau que nos eleva aos páramos celestiais.

 Com fulcro nesse ideário podemos deduzir que o benfeitor da humanidade, o espírito Emmanuel, pelas mãos abençoadas do nosso saudoso Chico Xavier legou preciosa lição para que, ao estudar suas prédicas, pudéssemos melhor avaliar nossas reclamações em torno do lar em que vivemos e quais os recursos que a consciência Cósmica nos coloca a disposição.

 Da mesma sorte, o ambiente de trabalho onde mourejamos, sabendo o Criador que ali é o lugar exato que necessitamos para o nosso crescimento. Mais ainda, tudo fez atendendo nosso pedido e respeitando o nosso livre arbítrio, razão porque nenhum grito de desespero contra a Divindade tem qualquer valor, pois tudo que Deus faz, o faz para o nosso bem.

 Ademais, somos duas usinas geradoras de forças inimagináveis e nossos pensamentos atraem para nós do grande universo de Deus, o que desejamos e o que repudiamos razão pela qual, o Divino Jardineiro recomendou a oração e a vigilância de nossos atos.

 Em resumo: Somos responsáveis por todos os nossos atos traçando o caminho que nos levará aos esplendores celestes, pela vereda da porta estreita ou da porta larga. A escolha será sempre nossa.

 Nesse sentir, diz Emmanuel pelas mãos abençoadas e nas penas de Francisco Cândido Xavier para conhecimento da saciedade e na esperança de que esse conhecimento seja uma constante em nossas vidas:

 Nasceste no lar que precisavas, vestiste o corpo físico que merecias, moras onde melhor Deus te proporcionou, de acordo com teu adiantamento.  

 Possuis os recursos financeiros coerentes com as tuas necessidades, nem mais, nem menos, mas o justo para as tuas lutas terrenas.

 Teu ambiente de trabalho é o que elegeste espontaneamente para a tua realização.  Portanto, teu destino está constantemente sob o teu controle.  

 Tu escolhes, recolhes, eleges, atrais, buscas, expulsas, modificas tudo aquilo que te rodeia a existência.  Teus pensamentos e vontade são a chave de teus atos e atitudes.  São as fontes de atração e repulsão na tua jornada vivencial. Não reclames nem te faças de vítima. Antes de tudo, analisa e observa. A mudança está em tuas mãos.

 Reprograma tua meta, busca o bem e viverás melhor.  Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo,  qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.  

 Com esses sentimentos d'alma, segue nosso ósculo depositado em seus corações em nome da fraternidade universal, desejando a todos os nossos irmãos 0 amor e a caridade de Jesus de Nazaré. 

________________________________________________

Respirando com as almas livres


Um grande Amor bate às portas de nosso Ser, todo tempo...
Vamos deixá-lo entrar em nossos corações?
Ele não é homem ou mulher, nem filho ou pai.
Na verdade, as pessoas é que são veículos dele.
E também a natureza e a vida...  Ah, vamos deixá-lo entrar?...
Vamos respirar pensando que o ar está permeado de prana (corpo e alma em equilíbrio)...
E ele é amarelo brilhante.  Então, vamos respirar essa vitalidade?
E vamos nos lembrar daquelas almas tranquilas e magnânimas...
Que, como a primavera, fazem a bem a todos.
Pois elas ajudam aos homens na longa travessia das várias vidas.
E fazem isso invisivelmente, sem nada esperar.
Ah, elas fazem isso somente por sua própria bondade.
Nada julgam, apenas amam... Em silêncio.
E elas também são veículos do Grande Amor.   E seus corações pulsam junto com a própria vida universal.  Porque elas percebem a pulsação do Grande Coração do Todo, em tudo.  Vamos respirar a Luz? E agradecer o dom da vida?
E, independentemente das coisas que hoje aconteceram, vamos pensar na Paz?
E, apesar do cansaço e de tantas outras coisas, vamos pensar em algo melhor?
A Luz. Um Grande Amor. E as almas serenas e livres...
E os nossos corações cheios de gratidão, por estarmos aqui. Pela vida e pelas chances de aprendermos tantas coisas.  Vamos respirar em Paz, com gratidão?...
E vamos abrir as portas de nossos corações para o Todo.  E que tudo melhore...      (Wagner Borges)

___________________________________________

São Cristóvão – 25 de julho – Padroeiro dos Motoristas

 

Celebrado no dia 25 de Julho, São Cristóvão é o protetor dos motoristas e dos viajantes, com procissões de caminhoneiros em diversos locais do país. Viveu provavelmente na Síria e sofreu o martírio no século III. "Cristóvão" significa "Aquele que carrega Cristo" ou "porta-Cristo". Seu culto remonta ao século V. De acordo com uma lenda, Cristóvão era um gigante com mania de grandezas. ele supunha que o rei a quem ele servia era o maior do mundo. Veio a saber, então, que o maior rei do mundo era Satanás.
Colocou-se pois, a serviço deste. Informando-se melhor, descobriu que o maior rei do mundo era Nosso Senhor. Um ermitão mostrou-lhe que a bondade era a coisa mais agradável ao Senhor. São Cristóvão resolveu trocar a sua mania de grandeza pelo serviço aos semelhantes. Valendo-se da imensa força de que era dotado, pôs-se a baldear pessoas, vadeando o rio. Uma noite, entretanto, um menino pediu-lhe que o transportasse à outra margem do rio. à medida que vadeava o rio, o menino pesava cada vez mais às suas costas, como se fosse o peso do mundo inteiro. Diante de seu espanto, o menino lhe disse: "Tiveste às costas mais que o mundo inteiro. Transportaste o Criador de todas as coisas. Sou Jesus, aquele a quem serves".

ORAÇÃO DE SÃO CRISTÓVÃO
Ó São Cristóvão, que atravessastes a correnteza furiosa de um rio com toda a firmeza e segurança, porque carregáveis nos ombros o Menino Jesus, fazei que Deus se sinta sempre bem em meu coração, porque então eu terei sempre firmeza e segurança no guidão do meu carro e enfrentarei corajosamente todas as correntezas que eu encontrar, venham elas dos homens ou do espírito infernal.
São Cristóvão, rogai por nós.


ORAÇÃO DO MOTORISTA
Ó Senhor, por intercessão de São Cristóvão, padroeiro dos motoristas, dai-nos firmeza e vigilância nos muitos caminhos da vida em busca de trabalho, lazer, felicidade e realização. Todos somos caminhantes nas estradas deste mundo, acompanhai-nos constantemente para chegarmos ao destino sem acidentes e contratempos.
Protegei, ó Senhor, os motoristas que conduzem os modernos meios de transportes. Que eles possam ser guiados por vosso Espírito, e assim ajam com sabedoria e respeitem as leis de trânsito. 
Protegei, ó Senhor, aqueles que caminham conosco e ajudai-nos a respeitar a todos, pedestres e transeuntes, agindo sempre com prudência. 
Protegei, ó Senhor, os jovens que dirigem e dai-lhes um coração sempre voltado à vida. Que possam descobrir vossa presença viva no mundo e respeitem a todos. Que cresçam sempre guiados pelo vosso Espírito para que sejam os protagonistas da nova sociedade do terceiro milênio. 
Confortai, ó Senhor, as famílias que perderam as pessoas queridas, vítimas do cruel trânsito brasileiro. Dai-lhes a esperança necessária para viverem em vossa presença sem condenação ou rancor.
Que possamos, Senhor, descobrir vossa presença na natureza e um tudo o que nos rodeia, amando assim cada vez mais a vida. Amém!

__________________________________________

 

"Acredito que um tal sistema educativo permitirá o mais alto desenvolvimento da mente e da alma. É preciso, porém, que o trabalho manual não seja ensinado apenas mecanicamente, como se faz hoje, mas cientificamente, isto é, a criança deveria saber o porquê e o como de cada operação."  
Mahatma Gandy

 

____________________________________
 

O despertar da consciência - A jogada mais linda de todas     

Wagner Borges   

(Todo Tempo é Tempo de Crescer!)

O mundo está cheio de sonâmbulos. Sim, isso mesmo!
O que tem de gente semiconsciente zanzando por aí, não é brincadeira, não.
E o pior é que eles pensam que estão acordados.
Contudo, a quantidade de gente hipnotizada é enorme.
É gente que não pensa e apenas gravita em torno das percepções limitadas que os seus sentidos físicos lhes proporcionam.
E isso é um problema, pois, quando a Dona Morte chega e bate o ponto, esse pessoal se vê perdido no Astral.
Como seus sentidos materiais feneceram junto com o corpo, eles não sabem como operar com os sentidos espirituais.
Por isso, é de partir o coração ver essa galera chorando de montão, perdida nas brumas de seus condicionamentos limitantes.
A Dona Morte não é de brincadeira, não!
Quem vive na carne, que se cuide.  Viver não é só comer, beber, dormir, copular e, um dia, finalmente, morrer...
Viver é muito mais e não cabe numa só vida.   E é triste só descobrir isso após a chegada da Dona Morte.   Despertar é preciso!
Até mesmo para amar melhor e se sentir mais vivo.  Porque a vida é preciosa; e sempre continua...
A Companhia do Amor adverte:
- Fumar causa vários problemas de saúde;
- Consumir bebidas alcoólicas em excesso, idem;
- Consumir drogas é letal!
- Porém, o pior de tudo é viver igual zumbi, sem pensar e sem sentir.
Quem vive na carne, que se cuide.
Despertar é preciso!  Quem está desperto (e esperto), valoriza a consciência limpa.
Não há mantra que desperte quem não quer crescer.
E nem o Papai do Céu interfere no livre-arbítrio de ninguém.
Cada um é o que é! E isso determina o rumo de seu viver...
Tudo é causa gerando efeito: o que se pensa, o que se sente e o que se faz.
Isso é o que determina por onde alguém segue...
Felicidade ou tristeza? Isso é de cada um.
O Papai do Céu não tem nada a ver com isso.
Amor de verdade ou rolo emocional?
Só o coração é que sabe... E a escolha é de cada um.
Despertar da consciência ou mumificação do raciocínio e da sensibilidade?
Ah, quem for zumbi nem mesmo conseguirá entender isso. E quem for esperto (e desperto), apenas dará uma boa risada.
Despertar é preciso!
E o Papai do Céu não se mete, mas sempre ri quando alguém compreende isso.
Aí, Ele diz: "Bem-Aventurados os que estão acordados!"
E a Companhia do Amor arremata, na veia, de voleio, e diz:
"Quem vive na carne, que se cuide. Porque todo tempo é tempo de crescer."    

________________________________

Qual o Seu Limite?

Qual o seu limite para sonhar e realizar objetivos em sua vida?
Nenhum. O limite é você quem impõe.
Você é a única pessoa que pode colocar restrições nos seus desejos.
Veja que as grandes realizações do nosso século aconteceram quando alguém resolveu vencer o impossível.
Nas navegações, encontramos um Colombo determinado a seguir viagens pelo mar, mesmo estando cansado de ouvir que o mar acabava e estava cheio de monstros terríveis.
Santos Dumont foi taxado de louco tantas vezes que nem mais ligava para os comentários, até fazer subir seu 14 Bis.

Ford foi ignorado por banqueiros e poderosos que não acreditavam em carros em série.
Einstein foi ridicularizado na Alemanha.
Desistir de nossos projetos, ou aceitar palpites infelizes em nossas vidas é mais fácil do que lutar por eles.
Renunciar, chorar a derrota é mais simples pelo simples fato de que não nos obriga ao trabalho.
E ser feliz dá trabalho.
Ser feliz é questão de persistência, de lutas diárias, de encantos e desencantos.
Quantas pessoas passaram pela vida e te magoaram?
Quantas passarão pela sua vida só para roubar tua energia?
Quantos estarão realmente preocupados com você?
A questão é como você vai encarar essas situações.
Como ficarão seus projetos: eles resistirão às amarguras e desacertos do dia a dia?
O objetivo você já tem: ser feliz!
Como alcançar você já sabe: lutando!
Resta saber o quanto feliz você realmente quer ser.
E principalmente: qual o limite que você colocou em seus sonhos.
Lembre-se: não há limites para sonhar...
Não se limite. Vá a luta!
O impossível é apenas algo que alguém ainda não realizou!


____________________________________________

Tenha sempre bons  pensamentos,  porque eles se transformam em suas  palavras.

Tenha boas palavras, porque elas se transformam em suas ações.

Tenha boas ações, porque elas se transformam em seus hábitos.

Tenha bons hábitos, porque eles se transformam em seus valores.

Tenha bons valores, porque eles se transformam no seu destino. (Gandhi)

 

O espiritualidade e o adultério

 

Você já parou pra pensar a respeito do poder que há no sexo? O sexo sempre esteve por trás das grandes conquistas e das grandes tragédias da História. Talvez um dos desequilíbrios mais comuns na trajetória do espírito imortal seja justamente o sexo. Se você se alimenta pouco, enfraquece; se come demais, adquire doenças. Se você dorme pouco, não recupera totalmente as energias; se dorme muito, perde o dinamismo. Com o sexo ocorre o mesmo. É preciso equilíbrio.

O desejo sexual represado representa um grande perigo, pois poucas pessoas são elevadas a ponto de canalizar a energia sexual para o processo criativo. O represamento do desejo sexual pode levar ao descontrole e é causa de muitos crimes. Pessoas sexualmente equilibradas convivem melhor em sociedade e são mais felizes.

Nosso senso moral e nossa cultura cristã nos legaram a monogamia como relação ideal mais propensa a incentivar o amor. Mas não podemos ignorar que o adultério é prática comum, tolerada pela sociedade. Você tem ideia das consequências espirituais do adultério? A relação sexual é o momento de maior intimidade e troca de energias que se pode experimentar na Terra. Isso não fica restrito ao plano físico, mas também ao plano astral. Ao nos unirmos sexualmente com alguém, formamos ligações com as companhias espirituais da outra pessoa. Você sabe que nunca estamos sozinhos, estamos sempre acompanhados de espíritos que se afinizam conosco, com os nossos gostos, com nossas atividades, pensamentos, atitudes, emoções. Numa relação adúltera é inevitável que sejam atraídos por nós espíritos que se afinizam com este tipo de ato clandestino, furtivo, baixo. Em situações assim reatamos antigas ligações espirituais conflituosas ou encetamos novos comprometimentos.

O mesmo ocorre com o sexo pago. Você acha que quem recorre à prostituição pratica o ato sozinho? Na verdade quem costuma comandar a situação são os espíritos desencarnados viciados em sexo. Os lugares ligados à prostituição são habitados por inúmeros espíritos nessas condições, que vivem da energia dos encarnados que os frequentam. São verdadeiras parcerias que se formam entre os dois planos. Os dois lados em busca do prazer desenfreado oferecido pelo sexo.

Há muitos que não consumam a traição. Não se atrevem a levar o adultério às últimas consequências. Mas o fazem em pensamento. Jesus falou sobre isso, ao dizer que desejar a mulher do próximo em pensamento já é cometer adultério. Nada ativa tão bem a imaginação como o desejo sexual. O poder mental é capaz de atrair espiritualmente a pessoa desejada se for fortemente imaginada. Se houver reciprocidade de intenções, pode haver uma espécie de vida paralela em que os adúlteros em pensamento passam a encontrar-se no astral para saciar seus desejos. De qualquer maneira, sendo ou não sendo correspondido o desejo, outros espíritos sedentos por sensações prazerosas do sexo são atraídos. Qualquer pessoa que tenha seu pensamento dominado pela ideia do sexo atrai para si companhias espirituais das quais se torna muito difícil de se livrar.

Durante o período de sono físico, nada atrai tanto o espírito encarnado quanto o sexo. Muitos são habituados a se relacionar com desencarnados ou com outros encarnados desdobrados pelo sono. às vezes são pessoas de conduta exemplar, que racionalmente não procurariam essa situação. Mas, parcialmente livres do corpo físico durante o sono, se deixam dominar pelo subconsciente. No subconsciente está armazenada a bagagem de todas as vidas anteriores do espírito imortal; é a soma de tudo o que ele é.

Quem vive essas experiências geralmente não tem vida sexual satisfatória; vive sem esperança amorosa. Geralmente essas pessoas roubam a energia das pessoas próximas; familiares, amigos, colegas. A energia que retiram de seus próximos é gasta em seus encontros no astral.

O sexo é energia sagrada, é criação de Deus que nos concedeu o poder de criar, pois somos Sua imagem e semelhança. O sexo equilibrado é manifestação de amor, e eleva o espírito a Deus. Mas o sexo em desequilíbrio pode ser motivo de queda e destruição. Deus não nos castiga, não há crime ou pecado. Há desgaste espiritual, há desperdício de forças criadoras, há desrespeito com o amor. E tudo isso tem um preço.

 

O Aborto se justifica? Quando?

 

O tema aborto sempre criou muita polêmica em nossa sociedade. Levantando debates acalorados entre os que são a favor e os que são contrários a sua prática. Aos que são a favor, não lhes faltam justificativas, e, dentre tantas, a mais comum é a que ressalta o direito da mulher de decidir sobre a sua vida e o seu próprio corpo. Aos que são contrários a prática do aborto, a justificativa mais citada é a de que a vida se inicia no momento da fecundação, e, portanto há vida em formação.

No Brasil, a prática do aborto é crime, mo entanto há por parte de segmentos da sociedade e de alguns governantes o desejo de descriminá-lo. O apoio dos materialistas à descriminalização do aborto “justifica-se” por ignorar a justiça e o amor de Deus em toda a sua criação. Para os que crêem na existência de Deus e no seu infinito amor, é e sempre será inconcebível aceitar tal prática. Em inúmeras obras espíritas que tem como tema o aborto, esse só se justifica quando põe em risco a vida da mulher. Vejamos o que algumas jovens têm a dizer:

1 - Muitas pessoas justificam o aborto com a idéia de que não há vida formada em um monte de células em multiplicação. Outras ainda afirmam que as mulheres são donas de seu corpo, podendo, então fazer deles o que bem entendem. Mas sabemos que na realidade, a partir do momento da fecundação já há vida. Já há um espírito aguardando uma nova reencarnação. O aborto, além de interromper este processo reencarnatório, traz sérios prejuízos para o Espírito reencarnante, para os pais e outros envolvidos. Para a mulher, são graves consequências orgânicas e psicológicas, além do risco de morte no processo do aborto. A reencarnação é um dos maiores presentes que Deus, por seu infinito amor, nos concede. Cabe a cada um de nós, Seus filhos, valorizá-la e amá-la, lutando para alcançar a verdadeira  felicidade.

Priscila Cristina – 24 anos


 
2 - Não é justificável, mesmo na pior das hipóteses, no caso de estupros, por exemplo. O Espírito que foi trabalhado para a sua volta carnal, que está disposto a passar por mais uma etapa terrena, reparando erros e caminhando para o bem, é rejeitado brutalmente pelo útero materno. A irresponsabilidade do ser que o gera, destrói uma vida por falta de conhecimento ou até mesmo ignorância da realidade espiritual. O Espírito que retornaria à terra, não tem culpa das irresponsabilidades de algumas pessoas que não são normais, pois não se pode considerar quem faz um estupro de pessoa normal, dentro das Leis de Deus e da terra. Se o reencarnante, por algum  motivo, tiver que passar por tão abrupta provação, a natureza se incumbe de tal.

Há vida a partir do momento da concepção. Mesmo ainda um feto, o Espírito já está ligado a sua mãe e esta o repelindo, adquire débitos diante da lei de Deus. Vida é amor. Se você a nega, irá caminhar por longos e dolorosos caminhos até sua redenção. Aceitemos sempre a oportunidade do alto de ajudar e sermos ajudados, pois Deus em sua infinita sabedoria sabe o que faz.          

                                                          Natália Teixeira – 20 anos


3 - Para tudo na vida existe uma justificativa, uma razão. No caso do aborto, sua realização é justificável para quem não possui conhecimento de causa, não conhece as conseqüências. O aborto se torna justificável de acordo com a sociedade, quando a forma de ser engravidado for traumática e ou cruel, ou ainda quando a mulher ou o parceiro se encontram em local despreparado para receber um filho. Esta é uma visão superficial da situação, porque visto de uma forma emocional, ignorando o além, o aborto não se justifica, é uma forma egoísta e fria de se livrar (para não ter que dizer resolver) de um aparente problema.

Não há motivos racionais para uma pessoa assassinar outra, ainda mais quando a vítima não possui o menor meio de se defender e é claramente inocente.

Clarissa Silva – 21 anos

_______________________________

 

"A nossa civilização está condenada porque se desenvolveu com mais vigor materialmente do que espiritualmente. O seu equilíbrio foi destruído."   (Albert Schweitzer)

 

_____________________________________

 

ORAÇÃO DE UM IDOSO

 

Senhor, fui moço e agora sou velho, e não posso evitá-lo. Aceito o envelhecimento do corpo como uma situação normal; mas peço-te que não me deixes envelhecer no espírito. Renova a minha mente dia após dia.
Senhor, fui moço e agora sou velho, e já aprendi muitas coisas, mas quero continuar aprendendo sempre. Abre os meus olhos para perceber o que ainda não percebi. Ensina-me coisas novas.
Senhor, fui moço e agora sou velho, mas quero conservar o amor a minha família, ao próximo, aos meus amigos, aos meus irmãos em cristo, a todos aqueles que me rodeiam. Preserva em mim esse amor e torna-o cada dia mais intenso.
Senhor, fui moço e agora sou velho, mas ainda tenho projetos de vida. Quero trabalhar por ti enquanto aqui viver. Torna esses projetos uma realidade em minha vida. Dá-me forças e entusiasmo para realizá-los.
Senhor, fui moço e agora sou velho, mas recuso-me a ser achado na “ante-sala da morte”. Não quero ser encontrado na fila dos “pré-mortos”. Enquanto conservares a minha vida, mantém-me a cabeça erguida, enche-me de otimismo, entusiasmo e vida.
Senhor, fui moço e agora sou velho, e assumo a minha ancianidade; entretanto, não quero absorver os chamados “complexos da velhice”. Eles me humilham e me fazem um pessimista depressivo. Livra-me deles.
Senhor, fui moço e agora sou velho, e às vezes sinto medo do futuro, da enfermidade, da solidão, da viuvez e da morte. Ajuda-me a não me preocupar com essas possibilidades. Ajuda-me a não ser hipocondríaco. Ajuda-me a fixar o meu olhar em jesus e a apropriar-me de suas virtudes. Ajuda-me, dia após dia, a ter vivas em minha mente suas lindas e maravilhosas promessas.
Senhor, fui moço e agora sou velho, e , embora às vezes a vida me seja difícil, não tenho queixas de ti. Tu tens me sustentado desde o ventre de minha mãe a “substância ainda informe”, e sei que o farás até o momento de minha partida. Sustenta esta minha fé. Não permitas que ela se abale, qualquer que seja a circunstância que eu tenha de enfrentar.
Senhor, fui moço e agora sou velho, mas tenho uma família encantadora. Estão todos nos teus caminhos, servindo-te em suas profissões. Minha esposa é uma companheira dedicada, que caminha comigo nesta nova etapa da vida. Meus filhos são solícitos e amáveis para mim. Estão todos ativos em tua igreja. Ajuda-me sempre a amá-los e a valorizar o seu caminho.
Senhor, fui moço e agora sou velho, e não sei o número de dias que me restam, e nem quero saber. Entreguei-te o meu relógio, e não o quero de volta. Não desejo existir nem mais nem menos um dia além ou aquém daquele que predeterminaste para mim. Mas quero que me ajudes a viver intensamente enquanto não chegar a minha hora.
Senhor, fui moço e agora sou velho, e não devo estar muito distante do céu. Alegra-me sempre pensar que, quando os meus olhos se fecharem, minha alma estará contigo para todo o sempre. Ajuda-me, senhor, a aguardar esse dia em plena confiança e tranquilidade.
Senhor, fui moço e agora sou velho, mas ainda sinto alegria de viver porque sei que tu estás comigo, que és o meu pastor, que nada me faltará, e que me fazes repousar em pastos verdejantes, junto das águas de descanso. Ajuda-me a continuar sendo um velho alegre e feliz.
Senhor, fui moço e agora sou velho, mas, enquanto viver, quero honrar o teu nome. Se, por acaso, eu vier a fracassar, leva-me para junto de ti, antes do fracasso.
Por jesus cristo, senhor de todas as idades, meu salvador. Amém.  

 (kleos magalhães iens césar)


_____________________________________

A tristeza no circuito da alma

A tristeza enquanto emoção pode ser entendida como um padrão vibratório dissonante do ser. Dada sua natureza subjetiva cada consciência vivencia esse padrão de forma diferente, daí a enorme dificuldade em conceitua-la de forma geral.

Diante da infinita multiplicidade da experiência humana, falo da perspectiva própria e como todo ponto de vista, esta é a vista de um único ponto.

Em um sistema elétrico normal a energia sai do gerador, passa por uma resistência (uma TV por exemplo) e volta para receptor. Quando esta energia vai e volta sem encontrar resistência, como no caso de fios desencapados se tocarem, temos um curto-circuito. Sem resistência a energia do gerador volta com a mesma intensidade, ocorre um aumento súbito de tensão no receptor do gerador, daí tem-se uma dissipação do calor, ou como a enxergamos, uma explosão.


____________________________________________

Dia 26 de julho dia dos AVÓS uma pequena homenagem

Nos núcleos familiares, de maneira geral, a figura dos avós é uma das mais queridas e respeitadas (ainda que, infelizmente, essa não seja a realidade de todas as famílias). Isso acontece, principalmente, em virtude da experiência que eles acumularam ao longo dos anos e pela sabedoria que podem transmitir às gerações posteriores, sobretudo aos netos e bisnetos. Do mesmo modo que há dias para homenagear nossos pais e mães, há também um dia especial para estar junto e prestar homenagens aos nossos avós. Esse dia é 26 de Julho!

Mas por que se comemora o dia dos avós justamente nesse dia? Para compreendermos a origem do dia dos avós, é necessário que nos remetamos à biografia de Jesus de Nazaré, o Cristo.

O dia 26 de julho foi escolhido pelo papa Paulo VI, no século XX, para homenagear os pais de Maria, mãe de Jesus, chamados Ana e Joaquim. Esses dois personagens históricos e bíblicos foram canonizados no século XVI pelo papa Gregório VIII por serem pais da mãe de Cristo e por terem-na concebido, segundo a tradição cristã, mediante ação milagrosa, já que o casal, à época, era considerado estéril. Santa Ana e São Joaquim, os avós de Jesus, ao longo dos séculos, receberam comemorações festivas em diversas datas diferentes, mas Paulo VI houve por bem determinar o dia 26 como a data definitiva.

A despeito da adesão ou não à tradição dos santos católicos, bem como da inserção da figura dos avós de Jesus nessa tradição, a figura de Ana e Joaquim diz muito sobre o papel fundamental dos avós na estruturação de uma família, seja quais forem os problemas ou as felicidades que ela venha partilhar. Sabemos que, por vezes, os avós é que desempenham o papel de pais de seus netos; ou ainda são os avós que precisam dos cuidados dos netos em ocasiões em que são afetados por enfermidades ou algo semelhante.

Além disso, a figura dos avós revela aos jovens o seu próprio futuro, isto é, dá-lhes a imagem do que um dia serão. Nessa imagem deve ser vista a finalidade das ações que desempenhamos ao longo de nossa vida; devem também ser pesadas as medidas dessas ações. O ser idoso, em grande parte, é fonte de inspiração e de sabedoria. O dia dedicado aos avós constitui uma oportunidade para meditar sobre isso, sobre o futuro que a todos aguarda e sobre que caminhos traçaremos em nossa vida.


Cláudio Fernandes

_____________________________________________________________

Oração de agradecimento ao Senhor

 

Em meio a tantas tribulações que a vida nos impõe como formas de aprendizado,  Quero agradecer-lhe pela vida física que permite que meu espírito esteja em aprimoramento

 Não posso reclamar das provas que o Senhor me concede  Pois elas são o testemunho do seu amor por mim e a esperança de que ainda posso evoluir

 

Ah, Pai! Perdoa-me as vezes que reclamei as dores que a vida me causava

 Sem lembrar de quantos bálsamos o Senhor me concedeu pelas feridas que eu mesma me causei,  Vendo apenas as pedras e esquecendo de enxergar o caminho em si

 

 Perdoa-me tantas vezes quantas me perdi na minha leviandade murmurando  E esquecendo-me de agradecer a oportunidade de uma vida digna  Com saúde, amor e fé  Enquanto tantos dos meus irmão estavam em situações muito mais desfavorecidas que a minha

 

 Perdoa-me ter solicitado sua atenção e intercessão imediata para resolver meus problemas, muitas vezes tão pueris,  Sem sequer me colocar a Tua disposição para ajudar meus irmãos que precisam de uma ajuda que eu poderia dar,  Querendo uma atenção especial, sem sequer me fazer especial para acalmar as dores de quem quer que seja

 

 Perdoa-me, Pai, tantas vezes que me coloquei como Tua filha,  Sem considerar meus companheiros de jornada como meus irmãos  E dando atenção apenas ao meu núcleo consangüíneo, como se minha responsabilidade se limita-se ali

 

 Perdoa-me, Pai, as muitas vezes que eu briguei com o mundo

 E exigia a paz para minha vida, quando eu mesma fui o motivo de tristezas e discórdias  Esquecendo-me de que é plantando amor que se colhe a paz

 

 Ah, Pai! Perdoa essa Tua filha, ainda tão pequena, e tão necessitada de rédeas e correções.  Lembre-me, quantas vezes forem necessárias que não vim ao mundo para me perder em meio às distrações  Mas sim com o propósito de me superar na transformação da minha alma.

 

 Guarda-me e proteja-me, hoje e em cada passo da minha vida! 



                __________________________


 "Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, 
 seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante.
"
"
Não permita que ninguém negligencie o peso de sua responsabilidade. Enquanto tantos animais continuam a ser maltratados, enquanto o lamento dos animais sedentos nos vagões de carga não sejam emudecidos, enquanto prevalecer tanta brutalidade em nosso matadouros... Todos seremos culpados. Tudo o que tem vida, tem valor como um ser vivo, como uma manifestação do mistério da vida." 




__________________________________________________

  (
)


"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um 
pode começar agora e fazer um novo fim."    



CHICO XAVIER

"Um homem que viveu como exemplo real de tudo aquilo que 
transmitiu em suas mensagens"!!!

                                            
    

_________________________________________________

Venha nos fazer uma visita.
Casa Humanitária Dr. Albert Schweitzer
Rua dos Macacos s/n 
Unamar - Cabo Frio

site: 
www.casahumanitaria.com
e-mail: casahumanitaria@casahumanitaria.com

 


 






























 

  Site Map